Este homem espera pela morte

robert-redeker1.gif

Robert Redeker continua escondido. Sob protecção de unidades especiais da polícia francesa. Cometeu o crime de exercer um direito que, até há pouco, era reconhecido como pertencendo a todos os cidadãos franceses. Escreveu um texto de opinião num jornal francês. Descobriu agora que os muçulmanos franceses são os verdadeiros guardiães desse direito. Que lhes basta accionar a sua máquina de terror para que um cidadão tenha que fugir como o mais reles dos criminosos. E ainda por cima, pulhas como Pierre Rousseli, director-adjunto do Figaro, colaboram com os assassinos que estão entre nós. Hoje em França, amanhã em Portugal. Aqui ao lado, em Espanha, já se conseguiu acabar com a celebração da Reconquista cristã.

One Response to Este homem espera pela morte

  1. […] O iman da Mesquita de Lyon emitiu um comunicado, insurgindo-se contra a “ignomínia racista”, “ignorância e ódio” contidas no texto de Robert Rederek, o professor francês que continua escondido e protegido pela polícia, depois de ter sido condenado à morte por extremistas islâmicos, devido a um texto crítico do Islão, publicado no jornal Figaro. Curioso, como nenhum jornalista português achou interessante perguntar ao sheik Munir, ao sheik Rachid e ou ao banqueiro Abdul Vakil qual a sua opinião sobre esta matéria. […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: