Homenagem ao Daniel Oliveira, o mais fanático dos bloguistas anti-israelitas

Para o Daniel Oliveira, que chora baba e ranho enquanto vê na Televisão os desastres da guerra, nos intervalos das suas passeatas pela Síria e outros países, em agradável turismo: olhe, meu caro, não desespere tanto, porque nunca se sabe se aquilo que está a ver na TV é verdade, se está a assisitir a uma encenação ou se está perante uma falsificação.

PS – A partir de agora, estou de férias. ‘Postarei’ com menor regularidade. Como dizia o PSL, não estarei aqui, mas andarei por aqui.

7 Responses to Homenagem ao Daniel Oliveira, o mais fanático dos bloguistas anti-israelitas

  1. Pois ainda bem que foi de férias. Você só diz besteiras…porquê? Porque se afirma “contra tudo e contra todos”, “a bem da Nação?”. Você se acha engraçado, é? Pois não é, nem tem pinta de ser muito inteligente. Ken Wilber (você também não sabe quem é?) classificá-lo-ia como “arcaico-instintivo”, o nível mais inferior do desenvolvimento humano onde a prioridade é a busca pela sobrevivência e o EU distinto não se encontra ainda desperto. Sabe que apenas 0,1% da população humana está neste estádio de desenvolvimento? Você é um deles. Mas pode evoluir, claro. Por exemplo, fechar este site estúpido ou modificá-lo para um nível intelectualmente mais sério. Ok?
    Passe bem. E aproveite as férias para pensar. Você será capaz?
    Jessica S. Martinez (jornalista free-lancer). Você conhece Israel? E o Líbano? Eu já.

  2. Ei, alerta! A minha resposta anterior é dirigida ao anónimo senhor(a) que é responsável por toda esta prosa que se identifica como Máquina Zero (você tem trauma da máquina zero? raparam seu cabelo no exército e se sente com stress pós-traumático?). Coitadinho do infeliz.
    Mesmo assim, desejo-lhe boas férias (talvez regresse melhor).
    JM

  3. Luar diz:

    Boas férias, caro Máquina Zero. Lamento a menor regularidade, mas é melhor que nada. 🙂

  4. João M diz:

    Jessica Martinez, na sua qualidade (ou melhor, falta dela) de jornalista é reaçmente confrangedor verificar que alguém que deveria promover a defesa da liberdade de expressão e de livre discussão, pelo contrário, aconselha ao fecho deste espaço de reflexão e de liberdade de pensamento.

    Do ponto de vista da psicologia o seu caso revela uma acentuada falta de auto-estima, uma agressividade inusitada que espelha um sentimento de inferioridade (quiçá ligado ao facto de não ter lugar em nenhum jornal sério e ver-se na contigência de fazer uns trabalhitos de menor evergadura para algum pasquim, em suma vende-se a quem dá mais… ), porém, estou firmemente convicto de que a patologia da qual padece enquadra-se no foro da psiquiatria, típico caso de maniaca-depressiva, mesmo neurótica, correndo o elevado risco de um enfarte do miocárdio.

    Sendo assim, aconselho-a a; 1) suicidar-se e, desse modo, despoluir o planete de um dejecto humano.
    2) auto-internar-se numa clínica de psiquiatria e encharcar-se em comprimidagem e morrer de overdose.
    3) meta-se debaixo de um comboio e assim conseguirá alcançar o efémero estrelato que tanto demonstra almejar, dado que certamente preencheria um qualquer canto de jornal de segunda com uma pequena notícia do seu falecimento.

    Em suma, não venha infestar este belo espaço de corajem intelectual e mate-se para assim deixar o mundo melhor. Seria um getso nobre da sua parte.

  5. LOUIS XVI diz:

    Boas férias e que descanse para não dar tréguas aos dementes…

  6. DLM diz:

    Boas ferias. Bem vai precisar, que os imbecis andam aí à solta sem pejo nem vergonha no que dizem, e a precisar urgentemente de chicote no pelo

  7. É mais forte do que eu… Bem juro e prometo à família ficar longe do teclado… Depois, abro o jornal, ouço a televisão e fico a roer as unhas ate poder dar o ‘enter’ para mais um ‘post’… Já agora, a Jessica Martinez, como jornalista free-lancer, em Portugal, não existe. Basta consultar o site da Comissão da Carteira Profissional de Jornalista. Portanto, é brasileira. Tal como o psicólogo que vende frachisings do seu instituto a 20 mil euros.
    Mas caso a Jessica exista e não seja um ‘heterónimo’ do dito psicólogo, estou de acordo com os conselhos que lhe foram dados pelos meus caros amigos…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: