Muçulmanos na Europa – O inimigo interno

Um vídeo impressionante. Uma viagem pelo mundo dos muçulmanos da República Checa, muma espantosa reportagem de um jornalista, infiltrado durante meses. O ódio entre nós, alimentado pelas nossas liberdades e pelos direitos que damos aos inimigos da Liberdade. Arrepiante.

24 Responses to Muçulmanos na Europa – O inimigo interno

  1. Ana diz:

    Arrepiante, de facto. Aliás, sempre sonhei fazer este tipo de trabalhos…. infiltrar-me….
    A sociedade islâmica peca muito em termos de direitos, mas é errado afirmar que todos são terroristas. Não é minha intenção relativizar os problemas da sociedade islâmica, até porque mexe muito com algo que para mim é fundamental: a liberdade da mulher.

    • Ali diz:

      Você tem o direito de falar o que pensa(mesmo que idiota), mas não tem o direito de julgar o que não conhece(muito hipócrita você)…

      Se você não conhece a Religião que Deus reconfirmou aos humanos, tente conhecer, não interfira seus conhecimentos por uma minoria que prática o radicalismo.

  2. Minha cara: os que não são terroristas partilham das mesmas ideias. A única diferença é que não colocam bombas. Limitam-se a apoiar a sua colocação. Não há notícia de um caso de rede criminosa bombista desmantelda com auxílio da comunidade muçulmana. É curioso que pelo menos dois dos suspeitos de Londres são acusados de terem tido conhecimento da preparção de um atentado bombista e nada terem feito para o impedir.
    Não seja ingénua, minha cara. Aliás, você nunca se poderia infiltrar. Você é mulher, nunca passaria de um patamar inferior, fosse em que situação fosse.
    E repare noutro pormenor: um casal, com um filho de oito meses de idade, fazia parte dos bombistas suicidas desta últim rede. Iam rebentar com um avião, levando a criança e os explosivos disfarçados nas latas de leite. Você que é mulher e, como é natural, será mãe, algum dia, consegue conceber isto? Tolerância, para esta gente?

  3. albimorena diz:

    mz:
    Digamos que o sr. esteja certo: “os que não são terroristas partilham das mesmas idéias”, o seja, apoiam os que são. Então o que fazer? Exteminar a grande maioria? Matar milhões de pessoas? É assim tão simples: ou eles ou eu? Pode ser covardia como o sr diz, mas quero paz, democracia mesmo que de pernas bambas, quero acreditar em mediação, em outros caminhos.. não quero pagar um preço tão alto! E tenho a certeza de que não será preciso.
    albimorena

  4. Você, cara Albimorena, é basicamente uma pessoa cobarde. Sem ofensa. Quer paz, mas acha que ela cai do céu. Não está disposta a lutar por nada. Tem medo de quem a ameaça. E dobra a cerviz perante essas ameaças. Você não merece viver com as liberdades que tem e custaram a vida a milhões de europeus, ao longo da História. E além disso, é ignorante. Não conhece a Historia da Europa.

  5. […] albimorena Diz: Agosto 26th, 2006 às 7:53 pm emz: Digamos que o sr. esteja certo: “os que não são terroristas partilham das mesmas idéias”, o seja, apoiam os que são. Então o que fazer? Exteminar a grande maioria? Matar milhões de pessoas? É assim tão simples: ou eles ou eu? Pode ser covardia como o sr diz, mas quero paz, democracia mesmo que de pernas bambas, quero acreditar em mediação, em outros caminhos.. não quero pagar um preço tão alto! E tenho a certeza de que não será preciso. albimorena […]

  6. Vera diz:

    Dizer que um arábe que só (??!!) é a favor da colocação de bombas, mas que não as coloca, não é terrorista é como dizer que um apoiante do PS não é socialista, que só são socialistas os deputados. Todos os que apoiam o terrorismo, ou que não o condenam ou denunciam, são terroristas. A comunidade árabe, tanto de países islâmicos como de países europeus, tem mostrado, através de estudos de opinião, que são acima de tudo muçulmanos que apoiam o islão e que são a favor de ataques terroristas contra os “infieis”, e que não denunciariam uma conspiração terrorista. Isto não é ser terrorista? é! para mim é!
    E como até podem haver umas alminhas lá pelo meio que não são tão fervorosas, ou fingem não o ser, o melhor seria exterminá-los da europa, não através da morte mas através de barcos e aviões… (mereciam era ir a nado,mas pronto..)
    Qual o contributo das comunidades islâmicas na europa? Seria melhor com ou sem eles? O mesmo digo em relação às comunidades africanas. E qual seria a solução? A mim parece-me que os islâmicos não vão mudar os seus radicalismo, pois estão-se nas tintas para a nossa cultura, querem é expandir e impôr a deles, e também não me parece que a comunidade africana fique super integrada,

  7. Vera diz:

    Dizer que um arábe que só (??!!) é a favor da colocação de bombas, mas que não as coloca, não é terrorista é como dizer que um apoiante do PS não é socialista, que só são socialistas os deputados. Todos os que apoiam o terrorismo, ou que não o condenam ou denunciam, são terroristas. A comunidade árabe, tanto de países islâmicos como de países europeus, tem mostrado, através de estudos de opinião, que são acima de tudo muçulmanos que apoiam o islão e que são a favor de ataques terroristas contra os “infieis”, e que não denunciariam uma conspiração terrorista. Isto não é ser terrorista? é! para mim é!
    E como até podem haver umas alminhas lá pelo meio que não são tão fervorosas, ou fingem não o ser, o melhor seria exterminá-los da europa, não através da morte mas através de barcos e aviões… (mereciam era ir a nado,mas pronto..)
    Qual o contributo das comunidades islâmicas na europa? Seria melhor com ou sem eles? O mesmo digo em relação às comunidades africanas. E qual seria a solução? A mim parece-me que os islâmicos não vão mudar os seus radicalismo, pois estão-se nas tintas para a nossa cultura, querem é expandir e impôr a deles, e também não me parece que a comunidade africana fique super integrada, que a cova da moura vire local turístico, que os gangs niggas acabem, etc. Então a solução qual é? Vamos andar a escolhe-los um a um? E adivinhar qual é o terrorista e qual é o nigga rebelde?

  8. n1 diz:

    Tem que se passar à acção mas no plano legal.
    Este estado e estas leis pforam pensadas para uma sociedade de bem . Se estas leis são aproveitados para expandir e fazer o mal há que ajustar as leis para o objectivo inicial.

  9. O problema reside no facto da Europa estar cativa de um montro que criou e que por ironia se virou contra a mesma. refiro-me à declaração universla dos direitos humanos, essa quimérica declaração que, além de não ter tido em conta as diferentes concepções do mundo e da vida, bem como mentalidades, existentes no planeta, serve somente para que os outros, os não-europeus, a utilizem como arma de arremesso contra nós. Não a respeitam nos seus países ne lhe reconhecem quaqluer valor por abstracta e incompreensível que lhes é, mas quando se sentem encostados à parede, quando necessitam da caridade europeia, quando querem entrar e colonizar a Europa, então aí a DUDH já lhes serve.

    Há que urgentemente recuperar os nossos valores ancestrais, os nossos instintos arcaicos, única possibilidade da Europa persistir enquanto tal no futuro.

  10. Ana diz:

    Eu quando falei em inflitrar-me não estava propriamente a falar nestes casos… Sei lá, podia ser em casos de droga, prostituição, violência, corrupção…. isto se eu não desistir de ser jornalista…. hehe….

  11. Alexandre diz:

    ESSE BLOG É SIONISTA OU É NAZISTA ? MESMO PORQUE SÃO DUAS FACES DA MESMA MOEDA

  12. Alexandre diz:

    A Europa só esta começando a pagar o preço pelo estrago que fizeram durante seculos e seculos pelo mundo afora e tem mais terceiro mundo é a vovozinha

  13. Este blogue, meu caro Alexandre, não é nazi nem sionista. Mais tarde, faço-lhe um desenho para ver se você compreende.

  14. Vera diz:

    “A Europa só esta começando a pagar o preço pelo estrago que fizeram durante seculos e seculos pelo mundo ”

    Pelos vistos legitima os erros de um com barbaridades que outros cometeram na Idade Média e em tempo de ditaduras…
    É assim mesmo! Continuem! Pode ser que um dia também paguem pelo que estão a fazer agora, e que os seus descendentes achem mt piada.

  15. Nessa lógica, não há moral nem barbaridades. Se uma morte justifica outra morte, não há condenação moral ou ética no acto de matar. Portanto, se os muçulmanos têm o direito de nos matar, a nós, cristãos, porque os nossos antepassados mataram muçulmanos, os nossos flhos e netos terão também direito a matar muçulmanos… Alexandre, o Grande (Pensador…)!

    • Ali diz:

      “COMBATEI ÀQUELES QUE VOS COMBATEM MAS NÃO PRATIQUEIS AGRESSÔES, POIS DEUS NÃO ESTIMA OS AGRESSORES”. Conheça O Islam.

  16. robertos diz:

    La quinta columna……

  17. jamana diz:

    isto e so treta nao a aqui nada de jeito para trabalhos da escola , e para estudar !!!!!!?????????

  18. It1 diz:

    Os muçulmanos vão acabar com a Europa, eles não aceitam que tirem suas burcas, mas não respeitam os costumes ocidentais.. experimente ir a um país muçulmano e pratique algo contra a “lei” deles, que você será punido, agora peça a eles que respeitem nossas leis, que eles não aceitam..

    Bando de hipócritas!

  19. CONTRA ILSA diz:

    Islamistas são radicais, querem impor a suas “leis e costumes”. Devem todos ser “ocidentalizado”, viver de acordo com os costume nosso ou serem mandados embora. NÃO ME RELACIONO COM MUÇULMANO, NÃO CONTRATO, NÃO FAÇO NEGÓCIO. NADA. Não somos bem recebidos com nossa cultura por que aceitar essas pragas enviadas pelo demonio?!

  20. Enfim diz:

    A questão dos muçulmanos é algo muito complexo do que o aqui postado. Acaba por ser como muitos problemas que, nos dias de hoje, afectam o mundo, a Europa, Portugal.
    Já vi questões pertinentes tendo de um lado, como do outro. Mas, de uma forma ultra resumido, honesta, racional e simples, o islamismo radical ( sim islamismo radical, os imigrantes que minam as periferias de amesterdão, oslo etc são radicais) é ao fim ao cabo uma praga. E está a alastrar-se de uma forma preocupante. E desenganem-se, a integração na sociedade é,na maioria dos casos, uma miragem, uma ilusão, uma utopia. Acabam por formar bairros sociais, pais, filhos e netos. Grandes grupos que apregoam o islao de forma radical, não se querem integrar de maneira alguma na sociedade europeia, dita ocidental por considerarem-na uma doença. A sua vida resume-se a subsídios dos estados idiotas, inocentes e ingénuos, roubar e quando podem, a violar uma europeia. Sim, porque lembrem-se (mulheres) que a liberdade para vocês não existe no islão). Mais, aos olhos do islão violar uma rapariga que esteja vestida normalmente ( uma camisola de gola alta para os islamitas extremos é uma ofensa, um pedido para serem violadas) e, como tal, não há punição e é totalmente normal. Lembrem-se disso, pais, irmãos, amigos e namorados. E lembre-se que não acontece só aos outros. Pessoas ignorantes é o que há mais, não sejam mais uma.
    Enfim e para rematar, como disse um muçulmano “norueguês”, como quem diz, paquistanês, a vinda destes imigrantes para a Europa é “a derradeira frente nesta guerra contra os infieis”, uma “frente avançada. Isto tudo, acontece nos nossos países, debaixo das nossas barbas e ninguém faz nada. Só quando chegar a um ponto sem retorno é que as pessoas acordam.Sempre foi assim e sempre será assim.

  21. Luan wiggers diz:

    Eu acho que nos dias as pessoas se corrompem! isso ê um absuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuurdo ¬¬ ¬¬

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: