Público e Jornal de Notícias: será isto jornalismo?

Numa discreta página 19, na secção de Sociedade do jornal Público, edição de hoje, dia 14 de Junho de 2006, aparece uma coluna com três parágrafos e o seguinte título: "PJ desvaloriza prisão de três alegados neonazis em Lisboa." Nos dias anteriores, a "jornalistada" andou numa fona, impressionada com onze neonazis que teriam agredido ou ameaçado ou tentado agredir (as versões dançavam ao sabor dos órgãos de Comunicação Social) um grupo de jovens (três brancos e um negro), como prova iniciática para serem admitidos numa organização de extrema-direita.

O "insuspeito" Público, jornal que vê nazis ao dobrar de cada esquina, fascismo em cada multa de trânsito e chama "massacre" a todo o episódio de violência que provoque mais de dois mortos (desde que as vítimas não sejam brancas e heterossexuais), termina a curta notícia com esta frase: "Não há qualquer indício de que se trataria de um grupo de jovens que estaria a ser sujeito a testes antes de entrar em organizações de extrema-direita, tal como ontem foi noticiado pelo Jornal de Notícias."

Leio isto e apetece-me sacar da pistola, parafraseando um dirigente de um regime que também se considerava socialista (adicionando-lhe uma pitada de nacionalismo). O Jornal de Notícias, portanto, mentiu. Como? O jornalista que escreveu essa notícia inventou os factos? Recebeu a informação de quem? A direcção do Jornal de Notícias deixa passar isto em claro? Ignora o assunto? Ou está a investigá-lo?

Já agora: o jornalista do Público tem a certeza de que só o Jornal de Notícias é que publicou esta versão, a do teste para  ser aceite numa organização de extrema-direita? Em quem é que eu, simples e modesto leitor, devo acreditar? No Público ou no Jornal de Notícias? Não deverei, sinceramente, mandá-los os dois à merda e deixar de comprar quer um, quer outro? 

Como é possível que haja jornalismo tão incompetente? Será isto, de facto, jornalismo? Será esta gente que escreve e se desmente, apura e não apura, alega e desalega, acusa de nazismo e agressão racial, fala em simples desacato e diz que nada se confirma, merece que lhe chamem jornalistas? Para isso não basta o canudo e a carteira profissional. É preciso competência, capacidade e honestidade. Sobretudo honestidade moral. 

5 Responses to Público e Jornal de Notícias: será isto jornalismo?

  1. Luar diz:

    Caro Máquina Zero, os jornalistas querem ter poder e sabem que, para isso, não basta dar notícias, é preciso fazê-las.

  2. Anónimo diz:

    Discordo, neste caso não é só (mas também) fazer a notícia.
    É uma demonstração do ódio e medo latentes que há aos nacionalistas. Medo que se veja a verdade e que quem mente, quem rouba, quem “desgoverna”, quem trabalha para interesses que não são os de portugal e quem corrompe venha um dia a ser chamado a prestar contas!
    Eu não dou um tostão por qualquer jornal revista ou afim porque sei que para as mentiras que vou ler mais vale antes comprar um bom romance, pelo menos a história é mais interessante e está com certeza escrita sem erros!
    E dou o mesmo crédito (nenhum) ás notícias que vejo na tv ou nas páginas destes jornais todos na internet!

  3. zé das coivas diz:

    força!saca da pistola e dá um tiro nessa cabeça cheia de merda!

  4. pergunto-me quanto destaque mereceriam a meia dúzia de neonazis se não tivessemos imprensa a mais e canais de TV a mais e que pelo seu excesso se digladiam numa arena cada vez mais suja e desregada por audiências…

    Zero?

  5. Anónimo diz:

    Ó zé das couves, volte lá para a sua pocilga jornalística, que você nem um pistola sabe o que é!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: