Cobardia chega a Espanha – Festas tradicionais “reduzidas” com medo da reacção muçulmana

Alguns aspectos tradicionais das habituais festas da “Reconquista” (assinalando a expulsão dos mouros) que se celebram em Espanha por esta altura do ano, estão a ser “reduzidos” ou até cancelados. O presidente da Câmara de Bocairent, Antonio Valdes, mostrou como um espanhol se ajoelha e lambe as botas aos muçulmanos, referindo que o tradicional rebentar de efígies de Maomé, uma prática com largas centenas de anos, era “ofensiva”. Espanha dobra, assim, a cerviz e agacha-se perante os maometanos.

2 Responses to Cobardia chega a Espanha – Festas tradicionais “reduzidas” com medo da reacção muçulmana

  1. […] Robert Redeker continua escondido. Sob protecção de unidades especiais da polícia francesa. Cometeu o crime de exercer um direito que, até há pouco, era reconhecido como pertencendo a todos os cidadãos franceses. Escreveu um texto de opinião num jornal francês. Descobriu agora que os muçulmanos franceses são os verdadeiros guardiães desse direito. Que lhes basta accionar a sua máquina de terror para que um cidadão tenha que fugir como o mais reles dos criminosos. E ainda por cima, pulhas como Pierre Rousseli, director-adjunto do Figaro, colaboram com os assassinos que estão entre nós. Hoje em França, amanhã em Portugal. Aqui ao lado, em Espanha, já se conseguiu acabar com a celebração da Reconquista cristã. […]

  2. sarocas diz:

    Eles são Humanos como nos será que não veêm

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: