Incêndios em Portugal – Jornalista incinerado em directo, brevemente, nalgum canal…

O suspiro de alívio ouviu-se fora das redacções. Já a chamada silly season ia adiantada e incêndios, nada. Ou quase nada: um foguito aqui, uma braseirazita acolá. De repente, dois ou três fogachos crescem e adquirem dimensão média. As câmaras de televisão, abutres da nova era, caiem em cima dos idosos, alvos preferenciais, e filmam choros, angústias, de gente que é emocionalmente e fisicamente mais fraca. E fazem perguntas imbecis: “Teve medo?” – questão colocada a um velho de 80 anos, lágrimas a correr e fala entrecortada. Nojento.

O que mais me espanta é a moda que pegou de estaca no Verão passado. Jornalista que se preze tem que fazer pelo menos um directo com as chamas a lamberem-lhe o microfone. Nada adianta à notícia, nada informa, nada revela quanto a pormenores. Mas dá cá um impacto, o rapazelho ali aos saltinhos, avança um passo, recua, um olho na câmara, outro no fogo, a debitar frases estúpidas: “Pois é…aqui o fogo… está… como vêm, fora de controle… as chamas.. as chamas vêm com violência… o vento sopra… agora tenho que me deslocar daqui… é arriscado continuar…” etc, etc.

Aguardo ansiosamente pelo primeiro jornalista que, no afã de se mostrar mais corajoso e mais idiota que os seus colegas, se deixe incinerar completamente, de preferência ao vivo. Espero que o cameraman seja um pulha à altura do seu colega e lhe filme os últimos estertores, o rosto contorcido, à medida que as chamas lhe encarquilham o corpo, fechando com um grande plano dos olhos. Isto sim, isto era jornalismo.

5 Responses to Incêndios em Portugal – Jornalista incinerado em directo, brevemente, nalgum canal…

  1. Ana diz:

    LOL. Nisso tenho de concordar contigo. E a música de fundo? Ao belo estilo “O dia depois de amannhã” ou “Armageddon”. Triste, muito triste. Não acrescenta informação nenhuma, não é? Mas acho que quem bate tudo é mesmo a TVI, só podia! Não tenho acompanhado muito os telejornais, mas lembro-me que no ano passado era horrível, o jornalista lá em cima das chamas, correndo o risco de ficar chamuscado. E os velhinhos que choram e rezam e pregam aos deuses por um milagre… tsc tsc…

  2. Morgan diz:

    Qual festival… realmente cai-se num pedantismo morbido que amoleçe a capacidade de reacção pela criação de uma expectativa de resolução dos problemas dessas pessoas só porque aparecem a chorar nas televisões. Mas não é durante a época de incêndios. Na TVI, todos os dias à hora do almoço temos a horita do choro, incitado e quase forçado pelo Goucha e a amiga. Quanto aos telejornais tanto a TVI como a SIC merecem-se, principalmente a SIC ao fim-de-semana mete dó… para um canal que aqui há uns anos atrás era uma referência no jornalismo… tsc, tsc…

    Já agora não deixem de passar no meu blog: http://ocaco.wordpress.com e no meu podcast: http://ocaco.podomatic.com

  3. Esperemos, meus caros. Lá chegará o dia em que teremos mortes em directo… Quanto ao vómito do Goucha, já vi algumas situações que configuravam abuso de menores e/ou incapazes, na minha opinião. Mas o Ministério Público não vê televisão…

  4. Anónimo diz:

    parvos e …………………. yyhhyyjiuyi are you a mekeis .yes are you

  5. Anónimo diz:

    burrrrossssssssss!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    assi. do vandasma do mal

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: