Muçulmanos ingleses fazem chantagem com o seu país – British muslims blackmail a all country (*)

Nos últimos dias, os écrans da BBC, Sky News e CNN encheram-se de muçulmanos ingleses, visivelmente de ascendência paquistanesa, com um raciocínio justificativo de atentados bombistas suicidas: a política externa da Inglaterra, nomeadamente em relação ao Iraque e a Israel, é a razão por que tantos jovens muçulmanos ingleses adoptam atitudes extremistas.

For a few days, British muslims, clearly from Pakistani ancestry, have repeatedly used BBC, CNN and Sky News to broadcast a argument justifying suicide bombers: British foreign policy, namely policy related to Iraq and Israel, is to blame and it´s the reason why so many young British muslims have radical attitudes.

Muito bem. Teríamos aqui uma noção diferente de Democracia: se eu discordo do Governo do meu país, a melhor maneira de o fazer é colocar bombas em autocarros, aviões e comboios, matando o maior número de compatriotas meus. Nesta Democracia o voto é substituído pelo assassínio.

Right. So, it could mean a different idea of Democracy: if I don’t agree with the Government of my country, best way to show it is bombing airplanes, buses and trains, killing as many of my fellow citizens as I can. In this Democracy, vote is replaced by murder.

Os dirigentes da minoria muçulmana, em Inglaterra, fazem chantagem de uma forma clara. Sendo uma minoria, querem impôr uma determinada política à maioria dos ingleses. Como não têm votos suficientes, recorrem ao assassínio. E o Governo inglês fica a saber que ou muda a sua política ou leva com mais bombas em autocarros, aviões e comboios.

Leaders of the muslim minority, in UK, are clearly blackmailing. As a minority, they want to impose on the majority of the british people a certain policy. As they don’t have enough votes, they use murder. And the British government knows, now, that either they change policy, or they will have more bombs in buses,airplanes and trains.

Temos, então, dois tipos de terroristas: os que matam e os que justificam a morte. Não vejo que se justifique distinção de penas. Tão assassino é quem mata como quem justifica e legitima o assassínio. Os muçulmanos britânicos, tal como outros muçulmanos, são apenas cidadãos da Ummah, a nação muçulmana. E estão em guerra com todos os países ocidentais. O que, para mim, justificava o seu internamento em campos de prisioneiros, na qualidade de cidadãos de um país beligerante. Como prevê, aliás, a Convenção de Genebra.

So, we have two kinds of terrorists: those who kill and those that justify killings. I don’t see the need to have different convictions. They all are murderes, those who kill and those who justify and make killing a legitimate act. British muslims, like other muslims, are only citizens of Ummah, the muslim nation. And they are at war with all the Western countries. To me, this is enough reason to put them in prisioner camps, as citizens of a enemy country. As it is defined on the Geneva Convention.

(*) – Este post é bilíngue.

2 Responses to Muçulmanos ingleses fazem chantagem com o seu país – British muslims blackmail a all country (*)

  1. Anónimo diz:

    Apoiado!

  2. Obrigado. Já somos dois. Já faltou mais!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: