Notícias Magazine – Mais um exemplo de jornalismo feito por ignorantes

Ao folhear a Notícias Magazine do último domingo, dou de caras com mais um exemplo (confrangedor) da ignorância dos jornalistas. Num trabalho assinado por Carla Maia de Almeida, fala-se várias vezes em ‘leopardos’. Acontece que é publicada uma fotografia da situação descrita, onde uma jovem portuguesa aparece a acariciar um dos tais ‘leopardos’. E acontece que, para qualquer telespectador medianamente culto (basta ver o National Geographic ou a BBC…) aquilo não é um ‘leopardo‘. É uma chita. Lamentável.

19 Responses to Notícias Magazine – Mais um exemplo de jornalismo feito por ignorantes

  1. Holandês Voador diz:

    Uma vez que no próprio link que você dá se pode ler “Chita (ou Leopardo caçador)”, devo admitir que já me confrontei com situações de bem maior ignorância jornalística (possivelmente a jornalista teve sorte, e “acertou” sem querer, mas isso já é outra história)…

  2. Ana diz:

    Tchiii…. isso é um pouco grave… Pior que isso é noticiar a morte de uma pessoa e colocar a fotografia… da pessoa errada!lol

  3. Carla Maia de Almeida diz:

    Sou a própria, a autora do “confrangedor” exemplo de “jornalismo feito por ignorantes”. Não conhecia o seu blog, mas vejo que é rápido a detectar falhas alheias e ainda mais nos juízos de ordem moral. É uma espécie de Lucky Luke justiceiro da comunicação social – ou é mais o cangalheiro?
    Muito obrigada por ter detectado o meu hipotético erro. Digo hipotético, porque, como um seu leitor já assinalou, a chita responde por vários nomes. De resto, segui o termo usado pelo autor do livro (que me inibi de corrigir), e devo acrescentar que o estado – esse sim, confrangedor – em que aparecem os bichos, roubados à Natureza, me inspiram dúvidas sobre a sua verdadeira definição.
    De qualquer modo, se esse for o único erro do artigo, dou-me por feliz. É que não imagina como é fácil errar, apesar de todos os cuidados e contra todas as pressões em que se escreve. E, sim, já errei várias vezes e sempre agradeço que me corrijam. “Ignorante” é que não sou. O seu juízo é precipitado, volúvel e tende para o ofensivo. Mas, como dizem os ingleses: “Non taken”.

  4. Carla Maia de Almeida diz:

    Sou a própria, a autora do “confrangedor” exemplo de “jornalismo feito por ignorantes”. Não conhecia o seu blog, mas vejo que é rápido a detectar falhas alheias e ainda mais nos juízos de ordem moral. É uma espécie de Lucky Luke justiceiro da comunicação social – ou é mais o cangalheiro?
    Obrigada por ter detectado o meu hipotético erro. Digo hipotético, porque, como um seu leitor já assinalou, a chita responde por vários nomes. De resto, segui o termo usado pelo autor do livro (que me inibi de corrigir), e devo acrescentar que o estado – esse sim, confrangedor – em que aparecem os bichos, roubados à Natureza, me inspiram dúvidas sobre a sua verdadeira definição.
    De qualquer modo, se esse for o único erro do artigo, dou-me por feliz. É que não imagina como é fácil errar, apesar de todos os cuidados e contra todas as pressões em que se escreve. E, sim, já errei várias vezes e sempre agradeço que me corrijam. “Ignorante” é que não sou. O seu juízo é precipitado, volúvel e tende para o ofensivo. Mas, como dizem os ingleses: “Non taken”.

  5. Uau! E até faz citações em inglês! Fiquei obviamente impressionado. Se recuarmos 50 ou 100 anos, decobriremos que várias expressões, que eram então utilizadas, despareceram da nossa linguagem. Ninguém, hoje em dia, chama ‘leopardo caçador’ a uma chita. Como jornalista, você devia ter especial atenção a pormenores destes.
    Quanto à minha postura perante a comunicação Social, acertou em cheio: sou cangalheiro, e vou abrindo covas, todos os dias, para colocar lá os cadáveres das palavars e frases que vocês, jornalistas, assassinam regularmente.
    Imagino como é fácil errar. Acontece que tenho uma profissão em que, quando se erra, se nem que seja uma única vez, se paga muito caro. Não me posso dar ao luxo de escrever asneiras e de as corrigir, no dia seguinte, em secções tipo ‘O Público errou…’

  6. Carla Maia de Almeida diz:

    Você é um tipo engraçado, ó Máquina Zero. Estive a dar uma vista de olhos pelo seu blog e também fiquei impressionada. Com opiniões tão frontais e definitivas sobre a vida e o mundo em geral, só é pena que não se identifique, mas acredito que haja uma boa razão para não o fazer.
    Olhe, da próxima vez que abrir uma cova, aproveite o embalo e meta-se também lá dentro. Pode ser que o fresco lhe faça bem à moleirinha…

    • António Rocha diz:

      Queria deixar-lhe o meu apoio face á ignorância e procura gratuíta de fama que deu origem a este blog! Mas já cá deixei o meu ponto de vista!!! Ignorância é o que se passou aqui!

  7. Olhe lá, e para que é que você queria saber a minha identidade? O que é que isso adiantava? Modificava os argumentos que eu utilizo? Dava-lhe mais ou menos razão? Alterava alguma das discussões aqui travadas? Não! Então dê lá uma razão para saber a minha identidade, sem ser a hipótese de melhor ajustar contas comigo…
    Numa Democracia – coisa que muito prezo, depois de ter experimentado três ditaduras – tenho o direito a ter opiniões, não obstante o esforço que gente de Esquerda como você faz, para uniformizar o pensamento em torno do que entendem ser politicamente correcto.

    Com os meus cumprimentos,

    Máquina Zero

    PS – Já consegue distinguir uma chita de um leopardo? E sabe a diferença entre o Germano e o género humano? Em relação a esta última pergunta, se nem sabe o que isto significa, pergunte a um jornalista mais velho…

  8. Manuel Zeferino diz:

    És muito mal educado oh máquina zero! A tuas presunção al lado da tua má educação desaparece por completo! Tens inteligência que nada te serve porque És tosco. Educa-te primeiro antes de te dirigires às pessoas…

  9. Obrigado, Manuel Zeferino. Você, pelo contrário, é uma pessoa muito bem educada.

  10. Carla Maia de Almeida diz:

    Sei bem distinguir o género humano do Manuel Germano. Quanto ao seu género, se me permite o eufemismo, é o dos que não conseguem aprender. Ou dos que aprendem torto. Confunde argumentos com invectivas e opiniões com insultos. Por trás de um pseudónimo, esconde tiques de delator e cobarde – coisas típicas das ditaduras, como sabe, talvez essas que você diz ter frequentado (e com sucesso, pelos vistos). E ainda vem dar lições de democracia? Por favor.

    Mas estou-me nas tintas para saber a sua identidade. Ao contrário de você, não me sinto mandatada para ajustes de contas com o mundo. E tenho mais que fazer, já me ri bastante nos últimos dois dias. Se quiser continuar a escrever comentários, força, está à vista que quanto mais escreve mais se enterra (de resto, não é você o cangalheiro?)
    Antes do delete final, só mais isto: esqueça o “politicamente correcto” e limite-se a ser, simplesmente, “correcto”. Se não conseguir, considere a hipótese de emigrar para a Madeira e ficar lá a dar luta aos cubanos do “contnente”…

  11. Caramba! Já sabe distinguir o Manuel Germano do género humano! Ésinal de que aprende rápido! E sabe onde ficava o país do apartheid? Tem que consultar um mapa antigo, da década de 70…

  12. Ao folhear a vossa revista num consultório médico, creio que é de 20 de Agosto do corrente ano, dou de caras com uma “pequena curiosidade”. O maná que alimentou os isrealitas no deserto eram codornizes?????
    Que eu saiba, maná é uma coisa e codornizes outra, senão leiamos o que diz a biblia:
    Êxodo, capítulo 16, versículos 11 e seguintes: ” Iahweh falou a Moisés, dizendo: Eu ouvi as murmurações dos filhos de Israel; diz-lhes: Ao crepúsculo comereis carne, e pela manhã vos fartareis de pão, e sabereis que eu sou Iahweh, o vosso Deus. À tarde subiram codornizes e cobriram o acampamento; e pela manhã havia uma camada de orvalho ao redor do acampamento. Quando se evaporou a camada de orvalho, apareceu na superficie do deserto uma coisa miúda, granulosa, fina como a geada sobre a terra.(…) Isto é o pão que Iahweh vos deu para vosso alimento.”
    Aceito o facto de não acreditarem que foi Deus quem enviou as codornizes, agora elas terem a textura e a aparência do pão de Deus, enviado aos israelitas??? Deixem-me imaginar!!!!

    Codornizes sei que são aves, o maná, nunca o vi, mas segundo o relato, posso imaginar que seja, talvez do tipo do algodão doce ( eu sou gulosa).
    Provavelmente terá forma, e até poderá voar ( ao sabor do vento), mas ninguém ainda disse que tem asas.
    Só o pensamento poderá voar, com as asas da imaginação.

    Se descobrirem mais alguma curiosidade biblica, por favor, comprovem-na com o respectivo relato biblico, e com o contexto histórico-social.

    Atenção que este maná, ou pão de Deus registado na bíblia, não tem nada a ver com aquela arrufada gigante que se compra no supermercado e que se chama também “Pão de Deus”
    È por este motivo que penso que esse maná seria fofo e doce como o algudão doce. E sendo enviado da parte de Deus só poderia ser uma coisa boa e deliciosa.

    Por favor continuem com o vosso trabalho, e de vez em quando, dêem uma calinadazinha. Assim terão o back-up do público.

    Pesquiza na boblia de Jerusalém, Paulinas Multimédia, Tradução Ferreira de Almeida, etç, etç.

    • isabel Barbas diz:

      Os biblistas acreditam que se tratava de um granulado que caía das tâmaras amadurecidas, abundantes perto da região e que era levado pelo vento. Por isso, seria também muito nutritivo (as tâmaras são recomendadas a grávidas e anémicos) e certamente docinho!

  13. C. Casimiro diz:

    Venho lembar que a chita (o tal não leopardo) também se designa por guepardo. O que, por semelhança sonora, pode explicar a troca.
    E quero garantir que já li e ouvi chamarem-lhe leopardo 2344 vezes! Incluindo no National Geographic, no Odisseia, etc, etc. Neste as calinadas costumam aliás ser frequentes e bem mais graves…

  14. marta diz:

    ponham mais jogos na terra do nunca

  15. Paulo Alves diz:

    E o Leonardo você tem visto ó grande zero à esquerda, se não procure o Leopoldo e dê-lhe um abraço da minha parte!

  16. António Rocha diz:

    Estou espantado com a ignorãncia e completa falta de respeito pelo trabalho jornalístico que se faz! Quanto á revista a que se refere, pelo que me parece só a deve ler em busca das gafes dadas por quem trabalha horas a fio para informar, queria dizer-lhe que é, a par com a revista Visão a melhor que já li! Mas se calhar prefere as revistas côr de rosa! Informação aí é que não falta… a falar da vida dos outros…. Venho totalmente em defesa da jornalista Carla Maia de Almeida! Para já só o título do blog mostra a sua total falta de respeito, a sua intenção gratuíta de ofender!
    Mandam as boas regras de educação que quando é detectada uma gafe num artigo se entre em contacto com o jornal ou revista com o fim de lembrar o erro! A partir daí, tal como já li na Noticias Magazine, coisa que nunca leu de certo, foi um pedido de desculpas por eventuais erros de escrita, muito normais de acontecer quando se passam horas em frente ao computador para realizar um artigo!

    A sua atitude eo classifico de gratuíta, ofensiva! Procura de fama á custa dos outros!!! Se há alguém que deu uma imagem de ignorante e malcriado foi sua excelência!

  17. Anónimo diz:

    Sempre à procura de falhas…para criticar…o sr deve ser perfeito, nem devia pertencer a este mundo, porque as pessoas que conheço são imperfeitas, são humanas eu também falho e muito. Não tem mais que fazer? e há muitas maneiras de chamar à atenção, uma delas é de uma forma educada e sensível, caracteristicas estas que o Sr.não tem, e a qualidade que mais admiro no ser humano é a humildade e esta o sr também não possui.
    Afinal o sr é um zero de máquina e não máquina zero e o nome que escolheu identifica-o perfeitamente, é que o sr parece uma máquina, não tem sentimentos. Humano é que não deve ser!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: