84 “miseráveis” ajudados pelo erário público

Em 2005, um total de 84 indivíduos que alegadamente trabalham em prol do povo deste País solicitaram (e obtiveram) um subsidio de reintegração. Em 2006, a Assembleia da República vai gastar cerca de 700 mil euros a pagar os tais subsídios aos deputados – pessoas que, ao que parece, vivem ao nível da indigência, passam fome, dormem debaixo das pontes e pedem esmola nos semáforos para alimentar os filhos. A simples existência deste tipo de subsídios (e desta categoria de deputados) é um insulto a todos os portugueses que vivem do seu trabalho. E uma prova que a maioria dos deputados portugueses são uma espécie de carraças, agarradas ao corpo desta nação com as suas patinhas, o ferrão enterrado na pele, a chuparem o sangue do animal. Insecticida, precisa-se. Em grandes quantidades. Entregar em S.Bento, pronto para usar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: