Zinedine Zidane, o ‘terrorista’ perfeito

Vitimização e excepção cultural, ‘embrulhados’ numa total ausência de ética e moral – eis os traços fundamentais da explicação dada por Zidane para a agressão ao seu colega italiano. Como todo descendente de imigrante ou membro de minoria étnica, Zidane começa pelo fado do coitadinho. Os jornalistas, feitos macaquinhos enfeitados com laços multicores, penduram-se nos ramos do multiculturalismo e fazem todo o género de acrobacias e piruetas para explicar a hiper-sensibilidade de Zidane, filho de imigrantes, coitadinho, e como tal sujeito a todo o tipo de insultos e humilhações. Só isso, o simples facto de ser filho de imigrantes, já lhe daria direito a ser violento. Porque quem sofre o que eles sofrem, tem o direito de ser violento contra a sociedade que os oprime. Primeira razão, portanto, para justificar a violência de Zidane: o seu estatuto de vítima.

Depois da vitimização, vem o estatuto de excepção cultural. A mutilação genital feminina é condenável, mas ninguém em Portugal (nem a Ana Drago, do Bloco de esquerda) tem coragem para propôr que as crianças do sexo feminino, aqui nascidas e filhas de muçulmanos de origem africana, sejam alvo de uma vigilância médica compulsiva, para impedir que os pais as enviem para a Guiné-Bissau, por volta dos sete/oito anos, a fim de serem excisadas. Zidane também tem este estatuto de excepção cultural. Não se pode insultar a mãe ou a irmã de um árabe. Pode-se fazê-lo a um europeu ou americano, tal como se pode caricaturar Cristo ou Jeová – mas Alá, nunca! Segunda razão, portanto, para justificar a violência do futebolista francês:o seu estatuto cultural de excepção.

Claro que, perante este tipo de situação, Zidane fez o que era correcto: agrediu o jogador italiano. Pede desculpas, mas não lamenta nem caracteriza o seu acto como incorrecto ou errado. Apela apenas às crianças para que não o imitem. Justifica-o, da mesma forma que qualquer bombista da Al Qaeda explica as razões por que coloca engenhos explosivos num jardim de infância: recorrendo a um universo de valores próprio e único, exclusivo dos elementos da Al Qaeda, em que a quase totalidade dos europeus não-muçulmanos dificilmente se revê.
Zidane está tranquilo, tem a consciência em paz e deixou isso bem claro durante a entrevista onde explicou os motivos da agressão, com um olhar límpido e sincero. Zidane fez a única coisa que um homem poderia fazer, naquelas circunstâncias. A única coisa ‘correcta’. Não há remorsos nem recriminação. Portanto, agredir um colega durante um jogo de futebol, é correcto. Tal como o degolador da Al Qaeda que acaba de cortar a cabeça a um infiel só porque ele era um infiel, pratica-se um acto legítimo. Desde que o agressor seja filho de imigrantes e de ascendência árabe. Qualquer outro seria cruxificado.

Tudo isto faz-me lembrar o problema da violência sexual contra as mulheres. Será possível encontrar um conjunto de circunstâncias que justifiquem ou expliquem satisfatoriamente um caso de violação? Eu julgava que não. Até me cruzar com as notícias sobre um imigrante de origem muçulmana que, na Austrália, candidamente explicou em tribunal que violava raparigas australianas porque elas não usavam véu. O que significava que não eram, obviamente, mulheres sérias e podiam ser violadas à vontade. Versão apoiada por um eminente clérigo muçulmano, Sheik Faiz Mohamad, residente na Austrália, para quem as mulheres violadas são violadas porque se vestem de forma desavergonhada: mini-saias, vestidos sem mangas, jeans apertados, etc, etc.

Ou o gangue de paquistaneses naturalizados australianos, incluindo quatro irmãos, cujo divertimento era violar raparigas asutralianas. O pai destes quatro jovens foi sincero, também, ao culpar as raparigas: de que é que elas estavam à espera, ao aceitar convites para sair à noite? Obviamente, da única coisa correcta que um jovem paquistanês pode fazer, nestas circunstâncias: violá-las! A solução, para as raparigas australianas e europeias é simples, como apontou o mufti de Copenhaga, Shahid Mehdi: usem o véu, o tchador e a burka. Porque as mulheres que não o fazem estão “a pedir para ser violadas”.

Justificar a cabeçada de Zidane como ele a justificou não é surpreendente. Já ouvimos ‘mensagens’ semelhantes a muitos terroristas, violadores e outros criminosos. O que me espanta é a aceitação acéfala que a opinião pública europeia (excluindo a França, país há muito castrado e onde já nada surpreende) faz dessa explicação.

16 Responses to Zinedine Zidane, o ‘terrorista’ perfeito

  1. PHK diz:

    Máquina Zero, resumindo e concluindo não gostas de muçulmanos, achas que são uma praga neste mundo e deviam ser extintos e provavelmente até gostas de Bush e da sua missão divina.

    P.S-Não sou a favor dos crimes que descreves tes, mas esse artigo é puro racismo, os muçulmanos cometem crimes como qualquer pessoa e pagam por esses mesmos crimes.

  2. O Zidane foi um excelente jogador, mas em fim de carreira fazer akilo??? Acho que foi só para dar nas vistas. E depois dizem que os portugueses é que sao intemperamentais.

  3. Anónimo diz:

    O Zidane e amigos são todos uns grandes trastes!
    Em todos os jogos de futebol os jogadores insultam-se, mas nem todos desatam “à porrada”!

    “…não gostas de muçulmanos, achas que são uma praga neste mundo… ”

    Qualquer europeu que não seja outra coisa que não uma besta acefala, pode gostar de mulçumanos ou judeus, ambos são gente cobarde e criminosa. Agora o que eles fazem ou não FORA da europa já não é problema nosso!
    Deixem esses animais todos entregues uns aos outros que eles matam-se uns aos outros!!!

  4. Ana diz:

    Caro Máquina Zero: nem sabe o quanto me custa vir aqui e ver estes pontapés na gramática nos ocmentários. O verbo ‘descrever’ na 2a pessoa do singular não leva S… Já se percebe as notas nos Exames Nacionais…

  5. Ana diz:

    ERRATA: comentários

  6. PHK diz:

    Ana por amor de Deus não estou a escrever um livro fiz um comentário de 10 segundos no qual escrevi sem parar e submeti logo, mas acabaste por me dar razão com o teu erro, afinal somos humanos não é?

  7. Ana diz:

    PHK, tens toda a razão, peço desculpa então…:P

    Sabe, Máquina Zero, este é o texto mais lúcido que deve ter escrito em toda a sua vida… Ao contrário do MHK, não ache que o teu texto seja espelho do facto de não gostares de muçulmanos…
    O Zizou procedeu mal. Tal como o JVP procedeu há 4 anos quando bateu ao árbitro. Tal como o Rooney procedeu ao pisar o abono de família do Ricardo Carvalho. E tal como todos os jogadores que agridem colegas procedem mal. É óbvio que nestes casos há insultos, tipo “Meu filho de uma grande meretriz” ou “Nem sabes quem é o teu pai”… Pois é, mas o factod e ser muçulmano, budista ou cristão não pode ser desculpabilizado. Eu acho que o Materazzi também deve ser culpabilizado…
    Quanto aos outros casos que descreveste, não é só características dos muçulmanos. Já ouvi muita gente portuguesa dizer que quando uma mulher sai à noite com uma mini-saia ou um decote maior é porque “está a pedi-las”… No caso de violações então é o descalabro. Imagina: uma mulher sai num encontro com um homem. Produz-se toda, quer impressionar. Durante o encontro dão-se muito bem, ela gosta dele. Beijam-se. Ele quer ter relações. Ela diz NÃO. Ele viola-a porque durante o encontro todo ela deu abébias, logo aquele NÃO não significa nada. Como é que isto pode acontecer? Como é que em pleno século XXI isto acontece? Que parte do NÂO é que não percebem?

    Quanto às crianças mutiladas, não podia estar mais de acordo. Devia haver uma grande fiscalização nesses casos. Mas estamos a falar de um país que tem uma Protecção de Menores que sabem de casos de maus-tratos e não fazem nada. Só quando os media noticiam que mais uma criança morreu de maus-tratos é que se abre a pestana. Sabias que a cada dois dias há uma criança vítima de maus-tratos em Portugal? Hoje é uma, na 3a feira outra, na 5a mais uma…

    Cumprimentos

  8. Martins diz:

    Zidane devia ir para a Argélia dar cabeçadas aos camelos. Talvez levasse algum coice!

  9. Martins diz:

    Tenho estado a ver os telejornais. Os cabrões dos muçulmanos andam a ver se despoletam a III Guerra Mundial!

  10. Martins diz:

    O problema é a Síria. Se a Síria fosse completamente destruída o Irão baixava a bola e o conflito não alastrava.

  11. andressa diz:

    o zidane nao è terrorista ele é muito lindo e joga muito bem. eu acho è pouco o que ele fez com aquele italiano.eu no lugar dele faria a mesma coisa. bjs zizu.

  12. Pois é, Andressa. A gente compreende.

  13. ABDOULL diz:

    A questão é que cada um olha para o outro, não como ser humano, mas sim cristão, judeu, muçulmano, italiano, português etc. Até mesmo nos comentários de uma pessoa em relação ä outra está a mesma essência. Porque as pessoas são tão INTOLERANTES umas com as outras?

  14. Perdão! Quem andou aí a apontar o dedo e a dizer que o coitadinho do Zidane tinha sido insultado de uma forma inaceitável para um árabe? A sensibilidade de um árabe é mais delicada que a de um ocidental? Pode-se caricaturar Cristo, mas Alá, nunca… Pode-se insultar um ocidental, mas um árabe, nunca… Quanto a intolerância, é normal que se seja intolerante perante uma religião medieval, que defende o corte das mãos aos ladrões, a submissão da mulher como se esta fosse um animal e o extermínio dos judeus.

  15. Jaï bettancourt de carvalho diz:

    Vou dar uma nota discordante a este artigo.

    Para jà o Zidane não è àrabe !

    Segundo niguèm sabe se ele è ou não muçulmano, mas duvido muito que seja !

    Simplesmente porque ele è Kabyle, um povo que sempre luto contre a opreção àrabo-muçulmana !

    Os Kabyles mesmo convertidos ao islão não são muito religiosos, e duvido muito que em França os pais do Zidane lhe tivessem dado uma educação religiosa muçulmana que embora tenham as suas tradições eles detestam profundamente tanto como os àrabos !

    Depois o Zidane è um gajo muito discreto e pouco comunicativo, timido etc…

    Aquilo que fez ?

    E a livre interpetação de cada um, pois sabemos bem que Zidane è capaz duma coisa daquelas porque jà o fez mais duma vez.

    O Mundial de futebol, grande palhaçada, mas que grande vergonha !!!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: