Os assassinos entre nós – Iman da mesquita de Lyon acusa Robert Rederek de provocação

democracia_islao.gif

O iman da Mesquita de Lyon emitiu um comunicado, insurgindo-se contra a “ignomínia racista”, “ignorância e ódio” contidas no texto de Robert Rederek, o professor francês que continua escondido e protegido pela polícia, depois de ter sido condenado à morte por extremistas islâmicos, devido a um texto crítico do Islão, publicado no jornal Figaro. Curioso, como nenhum jornalista português achou interessante perguntar ao sheik Munir, ao sheik Rachid e ou ao banqueiro Abdul Vakil qual a sua opinião sobre esta matéria.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: