Notícias da religião da paz, amor e tolerância – Polícia inglesa impede atentado planeado por terroristas muçulmanos

Felizmente, a polícia britânica e os seus serviços secretos são eficazes. Não sofrem das limitações legais impostas por imbecis de Esquerda, como acontece em Portugal, que impedem qualquer investigação séria da actividade de grupos terroristas. Como não podia deixar de ser, foram presos já 21 indivíduos, todos de origem paquistanesa. Vamos esperar para ouvir os comentários dos xeque Munir, da Mesquita de Lisboa, do xeque Rachid, de Palmela e do banqueiro Abdul Vakil, o homem que preside à Comunidade Islâmica Portuguesa e que já teve, como nº 3 da direcção, o líder dos Tabligh Jamat em Portugal.

15 Responses to Notícias da religião da paz, amor e tolerância – Polícia inglesa impede atentado planeado por terroristas muçulmanos

  1. Anthrax diz:

    Gostei do título! Mas é que gostei mesmo.

    É claro que a tal história da “Paz, amor e tolerância” é conversa para europeu continental dormente e agarrado aos ideários da Revolução Francesa, mas se nos conseguirmos abstrair deste mero detalhe e do facto de que estes fundamentalistas são ignorantes e “troublemakers” por natureza, a verdade é que eles acreditam mesmo na “Paz, amor e tolerância” à sua maneira psicótica e distorcida.

    Quanto aos serviços secretos britânicos, realmente, são eficazes. Mas não tão eficazes como o foram durante a Guerra-fria (embora estejam outra vez no bom caminho).

    No que respeita ao caso Português, de facto está tudo dito, mas isso não quer dizer que não andem informados. Quer apenas dizer que estão limitados.

  2. um leitor assíduo diz:

    e eu cheguei ontem de portugal aki aos EUA. Espero que os enfiem em Guantanamo e que nunca mais de lá saiam.
    Os de esquerda daki a uns dois anitos já se eskeceram disto e vêm dizer que os EUA são maus e que a prisão de cuba é ilegal.
    Porra, como é possível?…anda tudo cego? Se calhar devia era haver mais que uma prisão de Guantanamo

  3. “limitações legais impostas por imbecis de Esquerda”

    Há gente facciosa…chiça :)))

  4. João M diz:

    De facto tem toda razão o Max ( deve ser da família do Max, cão polícia), há mesmo muita gente facciosa, que não quer ver a realidade e pior que um cego só mesmo aquele que não quer ver, que abdica da sua capacidade de raciocínio, de análise, tudo em submissão ao dogma que o barbudo no século XIX impôs ao mundo… chiça!

  5. Caro João, concordo plenamente com que o disse.

    Mas e quê?

  6. Anónimo diz:

    parece que o sr.maquina zero e o sr.leitor assiduo ja sabem que os 21 detidos sao culpados de qualquer coisa!!!mesmo quando logicamente nada foi julgado!!!e o lado reacionario a vir ao de cima!!!!

  7. João M diz:

    Ó Max mas o quê o quê? O que é que não percebeu? Padece de algum retardamento que lhe bloqueia a capacidade de entendimento e assimilação? (definitivamente, não é da família do Max, cão inspector, porque esse é indubitavelmente mais inteligente!)

    Quanto ao “anônimo”, decerto um escroque do nordeste brasileiro que atenta contra a língua de Camões a cada frase que escreve, demonstrou quão estúpido se pode ser, já que para ele os criminosos islâmicos detidos antes de fazerem centenas, senão milhares, de mortos, apenas poderiam ser considerados culpados se tivessem levado a cabo a sua acção homicida. Há cada anormal, o Máquina Zero conseguiu com a sua cáustica prosa atrair a animosidade dos mais imbecis do mundo lusófono que aqui convergem para vomitar todoa a sua verborreia nauseabunda.

  8. Meu caro João M. em relação à malta dos Devaneios Disentéricos, parece-me que o problema não tem solução, como eu saliento num post de hoje. A forma de escrever do anónimo é óbvia, é a malta minha ‘amiga’ da Comunidade Islâmica da Web, o fórum dos muçulmanos portugueses, onde estes revelam até que ponto odeiam o nosso país…

  9. Ana diz:

    Uma insinuação como a que está no título deste post – “Notícias da religião da paz, amor e tolerância – Polícia inglesa impede atentado planeado por terroristas muçulmanos” i.e. que é por serem muçulmanos que eles são terroristas, é tão lógica como dizer que o sr. é um analfabeto porque é português. Deve haver mais analfabetismo entre os portugueses que terroristas entre os muçulmanos. É por causa desta lógica da batata, que os portuguesinhos usam para justificar aquilo em que querem acreditar, que o rico paísinho onde vivem (eu não) nunca há-de ir a lado nenhum. Mas sabe o que lhe digo? Cada um vive no mundo que tem dentro da cabeça. E cada um tem o que faz por merecer.

  10. Minha cara Ana: mas é exactamente isso que eles dizem! São a ‘espada de Alá’! É em nome do Islão que combatem! Já reparou que não sou que digo? SÃO ELES PRÓPRIOS QUE INVOCAM O ISLAMISMO COMO FONTE DO MANDATO PARA A SUA MISSÃO ASSASSINA! Seja justa, ok? Não há aqui nenhuma lógica forçada, nem nenhuma conclusão distorcida, da minha parte!

  11. Ana diz:

    Quem são “eles”?

  12. João M diz:

    Porra que é burra! Máquina Zero faça-lhe um desenho, pode ser que ela compreenda.

  13. Minha cara Ana: os indivíduos que costuma ver nas mensagens gravadas pós-atentados suicidas, a não ser que nunca tenha visto televisão na sua vida ou que ache que essas gravações são mnipulações da CIA.

  14. Ana diz:

    Caro João M: vá insultar quem o pariu, que devia ter feito um trabalho melhor a educá-lo.
    Caro MáquinaZero: que eu sabia, essas pessoas não são a totalidade dos Muçulmanos, nem os Muçulmanos são todos como essas pessoas. É dessa generalização idiota que eu falava. Se tivesse uma vida activa, e por isto digo trabalhar ou ter actividades que lhe permitam sair do seu reduto de portuguesinho bronco e conhecer pessoas de mais de uma cultura e religião, ia-se espantar com a quantidade de gente que pratica o Islamismo e é cientista, jornalista, etc etc, só se sabendo isso depois de se ter uma amizade com as pessoas porque elas não fazem questão de trazer a religião escrita na testa. Aliás, que me parece que terão actividades muito mais importantes para a humanidade do que quem fica com o cu sentado no seu sofá a botar palavra contra quem lhe convém criticar para se sentir superior.

  15. Ó minha cara Ana! Uma senhora como você, que se indigna com os insultos e manda o João M “insultar quem o pariu”, está a chamar-me “portuguesinho bronco”? Ó minha cara senhora, eu porventura insultei-a, fui malcriado ou sequer deselegante?
    Tratei-a com a máxima correcção em todas as respostas que dei aos seus comentários e a senhora retribui essa delicadeza chamando-me “portuguesinho bronco”?
    A senhora parece-me ter alguma dificuldade em conviver com ideias diferentes da suas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: