Mais pérolas do Tiago Pregueiro, um português autoflagelante

“Penso que nós todos, estamos em dívida para com África! E devemos, sem sombra de dúvidas, acolher aqueles que tentam fugir da morte.” – diz o Tiago Pregueiro, a propósito da imigração proveniente de África, num comentário feito neste blogue.

Já perguntei várias vezes ao Tiago Pregueiro quantos imigrantes está ele disposto a acolher em sua casa, para fazer o que prega, mas não há maneira de obter uma resposta.

Então, ó Tiago Pregueiro? Acolhes ou não imigrantes em tua casa, como dizes que é obrigação de todo o português, como forma de compensação pelo passado colonial deste País?

37 Responses to Mais pérolas do Tiago Pregueiro, um português autoflagelante

  1. Caro mz, vou deixar aqui o meu comentário mas só porque você foi muito generoso comigo, fazendo publicidade gratuita. É uma honra saber que consegui arrancar dois posts de si e mais um sem número de comentários, o que demonstra que a minha opinião realmente o incomoda. Desde já o meu muito obrigado.

    Como disse e repito, estamos todos em divida para com África. E devemos, sem dúvida, acolher aqueles que querem fugir de uma morte certa, quer seja pela fome, pelo HIV, ou pela guerra.

    Vamos então passar a lição de português…
    #
    Sgnificado de Acolher:
    Transitivo directo:
    1. dar acolhida; agasalhar; hospedar; amparar; proteger; abrigar:
    2. fazer recepção, receber bem:
    3. receber ou aceitar bem (ideia, opinião, ideologia):
    Reflexo:
    1. procurar refúgio, abrigo.
    #

    Percebeu? Nao precisa de responder… Não, não percebeu. Então eu explico.

    Nós, como povo desenvolvido, quer economicamente, quer intelectualmente, temos o dever de dar ao mundo as condições para que este possa seguir um rumo equilibrado. E dar aos seus, um futuro melhor! Percebe? Sabe o significado de solidariedade ou vou ter que lhe explicar? Já sabe o que significa acolher? Pois bem, quando referi acolher, deveria ter usado “receber bem”, ou “aceitar bem”, para não ferir os seus sentimentos xenófobos. Sim, você vive com medo que o seu país seja invadido por emigrantes… E porquê? Porque não é tolerante. Porque vê todos os que tentam fugir do seu país em busca de uma vida melhor, como criminosos, sejam eles africanos, mexicanos, asiáticos. Você põe todos no mesmo saco e rotula-os como bem lhe apetece. E, para justificar esse ódio que tem por eles, usa este blogue, como forma de desculpabilização dos seus pensamentos racistas e xenófobos, publicando tudo o que encontra na net que seja notícia de actos violentos ou menos convencionais por parte destas pessoas. Você não tem moral para dizer criticar seja quem for, uma vez que é o primeiro a achincalhar e a insultar tudo o que é diferente de si. O senhor não demonstra qualquer tipo de sentimento humanista! Antes pelo contrário, faz questão de deitar abaixo todos os que não são brancos, portugueses e cristãos. Você devia olhar para o seu umbigo antes de abrir a boca (neste caso antes de teclar). Tenha vergonha no que escreve. Acha mesmo que o seu pensamento é normal? Desculpa meu caro, eu acho que você mais uma minoria (desculpe lá ofende-lo, já que as minorias para si são lixo) de pessoas como você, vivem num mundo à parte, não neste! Você deveria sentir-se melhor quando Salazar governava aposto. Mas nem vamos entrar por aí. O seu conservadorismo enoja-me!

    Espero que um dia venha a precisar da ajuda de uma pessoas de uma qualquer minoria que o senhor insulta. E aí, talvez, irá perceber que, afinal, somos todos iguais. E podemos ser todos portugueses apesar de termos cores de pele diferentes. E que não são precisos muros separatistas para que possamos viver em paz e sossego… Mas enquanto o senhor não se apercebe disso, vá fazendo as suas medíocres crónicazinhas para receber os parabéns de uma meia duzia de fans…

    Espero que tenha percebido a mensagem e não me venha mais com joguinhos do genero “quantos senegalenses estava disposto a albergar?” ou coisas do genero, que mais parece uma criança que soube que afinal o pai natal nao existe. Cresça.

  2. Al-Pensativo diz:

    Você está a colocar mal o problema Máquina Zero.

    Se o neocolonialismo, o banco Mundial, o FMI e a OMC não tivessem metido os pés em África, esta safava-se razoavelmente, como sempre aconteceu. Infelizmente, as entidades atrás mencionadas decidiram, intervir…

  3. Portugal é lindo e mais nada... diz:

    Caro Tiago Pregueiro, os nossos parabéns.
    E faz muito bem, não escreva mais neste blogue. É um conselho. Pois, este senhor Máquina Zero, e restante companhia, não entendem e querem é “audiências”. Somos a favor da liberdade de expressão e a tudo o que a Democracia nos deu de bom, mas podemos ficar calados e nada fazer perante blogues como estes. Têm de acabar e vão acabar.

  4. LOUIS XVI diz:

    Incrível, então o MZ precisa do portugal é lindo e do menininho tiago para subir audiências ??? devem pensar os dois putos que são alguém…

  5. LOUIS XVI diz:

    Numa coisinha o menininho tiaguinho tem razaozinha, teve direito a duas entradas, nunca um puto tão mediocre teve direito a tanto.

  6. o leitor assíduo diz:

    oh makina zero,…ja viu que num blog dizem que vc é o Paulo Portas?

  7. Meu caro leitor assíduo: não vi essa referência… poderia dizer-me qual o blogue?

  8. Caturo diz:

    Como disse e repito, estamos todos em divida para com África

    Disse mal e repete pior, porque não temos qualquer espécie de dívida para com África – primeiro, porque os filhos não são responsabilizáveis pelas acções dos pais, e segundo, e mais importante, porque, se deve haver dívidas, então é África que está em eterna dívida para com a Europa, uma vez que os Europeus decidiram unilateralmente abolir a escravatura.

    Isto já lhe tinha sido dito, mas você, que não consegue sequer defender a sua deprimente e falsificadora cassete, nem respondeu.

  9. Caturo diz:

    Nós, como povo desenvolvido, quer economicamente, quer intelectualmente, temos o dever de dar ao mundo

    Não, não temos. A solidariedade não é, nunca foi, jamais será um dever. Muito menos para com quem não é da nossa gente.

  10. Caturo diz:

    Espero que tenha percebido a mensagem e não me venha mais com joguinhos do genero “quantos senegalenses estava disposto a albergar?” ou coisas do genero,

    Deixe-se de fífias e seja homem. Ou responde ou não. E, até agora, não respondeu.

    Pois se quer assim tanto acolher os africanos, vá para África, monte lá um chalezinho e receba-os em sua casa.
    Não queira impingir aos outros Portugueses a revoltantev e nojenta obrigação «moral» de deixar entrar alienígenas em Portugal.

  11. Caturo diz:

    E podemos ser todos portugueses apesar de termos cores de pele diferentes.

    Não, não podemos. Não é português quem quer, é português quem pode – quem for filho de Portugueses.

    E Portugal é uma nação de raça branca e língua indo-europeia ou então pura e simplesmente não existe.

  12. Curioso. Todos estes defensores do multiculturalismo são afunilados: as sociedades ocidentais têm que ser multirraciais e multiculturais, mas as sociedades africanas e asiáticas não são obrigadas a isso…

  13. leitor assiduo diz:

    o comentario apenas diz isso mesmo…de qualquer forma digo-lhe qual o blog. Esquerda Republicana….apos o MZ ter tambem comentado aquele post.

  14. Vera diz:

    “E faz muito bem, não escreva mais neste blogue. ”

    Não te contradigas pá…até ao blog do caturo já vais. Tu gostas…lol

  15. “E Portugal é uma nação de raça branca e língua indo-europeia ou então pura e simplesmente não existe.”

    É por causa destes reles racistas que este país continua a marginalizar os emigrantes. Ou você é skinhead ou emptyhead. Por favor, você já viu o comentário racista e xenófobo que acaba de escrever aqui?

    Você está tão enganado! Portugal pode muito bem ser um país heterogeneo, multicultural! O verdadeiro interesse duma cultura está na diferença.

    Caturo, você devia ter vergonha da sua própria estupidez.

    Digo-lhe o mesmo que disse ao seu mestre (MZ): Espero que nunca a venha a precisar dos serviços de um africano ou ucraniano, ou mexicano. Porque nesse dia você vai acordar para a vida, e vai começar a ver que afinal todos somos de todos, e a terra a todos pertence. A sua mente poluída não consegue distinguir tal facto por enquanto, mas há-de chegar o dia. Não se preocupe.

  16. Vera diz:

    “O verdadeiro interesse duma cultura está na diferença.”

    e então agora explica-me: SE misturares todas as culturas e formares só cultura universal, para onde vai o interesse…?

  17. o leitor assíduo diz:

    oh vera….o interesse é dos interesseiros por um mundo de merda…isto falando portugues.

  18. Vê-se logo que o Tiago Pregueiro não vive perto da Cova da Moura…

  19. Caturo diz:

    E Portugal é uma nação de raça branca e língua indo-europeia ou então pura e simplesmente não existe.”

    É por causa destes reles

    Reles é você, que até mete nojo.

    Você é o símbolo do NOJO que corrói este País e a Europa.
    Você é esterco.
    Você é a traição mais abjecta em forma de gente.
    Você é a própria concretização da doença que está a destruir o organismo Europa – você é a sida doutrinal que aniquila as próprias defesas morais dos Europeus, criando-lhes um complexo de culpa com as suas distorções e falsificações históricas.

    Você é o símbolo da morte da civilização europeia. Você é tão asqueroso que não tem classificação possível, merecendo apenas o escarro do desprezo absoluto.

    Você está tão enganado! Portugal pode muito bem ser um país heterogeneo

    Não, não pode. Não pode.
    Meta nos cornos que Portugal é um País de raça branca e raiz indo-europeia. Ou isso ou pura e simplesmente deixa de ser Portugal para passar a ser o lamaçal que a gentalha como você quer impor em toda a parte do planeta, a começar na Europa.

    O verdadeiro interesse duma cultura está na diferença

    É precisamente para preservar a diferença que urge salvaguardar a identidade portuguesa tal como ela é.

    Porque, num mundo de misturada total, as diferenças desaparecem.
    Entende?
    Deixa de haver cores diferentes e passa a ser tudo castanho.

    Caturo, você devia ter vergonha

    Você é que devia ter vergonha, se soubesse o que isso é. Você mete nojo, mas um um nojo REVOLTANTE.

    Você é o que de pior existe na sociedade ocidental.

    E, ou as coisas como você são politicamente aniquiladas, ou a Europa morre a curto prazo.

    Espero que nunca a venha a precisar dos serviços de um africano

    Eu também – não preciso de contrair «dívidas». Mas, ainda assim, nada, mesmo nada, pagaria o que os Africanos não podem comprar, dêm as voltas que derem – a Nacionalidade Portuguesa.

    ou ucraniano

    Não levanto obstáculos à vinda de imigrantes ucranianos, desde que tal seja realmente necessário.

    ou mexicano

    Mais quais mexicanos, não seja (ainda mais) ridículo, ao menos adapte o discurso dos seus donos (esquerda liberal norte-americana…) à realidade portuguesa…

    Porque nesse dia você vai acordar para a vida, e vai começar a ver que afinal todos somos de todos, e a terra a todos pertence

    Não, a terra não pertence a todos. Não pertence. Terras diferentes pertencem a diferentes povos. Percebe?
    Não há essa merda de «cidadão do mundo». Não há.

  20. Vera diz:

    É..o nosso amigo Tiago sem se dar conta acabou por confirmar um princípio nacionalista: O interesse na diversidade de culturas.
    Só não se apercebeu que a convivência de várias culturas no mesmo local faz com que umas sejam aniquiladas em benefício de outras.

  21. Jaï bettancourt de carvalho diz:

    O multi-culutalismo !

    Para isso era preçiso que as pessoas sejam cultivadas, ou que tenham um nivel minimo de cultura, para poder trocar, mas sà em raros casos se encontra !

    Na réalidade o que se passa è o multi-comunotarismo !

  22. Clara diz:

    E quantas famílias em África e no mundo acolheriam o caro MZ nas suas casas, caso o mesmo venha a precisar de melhorar de vida e emigrar? Se leram este post e blogue, com certeza que nenhuma!

    Saberá o autor deste blogue, MZ, o que consagra a Lei Fundamental Portuguesa? Das duas uma:
    Se sabe, está longe de entender o que lê. Se não sabe, deveria ter a “curiosidade” de a ler.

    Pois é, caro Jaï bettancourt de carvalho, a sua “cultura” e a daqueles que a defendem está bem patente aqui. Vocês são todos muito cultos, democratas, anti-
    -racistas, são tanta coisa boa de se seguir. Escrevem, escrevem e não dizem nada que se aproveite.

    Leia-se o que escreve o caro Caturo, “…Não, a terra não pertence a todos. Não pertence. Terras diferentes pertencem a diferentes povos. Percebe?
    Não há essa merda de «cidadão do mundo». Não há”. Que grande palhaço!

  23. Não há, não senhora. Há países e fronteiras e dentro desses países, aterra pertence aos povos que ali habitam. O resto, é conversa de Esquerdista intelectual europeu que quer partilhar tudo com todos os povos, menos o seu carrinho, o seu apartamento, a sua casinha la na terra…

  24. Caturo diz:

    Leia-se o que escreve o caro Caturo, “…Não, a terra não pertence a todos. Não pertence. Terras diferentes pertencem a diferentes povos. Percebe?
    Não há essa merda de «cidadão do mundo». Não há”. Que grande palhaço!

    Ora aqui está o supra-sumo da intelectualidade politicamente correcta – limita-se a citar o que eu disse e, como não tem argumentos para defender a sua ideologia de merda, limita-se a insultar-me… 😉

  25. Vera diz:

    “Escrevem, escrevem e não dizem nada que se aproveite.”

    “Que grande palhaço!”

    Oh Clara..desculpa lá, eu já tinha ficado meia parva a olhar para o comentário sem nexo que escreveste num post acima..e agora com este..enfim..ultrapassa-me..
    Então primeiro criticas a cultura e inteligência do MZ porque chama idiota ao puto..e agora chamas palhaço ao caturo? MAs… tu tens juízo? Ou melhor, tens moral para criticar alguém e insinuar que é burro só porque não concorda ctg? E depois os outros é que não são democratas?
    Eu se fosse a ti, punha tb a hipótese de nós sabermos de algumas leis, de as sabermos interpretar e de , por isso mesmo, não concordarmos com elas. Ou nunca te passou por essa cabecinha cheia de democracia e inteligência?

    Quanto ao que o caturo escreveu…vais-me dizer o quê..que não há páíses? Que as fronteiras são ilusões ópticas? Que qualquer pessoa pode circular livremente pela terra? É que se queres liberdade começa por ir melgar países que reprimem os seus habitantes..és democrata para adivinhar quais são esses países?
    E…por favor, já que não pescas mt de política, dá argumentos para justificar as poucas opiniões que tens…se é que se podem chamar opiniões a comentários despassarados sobre pessoas que mal conheces, só porque têm opiniões diferentes da tua (ah não..mas ela é democrata).

  26. ai ai…

    Este blogue quase que chega aos calcanhares do gato fedorento… vocês são tão cómicos! O senhor MZ, pai e dono da sabedoria, diz as barbaridades que lhe apetece, e diz bem, porque realmente vivemos em democracia. E a senhora Vera vem defender o mestre e pai, MZ, numa tentativa frustrada de ter opinião própria, uma vez que apenas repete o que o autor do blogue defende. Ou ando muito cego ou então não há sequer um ponto, uma vírgula, em que você discorde do mestre. Porque será? Você, Vera, não percebe que só lhe fica mal, defender o MZ em cada comentário que lhe fazem? Não percebe, que o MZ não a defende a si? E sabe porquê? Porque ele (MZ) tem os seus argumentos, e apesar de eu discordar completamente destes, bem estruturados, e não precisa de si para nada. Só você é que nao vê isso. Enfim…

    Depois, temos o Caturo, o aluno aplicado, que segue o mestre em todos os seus ensinamentos, mas que apesar disso consegue formular opiniões próprias. No entanto, quando vão de encontro aos seus “pensamentos” então a coisa muda de figura. Este senhor, defensor de uma raça superior, não consegue argumentar com a calma que se espera de um homem sensato. E, como tal, parte para a violência. De destacar:
    “a sua ideologia de merda”,
    “Você é o símbolo do NOJO que corrói este País e a Europa.
    Você é esterco.
    Você é a traição mais abjecta em forma de gente.
    Você é a própria concretização da doença que está a destruir o organismo Europa – você é a sida doutrinal que aniquila as próprias defesas morais dos Europeus, criando-lhes um complexo de culpa com as suas distorções e falsificações históricas.”,
    “Você é o símbolo da morte da civilização europeia. Você é tão asqueroso que não tem classificação possível, merecendo apenas o escarro do desprezo absoluto.”,
    “Meta nos cornos que Portugal é um País de raça branca e raiz indo-europeia. Ou isso ou pura e simplesmente deixa de ser Portugal para passar a ser o lamaçal que a gentalha como você quer impor em toda a parte do planeta, a começar na Europa.”.
    No entanto, o senhor doutor Caturo, ainda acha que tem moral para afirmar seja o que for. É inacreditável não é? Pois é. Caturo é um homem que não sabe discutir sem levantar a voz ou a mão, porque só assim consegue impor o seu ponto de vista, por mais ridiculo que seja. Só assim, Caturo, consegue chamar a atenção para propagandear os seus ideais. Meu caro Caturo, já sei que me vai chamar nomes, e me vai insultar. Pois muito bem. Faça-o. Mas considere-se, pois, derrotado, uma vez que a violência (neste caso verbal) é antónimo de inteligência, e está bem patente no seu discurso.

  27. Caro Tiago: é assim tão difícil para si aceitar a existência de pessoas que pensem de uma forma diferente da sua?

  28. Vera diz:

    “Ou ando muito cego ou então não há sequer um ponto, uma vírgula”

    Andas mipe. lol…achas que tens que saber de tudo? Eu compreendo..adian não te habituaste à ideia de que não és sabichão..
    Mas se fores um pouco esperto chegas a uma conclusão: Se eu não concordasse com a esmagadora maioria das coisas que aqui são ditas não visitava o blog frequentemente. Deix lá a mania de “sabe tudo”..vá.

  29. Vera diz:

    Ah..só agora é que reparei…ficaste revoltado com a minha resposta à tua amiga Clara..? oh..então…

  30. Caturo diz:

    Não percebe, que o MZ não a defende a si?

    Que ridícula atitude a do Pregueiro – irritado com a conversa da Vera, tenta «subtilmente» diminui-la a título pessoal.

    Quer isto dizer que o «senhor» Tiago Pregueiro, embora goste de armar ao pingarelho de gajo com ideias e tolerante tal, cai na baixeza por demais rasquinha de enveredar pelos ataques ad hominem, precisamente porque não tem nem ideias, nem argumentos.

    E quer «isto» dar lições de moral seja a quem for… já a formiga tem catarro.

  31. Caturo diz:

    Este senhor, defensor de uma raça superior, não consegue argumentar com a calma que se espera de um homem sensato.

    Vejamos então como começou este «debate»…
    Palavras do Pregueiro:
    É por causa destes reles racistas que este país continua a marginalizar os emigrantes. Ou você é skinhead ou emptyhead.(…)
    Caturo, você devia ter vergonha da sua própria estupidez.(…)

    Agora, agarre-se na mais recente frase do Pregueiro:
    Mas considere-se, pois, derrotado, uma vez que a violência (neste caso verbal) é antónimo de inteligência, e está bem patente no seu discurso.

    E ainda quer «isto», este sujeito, Pregueiro de seu apelido, este inqualificável, dar lições de moral e de inteligência. A sua derrota foi assim assinada por si próprio, literalmente falando, porque, de acordo com a própria lógica de Tiago Pregueiro, o Tiago Pregueiro considera-se… derrotado.

  32. Caturo diz:

    Entretanto, faço notar toda essa choradeira manhosa do Pregueiro destina-se a desviar a conversa para que se não veja a sua total falência argumentativa, uma vez que nem por uma só vez conseguiu sustentar os seus pontos de vista ideológicos.

  33. Caturo diz:

    Por isso, e para elevar o diálogo do nível do insulto pessoal iniciado pelo Tiago Pregueiro, repito o argumento referente ao tema deste tópico e que o Pregueiro achou por bem «esquecer» através da sua arenga pseudo-humanista, dogmática e pejada daquela cantilena da vítima que a Esquerdalha tanto gosta de usar e que já ensinou às «minorias».

    Vejamos portanto:
    Tiago Pregueiro – Como disse e repito, estamos todos em divida para com África

    Caturo – Disse mal e repete pior, porque não temos qualquer espécie de dívida para com África – primeiro, porque os filhos não são responsabilizáveis pelas acções dos pais, e segundo, e mais importante, porque, se deve haver dívidas, então é África que está em eterna dívida para com a Europa, uma vez que os Europeus decidiram unilateralmente abolir a escravatura.
    Isto já lhe tinha sido dito, mas você, que não consegue sequer defender a sua deprimente e falsificadora cassete, nem respondeu.

    E já é a terceira ou quarta vez que lhe digo isto…

  34. Clara diz:

    Vera, Verinha, Caturo e MZ, vocês são uns verdadeiros palhaços! Mas, não uns palhaços artistas. Esses divertem as crianças e não só! Vocês, pura e simplesmente são esterco!

    Cara Vera, você não tem o mínimo de inteligência para criticar quem quer que seja. Já reparou que você quando escreve é do tipo: cada tiro, cada melro. A Verinha é “fazedora” do que o mestre e seus companheirinhos lhe dizem para fazer.

    Lendo os seus argumentos sem qualquer nexo em:
    https://maquinazero.wordpress.com/2006/10/20/camara-fernando-digno-representante-da-esquerda-intolerante/#comments

    sobre a despenalização do aborto, é visível a qualquer pessoa minimamente inteligente, que a menina não tem capacidade para argumentar o que quer que seja. É uma vergonha ler o que escreveu (e continua a escrever). Não por ser do NÃO ao aborto, mas pelos seus argumentos. Você não passa de um pau mandado.

    Independentemente, do seu Estado Civil e, partindo do pressuposto que é mesmo mulher e não utiliza um nome falso, “explique-nos” (está entre aspas, porque dispenso a sua resposta):

    Imaginemos que se apaixona, tem uma relação com um homem de raça negra, um preto. Do qual, fica grávida. Então?! O que faria nesse caso? Abortava? Tinha o bebé na esperança que ele fosse de cor branca? E, quando tivesse a criança e constatasse que a mesma era “pretinha”… Não se dê ao trabalho de escrever barbaridades e de cair na contradição. Colocava–o no primeiro caixote do lixo que encontrasse. Ou então, simples, mandava-o para a terra dele: África. Ou será, que perguntava ao mestre o que fazer?! Vendia o seu filho preto?! Estas são apenas alguma das hipóteses às quais recorria se se visse com uma criança preta nos braços. Não era lindinha?! Resuma-
    -se à sua ignorância e esteja caladinha!

  35. Ticha diz:

    Clara, não podia ser mais clara! Lindamente!

  36. Vera diz:

    “Você não passa de um pau mandado. ”

    Ai sim? Por quem? é que por mais estranho que pareça..eu nem conheço o dono do blog nem nunca falei com ele em particular.. MAs pronto, os iluminados lá sabem:)

    “Resuma-
    -se à sua ignorância e esteja caladinha! ”

    Oh minha pita espevitada, mas tu alguma vez me viste aqui a falar mal de negros apenas por serem negros? JÁ? NÃO POIS NÃO? AHHH bem me parecia..então resume-te tu à tua insignificância e burrice, tá bem?

    Apesar de não quereres resposta, porque não estás habituada a ser contrariada, eu digo-te:

    1º- Os negros, não por ser racista, não em atraiem, assim como não me atraiem bifes sem pestanas.. Portanto, como vez, não me atraiem nem negros nem nórdicos com aspecto doente. Prefiro mesmo o típico portuguÊs.
    2º Tu és estúpida ao ponto de fazer suposições desse nível sobre alguém que não conheces… a tua esúpidez deixa-me impressionada..nunca pensei ouvir um comentário desse género. E obviamente que iria ter o meu filho indenpendentemente da sua aparência física ou condição física.

    Portanto, arrebitadinha, mais vale é calares a boca para não fazeres figura de parva. Nem sabes o que é ser nacionalista. Achas o quê? Que todos são uma cambada de nabos como tu que não gostam porque simplesmente não gostam? Estás mt habituada à superficialidade, estou a ver….. Aliás, topou-se logo desde o teu primeiro comentário. Eu não faço o comentário que faço por serem negros, ciganos, chineses, verdes ou azuis.. Eu comento comportamentos de pessoas que agem de maneira menos correcta influenciadas por culturas.. como é o caso dos muçulmanos.
    Tens um negro que vive no Sudão e ens um negro Nova Iorquino que trabalha na bolsa de valores…achas que eu critico o de Nova York só porque é negro? Não, tem uma cultura Ocidental, não causa disturbios, respeita os outros… Para mim, depende tudo da cultura e não da aparência física. Só que temos que admitir que, dependendo da raça, geralmente, por trás está uma cultura associada a essa mesma raça. Assim, os negros têm uma cultura africana, os árabes uma cultura muçulmana, etc etc… E há culturas que, devido aos seus valores, chocam…

    Percebeu agora? Vai acalmar a esperteza saloia?

    Acho uma piada a essa espevitanço de repetir o que os outros dizem e deduzir comportamentos
    intimos sem nunca ter falado comigo…. É realmente coisa de alguém iluminado, capaz de prever… Aprendeu com Locke? (ah não..o Locke acertou nas projecções..)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: