Muçulmanos lamentam demissão de Freitas do Amaral

Numa litania pouco surpreendente, vozes conhecidas da Comunidade Islâmica da Web lamentam a saída de Freitas do Amaral. Entre eles, Tayeb Habib, personalidade de relevo na comunidade islâmica portuguesa e o homem que rejeita a possibilidade de terem morrido 1,1 milhões de judeus em Auschwitz.

Porque, como muito bem comparou, quando foram abatidos 700 mil frangos, por causa da gripe das aves, foi difícil desfazerem-se dos corpos. Arrependido por ter colocado esta pata na poça, o engº e empresário Tayeb Habib modificou a sua mensagem na Comunidade Islâmica da Web – o que é fácil, uma vez que ele é administrador desse site.
Inicialmente, o engº Tayeb Habib tinha escrito:”1.1 milhão (de mortos) escreve-se mesmo com uma leviandade. Em India mataram agora 700.000 frangos. E não foi fácil dispôr dos restos dos animais. É que não se inceneram assim mesmo os corpos humanos com toda a facilidade que se escreve”

Depois, tendo percebido que tinha deixado cair a máscara, corrigiu para a versão actual: “1.1 milhão escreve-se mesmo com uma leviandade. É que não se inceneram assim mesmo os corpos humanos com toda a facilidade que se escreve!

Cumprimentos, meu caro. Já agora, é isto que você ensina, no Centro de Formação ******** onde é formador?

NOTA – Foi-me sido pedido directamente pelo engº Tayeb Habib que não divulgasse informações pessoais sobre ele – informações públicas, disponíveis na Internet, através de uma pesquisa em qualquer motor de busca. Pareceu-me aceitável, esta solicitação. Daí a correcção introduzida neste post. Fica a interrogação. E as ideias que o sr Tayeb Habib defendia, publicamente.

11 Responses to Muçulmanos lamentam demissão de Freitas do Amaral

  1. Guaraná diz:

    Desculpe mas não são apenas os muçulmanos que andam disfarçados de amiguinhos e pacificos. Temos espécimes bem piores e com consequências igualmente nefastas.

    Refiro-me aos nossos amiguinhos e irmãos, os brasileiros, cada vez me convenço mais que é gente que actua como autênticos invasores, mais recentemente até penso que já nem se dão ao trabalho de disfarçar, já actuam como se isto fosse tudo deles.

    O resultado pouco difere, se uns entram numa abordagem de terrorismo islâmico os brasucas entram numa de terrorismo de rua.

  2. Tayeb diz:

    Olá Maquina Zero,

    Obrigado pela sua compreensão. O que faço na minha vida privada e profissional não tem nada a haver com o que penso dos temas actuais. Para mim não é tudo preto e branco. Há tons de cinza. Tenho direito à privacidade como voê tem a sua. Não quererá que a sua foto e onde trabalha e mora apareça na Net, não?

    Acredite que sou uma pessoa que não reciproca da mesma maneira contra ninguém. Você tem todo o direito de ter as suas opiniões, deveras contrárias à minha.

    Não precisa exagerar. Ninguém está a perseguir Máquina Zero. Fique bem e goze as suas férias.

    Será que você e Sliver são a mesma pessoa? Tem privilégios de apagar o que escreve no site do Sliver, depois de publicar? Parece estranho… E você confunde-se um pouco com Sliver.

    Tayeb

  3. Meu caro Tayeb: O que está na Net, sobre você, foi lá colocado por si. E o que é colocado na Net, como você bem sabe, é PÚBLICO! Essa é a natureza intrínseca da Internet. Vindo de outra pessoa, até daria peso à afirmação “você tem todo o direito de ter as suas opiniões, deveras contrárias à minha”. Mas vindo de alguém que defende a Sharia, este tipo de afirmação constitui uma hipocrisia. O sr. é cultor de uma religião medieval, primitiva e bárbara, cuja prática é incompatível com os Direitos Humanos e com a Constituição deste País.
    O sr só conhece e cita os Direitos que lhe interessam e que este país que o acolheu lhe concede. Esquece os deveres e obrigações a que todo o cidadão deste país está obrigado. As suas ameaças são profundamente ridículas e provam apenas que o sr. é um ignorante, em matéria e leis e de constituição. O sr. não sabe, por exemplo, que não há delito de opinião, em Portugal. E confunde o direito à opinião com difamação e incitação ao ódio racial ou religioso.
    Por fim, acabou por me dar razão: não é possível os muçulmanos serem abertos, em relaçõ à sociedade em que vivem. Têm que se fechar e falar uns com os outros, em segredo. Porque aquilo que dizem, não é aceitável pela sociedade em que, alegadamente, estão tão bem integrados.
    Por isso, sr. Tayeb, é que o senhor “fechou” o site da Comunidade Islâmica na Web! Para que os portugueses não muçulmanos não saibam o que vocês verdadeiramente pensam acerca de nós, “kafirs”…

  4. Tayeb diz:

    Olá Maquina Zero,

    Ou será que é também conhecido como Sliver?

    Fique bem claro que o portal não está fechado. Qualquer pessoa pode inscrever-se e ser membro. Na página principal vê-se o tópico mais recente dos “Assuntos Gerais”, o único que requere inscrição como membro. Os outros fóruns estão todos abertos à visualização por não-membros.

    O que se fez foi deixar de dar a oportunidade à desonestidade com a contextualização de textos sem se poder lêr toda a discussão.

    Você está errado que qualquer não-muçulmano seja chamado “kaffir” (ou descrente). Aliás somos proibidos de chamar “kaffirs” aos Povos de Livros isto é os judeus e os cristãos.

    Máquina Zero você precisa educar-se um pouco mais acerca do Islão e deixar de ser sensacionalista e ofensivo. Mas talvez seja isto sintomático da má cultura de algumas pessoas que se auto-elegeram defensores da cultura ocidental.

    Tayeb

  5. Caro engº Tayeb Habib:

    Obrigado pelo esclarecimento. Presumo, portanto, que o senhor discorde do xeque Abu Hamza al-Masri, quando ele defendia, nas suas prédicas, que era tão legítimo matar um ocidental como uma vaca…? Já agora, aproveitando a sua ‘democrática’ disponibilidade, as práticas que o Xeque Abu Hamza al-Masri defende são compatíveis com o Islão?

  6. Caro engº Tayeb Habib:

    Em relação ao termo “kaffir”, o sr tem uma versão diferente do sr. Aboobakar Choonara, membro sénior da Comunidade Islâmica da Web e cujos conhecimentos do Islaõ até o habilitam a ser responsável pelo consultório islâmico via email “IslamMoz”, parte integrante desse site. Se não, repare nesta pergunta/resposta, neste link http://www.myciw.org/modules.php?name=Forums&file=viewtopic&p=3825#3825

    Q36:No dia do Ide pode se convidar um Kafir (católico ou de uma outra religião) “amigo” para comemorar o Ide na nossa casa. E se tivermos um Kafir como marido ou mulher de um familiar nosso?
    R: Não há mal nenhum, muito pelo contrário, a bem do “dawwah” (propagação), é necessário que se desenvolva uma aproximação com os não muçulmanos, demonstrando simpatia e não rispidez, brandura e não aversão.

    E agora? Quem está errado? Eu ou o sr Aboobakar Choonara?

  7. Tayeb diz:

    Você censura e remove o que quer. É isto que chama liberdade de expressão?

    Tayeb

  8. Meu caro engº Tayeb Habib, definitivamente não o percebo! Não apaguei nada do que você escreveu, nem removo nenhum comentário, com excepção dos insultos (Nota: insulto significa a utilização de palavrões, não a expressão de opiniões diferentes). O que você vê, acima do seu último comentário, é um link, meu caro!!!!! Se subir um pouco, verá que essa primeira frase (Olá Maquina Zero…) corresponde ao início do seu comentário (o segundo, nesta pagina) colocado em July 8th, 2006 at 8:34 pme que lá está, na íntegra!! Caramba, tenho que lhe dar lições de informática?????
    Sabe, engº Tayeb Habib, eu percebo qual é o seu problema, neste momento. Sei que você tem sido duramente atacado, no seio da comunidade islâmica, cuja maioria é de opinião que iniciativas como a sua, na criação do site islâmico na Net, acabam apenas por criar problemas ao Islão. O mesmo tipo de ataques, aliás, de que já foi alvo o sr Yossuf Adamgy, pelas mesmas razões. E que o obrigou a fazer uma aliança com os fundamentalistas do Tabligh Jamat…
    Diga-me uma coisa: você e muitos outros muçulmanos desprezam tão profundamente o Ocidente e nós, Ocidentais não muçulmanos, dizem que somos porcos (somos aquilo que comemos, comemos porco, somos porcos…), que as nossas mulheres se vestem e andam na rua parecendo prostitutas, etc, etc. Porque razão continuam vocês a viver aqui, no meio deste deboche e desta depravação? Porque não vão viver para um país que tenha maioria muçulmana, proíba as mulheres de conduzir automóvel, corte as mãos aos ladrões, lapide mulheres adúlteras e fuzile quem assistir a um jogo de futebol (como aconteceu a semana passada na Somália)?

  9. Tayeb diz:

    Olá Ma´quina Zero,

    Você obtém informações erradas. Quem lhe disse que pertenço ao movimento Tabligh Jamat? Não pertenço a nenhum movimento islâmico.

    Não sou alvo de nenhum ataque de ninguém, excepto você e seu amigo Sliver e o vosso grupo de apoiantes. Estou alheio a todas as actividades da Comunidade Islâmica, e de facto pouco me interessa do que acontece no seio dela. Tenho as minhas opiniões e expresso-as quando quero e acho que devo. Pronunciei-me contra a continuação do Sr Dr Vakil como presidente da CIL, e a mudança dos estatutos. Mas de resto nunca mais fui a nenhuma reunião contra a actual direcção.

    Não odeio o Ocidente, porque significaria odiar onde vivo. O Ocidente que você e Sliver se autoentitulam como defensores, é o Ocidente de uma nova ditadura, um ocidente em que se atropelam os direitos fundamentais. Este Ocidente que vocês preconizam é o que muitos europeus e americanos não querem ver aparecer, porque têm memória do fascismo e das ditaduras que mataram milhões.

    Sobre comedores de carne de porco, mais uma vez é um estereotipo daquilo que você bebeu das escritas de ódio que procura na sua guerra contra o Islão. Sabia que há casamentos mistos entre muçulmanos e não muçulmanas, e muçulmanas com ex-muçulmanso que talvez dantes comiam carne de porco? Como é que posso odiar alguém pelo que come se esta pessoa é minha amiga e com quem convivo? Acha que o que a pessoa come é importante?

    Sobre mulheres estarem mal vestidas, quem sou eu para julgar quem se veste assim? Cada um veste-se como quer. Não cabe a mim julgar quem quer que seja e como se veste. A maioria das muçulmanas não se vestem cobrindo o cabelo. Não deixam de ser muçulmanas por não se vestirem de acordo com o que o Islão diz e eu não tenho nada a dizer sobre isto.

    Sobre você querer que eu deixe este pais, este é meu país como o é seu talvez. Sou cidadão nacional e tenho orgulho de ser português. Em Portugal o tamanho do meu nariz, ou as minhas feições ou cor de pele não são determinatnes, por enquanto. Talvez quando o Sr Máquina Zero e os seus apoiantes tomarem o poder e imporem aqui a vossa pureza de raça, vou ter mesmo que emigar ou refugiar-me noutro país.

    Até lá vivo onde gosto de viver, e onde sinto que estou seguro e livre. Amo este país e é meu tanto como poderá ser seu.

    Sobre a Somália e outros paises não tenho nada a pronunciar porque não me dizem respeito. Dou opiniões sobre Israel e os seus amigos porque são a causa de toda a guerra no mundo. Os judeus são um povo inteligente e com muita história e que sofreram. Vão arranjar soluções de convivio com os seus primos árabes. Eles têm o mesmo código genético, a escrita tem a mesma origem (do aramaico) e falam linguas semelhantes. empre viveram lado a lado e viverão de novo um dia.

    Tayeb

  10. Estamos em igualdade de circunstâncias, meu caro. Eu, nem sequer nasci neste País! Mas aprendi que cá, DESDE QUE EU RESPEITE OS DIREITOS FUNDAMENTAIS DO HOMEM, BASE DA NOSSA CONSTITUIÇÃO, posso viver em paz, tranquilidade e segurança.
    Deixe-me dar-lhe um exemplo da sua hipocrisia e da sua face dupla: Se você não diz nada sobre a Somália e outros países porque “não tenho nada a pronunciar porque não me dizem respeito”, porque é fez os comentários que fez sobre Israel e os Judeus? Não em nada a ver com a Somália muçulmana e tem algo a ver com Israel judeu? Estranho…
    E tente ler com mais atenção o que eu escrevo. Nunca escrevi que você pertencia aos Tabligh Jamat. Por que razão você me atribui falsamente essa afirmação? Tente discutir com frontalidade e com verdade!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: