Entregues aos comunistas

Em imagens fugazes, num dos telejornais, vislumbrei o beato Tadeu, ex-comunista e primeiro jornalista português com sérias hipóteses de vir a ser canonizado, à conta de uma manchete sobre a Casa Pia, em conversa com o presidente do Sindicato dos Jornalistas, o simpatizante comunista Alfredo Maia. Olhando para ambos, à porta de um tribunal, rodeados de outros jornalistas, veio-me à cabeça um aforismo popular, que adaptei para servir de título a este post. Coitados dos jornalistas!

4 Responses to Entregues aos comunistas

  1. Manel diz:

    Meu caro MáquinaZero,

    O medo é o grande impulsionador das teorias da conspiração? Você faz esta afirmação com base concretamente em quê?

    Uma conspiração é um conluio entre vários indivíduos para atingirem determinado fim. E você há-de concordar comigo que em 11 de Setembro houve uma conspiração: um grupo de indivíduos planeou e levou a cabo a destruição das Twin Towers, assassinando cerca de três mil pessoas. Você lembra-se do episódio do Reichstag?

    Segundo o famoso historiador William Shirer e muitos outros, está estabelecido “para além de qualquer dúvida razoável” que em 27 de Fevereiro de 1933, uma equipa de comandos de Hitler infiltrou-se no edifício do Reichstag (o parlamento alemão) e utilizou combustíveis líquidos para provocar rapidamente um imenso incêndio. Antes de o incêndio estar apagado, Hitler declarou que aquele horror devia ter sido da responsabilidade dos comunistas. Segundo parece, o público alemão acreditou de forma geral que Hitler estava a dizer a verdade. O incêndio do Reichstag em 1933 criou condições para o desencadeamento da feroz campanha anti-semita e para as perseguições que levaram milhares de comunistas aos primeiros campos de concentração.

    Acontece que a administração americana tinha, também ela, projectos muito ambiciosos. Em Setembro de 2000, poucos meses antes do acesso de George W. Bush à Casa Branca, o “Project for a New American Century” (PNAC) publicou o seu projecto: “Reconstruindo as defesas da América” (“Rebuilding American Defenses”). O PNAC esboça um roteiro da conquista e apela à “imposição directa de bases avançadas americanas em toda a Ásia Central e no Médio Oriente”

    O projecto do PNAC também esboça uma estrutura consistente de propaganda de guerra. Um ano antes do 11 de Setembro, o PNAC fazia apelo a “algum evento catastrófico e catalisador, como um novo Pearl Harbor”, o qual serviria para galvanizar a opinião pública americana em apoio a uma agenda de guerra (“Rebuilding American Defenses” – pág 51).

    Sendo assim, meu caro MáquinaZero, será assim tão insensato supor que possa ter sido o próprio governo americano a levar a cabo os atentados do 11 de Setembro? Porque se atentarmos nos acontecimentos veremos que a «tese oficial» possui demasiadas falhas:

    a) Porque caiu o edifício nº 7 do WTC de 47 andares, sem que nenhum avião lá tivesse embatido?

    b) Porque é que não há nenhum vídeo onde se veja um avião de passageiros a embater no Pentágono (há apenas oito frames que nada mostram), quando é sabido que o Pentágono possui várias dezenas de câmaras exteriores?

    c) Porque é que no buraco do Pentágono não existem marcas do embate das asas ou da cauda do aparelho, tal como se vêem na Torres Gémeas?

    d) Porque é que a Força Aérea americana, que possui os melhores sistemas de radar do mundo, não interceptou nenhum destes aviões civis?

    E porque é que não podemos discutir isto civilizadamente?

  2. Podemos discutir isto civilizadamente. Aliás, podemos discutir tudo, civilizadamente. Mas para isso, há duas condições prévias: é que ambos estejamos dispostos a discutir determinado tema e a fazê-lo civilizadamente.
    No caso concreto, agardeço o seu convite, mas não estou na disposição de discutir teorias da conspiração sobre o 11 de Setembro de 2001. E não o faço pela mesma razão por que não discuto a existência de Deus. Convicções não se discutem. São imunes a qualquer raciocínio e não dependem de factos. É o que eu penso que acontece com os defensores das teorias da conspiração “Bush/CIA/Mossad”. Obrigado pelo convite, mas uma das prerrogativas da Democracia também é poder recusar um debate.

  3. Já agora, meu caro, porque é que coloca dois posts iguais, assinados com nomes diferentes e provenientes do mesmo IP?

    “Novo comentário na sua entrada #631 “Entregues aos comunistas”
    Autor : Manel (IP: 89.152.26.251 , 89.152.26.251)
    E-mail :
    URL :
    Whois : http://ws.arin.net/cgi-bin/whois.pl?queryinput=89.152.26.251
    Comentário:
    Meu caro MáquinaZero,(…)
    E porque é que não podemos discutir isto civilizadamente?”

  4. mariam diz:

    este site e uma estupidez

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: