A pulhice de um muçulmano

No Canadá, 12 muçulmanos, a maioria imigrantes, foram detidos e acusados de conspiração para cometer um atentado. Os 12 cidadãos estavem bem integrados na sociedade canadiana – tal como os muçulmanos portugueses, no dizer do presidente da Comunidade Islâmica de Lisboa, o homem do Banco Efisa, Abdul Karim Vakil. Os 12 muçulmanos compraram a agentes policiais disfarçados, três toneladas de nitrato de amónia, um fertilizante químico usado na agricultura (coisa que pouco se pratica, em Toronto). O nitrato de amónia, misturado com combustível e outros produtos químicos fáceis de obter, produz um potente explosivo. A quantidade que os 12 muçulmanos compraram serviria para fazer uma bomba mais poderosa do que a utilizada no atentado de Oklahoma.

 Comentário do Imã da mesquita onde alguns dos muçulmanos terroristas iam rezar: "O facto de terem sido encontrados na posse de nitrato de amónia não significa que tenham feito algo de errado". Pois não. Até porque, como dizia o Xeique Abu Hamza, matar infiéis (não-muçulmanos) é o mesmo que matar um animal. Não me cabe a mim dizer quem é e quem não é muçulmano, diria (aposto!) o Xeique Munir, da Mesquita da Praça de Espanha. Sem dúvida, sem dúvida, diria (aposto!) o homem-forte do Banco Efisa, o líder da comunidade muçulmna em Portugal, Abdul Karim Vakil.

One Response to A pulhice de um muçulmano

  1. “A nossa responsabilidade para com a Vila é criar o superior, não reproduzir o inferior”

    Quitéria Barbuda dirigindo-se aos novos cadetes no Dia 28 de Maio, Dia do Paço Arquiano.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: