Multiculturalismo em acção em França

incidentes-mureaux1.gif

A detenção de um automobilista que tentou forçar uma barreira policial, no bairro de Mureaux, nos arredores de Paris, provocou violentos confrontos entre cerca de 250 jovens e as forças policiais. Como habitualmente, as testemunhas são unânimes em afirmar que ninguém fez nada e que os polícias agiram como loucos, desatando a bater no pobre condutor, segundo alguns, ou nu toxicodependente, segundo outros. Sete agentes ficaram feridos e um carro da polícia foi queimado. Não foi feita nenhuma detenção. Entretanto, as autoridades judiciárias consideram que os incidentes registados no passado dia 19 de Setembro, em Tarterêts, Corbeil-Essonnes, durante os quais três polícias foram violentamente agredidos, resultram de uma actuação premeditada de largas dezenas de jovens. Em Vitrolles, três agentes da autoridade foram também agredidos, no que parece ter sido outra emboscada.  Todas estas localidades são habitadas maioritariamente por imigrantes de origem magrebina e africana.

12 Responses to Multiculturalismo em acção em França

  1. Ana diz:

    Aqui no jornal também vejo de vez em quando notícias de polícias agredidos… por portugueses.

  2. Pois. Em Paris, também são franceses que agridem. Mas as emboscadas – novo fenómeno da criminalidade em França (voc~e que é jornalista, não sabia???) para “partir” um polícia são desporto de franceses de origem africana e magrebina. É uma chatice, a realidade, não é?

  3. Nuno diz:

    Essa tal de “realidade” deve ser uma perigosa racista!!!

  4. Ontem na Bélgica, hoje em França, amanhã em Portugal

  5. Paulo diz:

    Uma razão do problèma françês è a impunidade dos violentos e a despenalização da sociédade.

    Depois a França não tem estruturas para assumir uma imigração fora do sentido comum.

    Hà mais de 20 ans que o sistèma educativo està nem sò abalado, como està tambèm entre as mão dos mais iluminados esquerdistas das géração de maio 68.

    60% dos alunos entram no ensino segundario sem saberem ler e escrever.

  6. Continuo a colocar a mesma questão: porque razão não há guetos de ucranianos e russo, como a Cova da Moura e o bairro 6 de Maio?

  7. Paulo diz:

    E è muito simples, porque temos mais ou menos a mesma cultura e os mesmos valors, e isso jà voçê sabe.

    Muitos portugueses foram para Lisboa em tempos bem mais dificìs vivendo nos bairros de lata, mais fizeram-se à vida e souberam evoluir.

    Nos anos 60 en St Denis, no suburbio de Paris, havia um enorme gueto a 100% portugues, mais ninguem ficou là muito tempo.

    Vive-se muito bem n’aquilo que chamam guetos, um casal com filhos de condição modesta tem a renda da casa paga a 80% pour os subsidios. Os filhos podem brincar fora nos parques em toda seguridade, e muito facil estationar o carro.

    De facto não existem guetos en França, quem faz os guetos são a hyper delinquencia que se dezenvolveu estes ultimos 20 anos, com subidas de 30 a 40% por ano e o clima d’inseguridade e os estragos que vão accompagnando, fazendo que os municipios não conseguem jamais assimir os custos.

    Em França uma certa inteligencia criou a mania de chamar os delinquentes por “jovems”, or hoje tanto seja um vadio ou um jovem porreiro jà nimguen deferencia, são todos jovens.

    – Os jovens ataquam uma squadra !
    – Os jovens queimam carros !
    – Os jovens agrediram !
    – Os javen assaltaram, destruiram !

    Etc, etc…

  8. Paulo diz:

    Hà 20 anos a traz, os immigrantes magrebinos diziam :

    ” -En France il y a trop d’arabes, au bout d’un moment ça va être le bordel, c’est obligé, ça va mal finir ! ”

    Ou :

    ” – Les français sont fous, à force de faire venir des arabes, ou bout d’un moment il va y avoir une guerre civile ! ”

    A França esta pagando uma forma de snobismo intelectual, d’uma èlite moralista vivemdo em bairos de luxo, mais que no entanto nunca irão por os seus filhos nas escolas publicas.

  9. Sem dúvida. Completamente de acordo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: