Terceiro (e último) lote de pérolas do Tiago Pregueiro, clone do Daniel Oliveira (*)

  • “Como disse e repito, estamos todos em divida para com África. E devemos, sem dúvida, acolher aqueles que querem fugir de uma morte certa, quer seja pela fome, pelo HIV, ou pela guerra.”
  • “Nós, como povo desenvolvido, quer economicamente, quer intelectualmente, temos o dever de dar ao mundo as condições para que este possa seguir um rumo equilibrado.”
  • “Você não tem moral para dizer criticar seja quem for, uma vez que é o primeiro a achincalhar e a insultar tudo o que é diferente de si.”
  • “O senhor não demonstra qualquer tipo de sentimento humanista! Antes pelo contrário, faz questão de deitar abaixo todos os que não são brancos, portugueses e cristãos.”
  • “Tenha vergonha no que escreve. Acha mesmo que o seu pensamento é normal?”
  • “O seu conservadorismo enoja-me!”
  • “Espero que tenha percebido a mensagem e não me venha mais com joguinhos do genero ‘quantos senegalenses estava disposto a albergar?”
  • Comentário por Tiago Pregueiro — Novembro 3, 2006 @ 12:03 am

A propósito: já que o Tiago Pregueiro não pretende acolher nenhum imigrante africano em sua casa, qual será a percentagem do ordenado com que ele estará disposto a contribuir para ajudar a acolher os imigrantes africanos que Portugal tem a obrigação de receber, devido ao seu passado colonialista?

(*) Nota: O Daniel Oliveira é português (?), jornalista, ex-dirigente do Bloco de Esquerda e, na sua coluna de opinião no Expresso, apelou à substituição dos portugueses por imigrantes, nestes termos: “Felizmente tomarão conta das nossas cidades, como os portugueses que queriam viver melhor tomaram conta de Toronto, Joanesburgo ou Estugarda. E, se não fôssemos tão estupidamente arrogantes, até fariam qualquer coisa desta Europa aristocrata, falida e snobe. Se tivéssemos aprendido com a América, saberíamos que o futuro é dos melhores. E os melhores são os que partem. Espero que não se integrem na mediocridade nacinal. Que venham muitos e façam disto um país.”

44 Responses to Terceiro (e último) lote de pérolas do Tiago Pregueiro, clone do Daniel Oliveira (*)

  1. Aconselho esse jovem a ver o filme “Imigration gumballs” que pode ser no google. Acho que lhe vai tirar (ou não) muitas ideias falsas da cabeça. em especial o facto pensarmos que, por acolhermos uma quantidade exurberante e desproporcionada de imigrantes, estamos a ajudar o terceiro mundo. Esse é, aliás, o ponto alto do filme: O autor tem um caixa cheia de pastilhas elásticas (representativo da população terceiro-mundista) e tirar algumas bolas (quantidade de imigrantes que os EUA recebem) e, surpresas das surpresas, fica tudo na mesma. Porquê? Porque o mal está lá, são eles que se têm de organizar e lutar pelo seu País. Nós podemos, e devemos, ter uma relação cordial com esses Países apontando-lhes caminhos e soluções, mas alianças político-culturais serão, e estão a ser, desastrosas.

    É como na faculdade: Um colega meu pode-me dar umas indicações de como melhor “atacar” uma determinada cadeira, mas tenho de ser eu, por mim próprio, a fazê-la.

  2. Antonio Marcelo diz:

    O marxismo dizia que o capital precisava de uma reserva de mão-de-obra barata para melhor explorar os trabalhadores («exército de reserva»).

    Senhores ex-comunistas convertidos ao multiculturalismo, esqueceram?

    Já não se lembram?

    Trocaram Moscovo e Pequim pela Meca?

  3. Na base de tudo, está a principal motivação de esquerda: o ódio ao capitalismo, personificado no seu maior sucesso, os Estados Unidos da américa, “Land of the free/Home of the brave…!

  4. Jaï bettancourt de carvalho diz:

    Os mais famosos economistas, aqueles que os politicos nunca escutam, dizem que se deve parar urgentemente todas as ajudas à africa !!!!

    Porquê ?

    Simplesmente porque todo o dinheiro das ajudas para a africa vão somente nos bolsos dos politicos corruptos e das suas administrações, isso è mais que provado !!!!

    Quanto mais ajudamos os africanos, mais imigração para a Europa !!!!

    Todos os paìses que mandam dinheiro para à africa sabem perfeitamente bem que esse dinheiro não serve para nada o povo, mas no entanto, sò por uma questão de consciencia e para perecer continuam na mesma, mesmo sabem que isso contribua a fortelesser as dictaturas mais nojentas que sejam !

  5. leitor assiduo diz:

    “Que venham muitos e façam disto um país.”

    Oh MZ, mas ninguem tira a nacionalidade portuguesa a este animal?

  6. Vera diz:

    “Simplesmente porque todo o dinheiro das ajudas para a africa vão somente nos bolsos dos politicos corruptos e das suas administrações, isso è mais que provado !!!!”

    SAbes como é…o pessoal que não conhece áfrica actual e se mete praqui a comentar…diz o que lhe apetece e aidan acha que é inteligente. Mostram falta de cultura e que falam do que não conhecem..mas pronto, sentem-se bem com isso, é o que interessa.

  7. Vera diz:

    “Todos os paìses que mandam dinheiro para à africa sabem perfeitamente bem que esse dinheiro não serve para nada o povo, mas no entanto, sò por uma questão de consciencia e para perecer continuam na mesma, mesmo sabem que isso contribua a fortelesser as dictaturas mais nojentas que sejam ! ”

    Disseste uma grande verdade agora. E dou-te os parabéns porque nunca vi ninguém a fazer um comentário assim.
    Enquanto os próprios africanos não se revoltarem e tirarem de lá aqueles corruptos, nada feito. ´Não é com a imigração que se resolve o problema de África. Ou os senhores criticam tanto o governo, visto que as medidas que adoptam não passam de estratégias de curto prazo, e agora estão a querer fazer o mesmo ao terceiro mundo?
    É claro que as ajudas humanitárias desaparecem antes de chegar a Darfur, chegam a ser roubadas pelos próprios militares com transportes das forças armadas… Acham que os medicamentos contra o Marbourg chegaram todos à população? Acham que as toneladas de comida que o Ocidente manda pará Darfur lá chega toda? Que os IMPOSTOS QUE AS MULTINACIONAIS EXPLORADORAS DE RECURSOS NATURAIS pagam em dinheiro ou em medicamentos chegam à população? São vendidas ao país vizinho…
    A solução é a emigração? Não me parece…

  8. Jaï bettancourt de carvalho diz:

    Obrigado Vera !

    “””A solução é a emigração? Não me parece…”””

    A imigração negra è a nova forma de escravagismo moderno. Sabemos que è uma exploração do homem sobre o homem que sempre se praticou em africa, os brancos não inventaram nada !

  9. Ricardo diz:

    A imigração? Não! Isso não. Isso nunca. Não quero. Não pode ser. Não dá. Jamais.
    Os imigrantes vêm roubar empregos aos portugueses.
    Vêm aumentar a criminalidade.
    Vêm degradar o tecido social.
    A miséria a pobreza borderline, e a criminalidade não têm a ver com a fraca capacidade do sistema produtivo redestribuir a riqueza. Não têm a ver com o fraco poder de compra, e os salários baixos. Não têm a ver com a redefinicção da teoria económica fordiana em neo liberalismo, nem com a gestão minimalista. O problema não é do sistema. UUH. Não! Morte ao dias da cunha. Isto não tem nada a ver com o sistema. Aliás, não vamos olhar mto po sistema, pq ficamos ofuscados.
    Têm a ver com os pretos e com os ciganos. Está provado por estudos cientificos da universidade católica que os pretos e os ciganos têm genes que os fazem roubar mais, e matar mais. E como a generalidade dos imigrantes têm doutoramentos de harvard, vêm roubar aqueles empregos qualificados, que não estão acessíveis a todos os portugueses que procurarem.
    Se um português quiser trabalhar nas obras tem que ouvir: ‘epa, eu até gostava de te empregar, mas aqui o Pai joaquim do Congo, é o próximo obiqwelu.’
    Sacanas.
    Ontem vi um casal interracial e apedrejei-os. Como bom português.
    A minha filha andou com um sacana dum preto. Matei-o.
    Epa, vocês são tão estúpidos.
    lolololololololol
    adoro vir a este blog.

    (Sim, agora inventa umas tretas sobre mim, que sou um puto ranhoso, ou dá-me o discurso moral de como a tua vida é dura.Ou então conta-me um história que aconteceu a um amigo, que queria emprego e n conseguiu, ou foi assaltado)

    Não, já sei! Vai buscar as estatísticas do último estudo sociológico da Irmandade ariana e espeta com elas na minha cara!
    That will teach me!

  10. Ricardo diz:

    VIVA O PNR!

  11. Ricardo, você é um perfeito idiota. Não vem pra aqui discutir nem argumentar, mas sim avacalhar, ao melhor estilo dos putos de 16 anos que se embebedam no Bairro Alto, partem vidros de carros, batem nos outros (desde que sejam cinco vezes mais…) e acabam deitados na soleira de uma porta, empapados no seu própio vómito.
    Se você quiser discutir e argumentar, sugiro-lhe que use outros termos e outra linguagem. Que discuta, como gente civilizada e democratica. Se não o quiser fazer, pegue nos berlindes e vá brincar para outro lado.

  12. Vera diz:

    Ricardo…tiveste economia no liceu, grandalhão?

  13. Adeus, meu caro Ricardo.

  14. Clara diz:

    O autor de um blogue (MZ), após chamar idiota ao caro Ricardo e de escrever mais umas linhas de cheias de “inteligência”. Tanta inteligência, cultura que estas alminhas têm. Por fim, diz adeus ao caro Ricardo. É o que se chama um verdadeiro democrata! Não haja dúvidas! Ai essa língua, cabeça… são de uma podridão, senhor MZ.

  15. Vera diz:

    Er……… hm…. Clara.. adeus..?e dps? não estás habituada a despedir-te de alguém que não responde?

  16. “O racismo é burrice mas o mais burro não é o racista
    É o que pensa que o racismo não existe
    O pior cego é o que não quer ver
    E o racismo está dentro de você
    Porque o racista na verdade é um tremendo babaca
    Que assimila os preconceitos porque tem cabeça fraca
    E desde sempre não pára pra pensar
    Nos conceitos que a sociedade insiste em lhe ensinar
    E de pai pra filho o racismo passa
    Em forma de piadas que teriam bem mais graça
    Se não fossem o retrato da nossa ignorância
    Transmitindo a discriminação desde a infância
    E o que as crianças aprendem brincando
    É nada mais nada menos do que a estupidez se propagando
    Nenhum tipo de racismo – eu digo nenhum tipo de racismo – se justifica
    Ninguém explica
    Precisamos da lavagem cerebral pra acabar com esse lixo que é uma herança cultural
    Todo mundo que é racista não sabe a razão
    Então eu digo meu irmão
    Seja do povão ou da “elite”
    Não participe
    Pois como eu já disse racismo é burrice
    Como eu já disse racismo é burrice

    E se você é mais um burro, não me leve a mal
    É hora de fazer uma lavagem cerebral
    Mas isso é compromisso seu
    Eu nem vou me meter
    Quem vai lavar a sua mente não sou eu
    É você.”

    in Racismo é Burrice, poema de Gabriel O Pensador.

    Dedicado, especialmente, a:
    Maquina Zero,
    Caturo,
    Vera,
    Etc…

  17. Ainda estou à espera que o Tiago “Todos Nós Temos Uma Dívida Com África” Preqgueira me mostre uma frase racista escrita por mim neste blogue…

  18. Vera diz:

    Yo!
    Tiago, tens uma pedra no sapato
    Julgas que estás num grande voo
    Mas não passas de um pato!
    Vestes uma saia,
    julgas-te brasileira
    MAs o que tu tens, é uma granda peneira!
    Eu a “nazi”,
    tu a partimpim!
    Ye, ye…
    Para ti não há europa,
    Para ti não há nação
    Não sejas assim
    que se me parte o coração!
    Cova da Moura, ghetto sem saída
    Multiculturalismo, beco sem vida…

    Dedicated to ma man,
    Tiago, o endividado com África

    Talvez um dia, recebamos o Prémio Camões, até lá apanhas limões…yeah…

  19. Caturo diz:

    Precisamos da lavagem cerebral pra acabar com esse lixo que é uma herança cultural

    A receita tipicamente esquerdista para acabar com as identidades: a lavagem (leia-se «poluição») cerebral como forma de aniquilar a memória dos Povos e, sobretudo, a salutar consciência das fronteiras étnicas.

  20. Caturo diz:

    Têm a ver com os pretos e com os ciganos. Está provado por estudos cientificos da universidade católica que os pretos e os ciganos têm genes que os fazem roubar mais,

    Nãaaao…. é só um problema económico mesmo… os não-europeus são pobres e marginalizados por isso é que roubam, coitadinhos…

    Pois… por isso é que os imigrantes portugueses em França que viviam em bidonvilles (piores que barracas) andaram a queimar milhares de automóveis…

    Ops… espera aí… quem fez isso foram os norte-africanos… pois…

    Porque será?…

    Não deve ter nada a ver com a constante desculpabilização do africano/negro/cigano/etc., ou seja, todo o escurinho que ataque brancos, atitude desculpabilizadora essa que não faz com que os escurinhos sintam as costas quentes, que ideia…

    Também não deve ter nada a ver com a constante propaganda anti-racista e historicamente falsificadora que faz aumentar a agressividade do escurinho contra o branco europeu…

    Também não deve ter nada a ver com a existência de «ocidentais» que, autênticos eunucos do espírito, resolvem bater em si próprios, querendo convencer os Europeus de que somos todos muito culpados pelo colonialismo…

    Enfim, ricardos destes há muitos – são produzidos em catadupa nas linhas de montagem dos Blocos de Esterco e afins.

  21. Caturo diz:

    E agora um poema a sério, de Rudyard Kipling, que expressa com mestria o verdadeiro pensamento nacionalista perante todo e qualquer alienígena:

    THE STRANGER within my gate,
    He may be true or kind,
    But he does not talk my talk—
    I cannot feel his mind.
    I see the face and the eyes and the mouth,
    But not the soul behind.
    The men of my own stock
    They may do ill or well,
    But they tell the lies I am wonted to,
    They are used to the lies I tell.
    And we do not need interpreters
    When we go to buy and sell.
    The Stranger within my gates,
    He may be evil or good,
    But I cannot tell what powers control—
    What reasons sway his mood;
    Nor when the Gods of his far-off land
    Shall repossess his blood.
    The men of my own stock,
    Bitter bad they may be,
    But, at least, they hear the things I hear,
    And see the things I see;
    And whatever I think of them and their likes
    They think of the likes of me.
    This was my father’s belief
    And this is also mine:
    Let the corn be all one sheaf—
    And the grapes be all one vine,
    Ere our children’s teeth are set on edge
    By bitter bread and wine.

  22. Clara diz:

    Bravo a estes senhores: MZ e Caturo e à senhora Vera! O racismo existe e é cultivado por cabeças ocas como as vossas. Batam palmas! Levantem-se e aplaudam estas criaturinhas de uma sabedoria e inteligência, que só merecem um destino: a primeira sarjeta.

  23. A mesma sarjeta onde você trabalha?

  24. Vera diz:

    Outra com a mania que é esperta…
    OH Clara…o teu mal é sono…

  25. Vera diz:

    O gozo que me dá ver esta gente a dizer isso…é que qualquer pessoa que passe vê que vocês não têm argumentos, e que o que dizes Clarinha…é má educação raivosa:)
    Eu olho para ti e só vejo democracia e inteligência..ó ó..lol
    Menina superficial, com a mania que causa impacto… Oh rapariga, acorda para a vida, não interessas nem ao menino Jesus! Vai pedir um tacho à Odete Santos e ocupa-te!

  26. Caturo diz:

    O gozo que me dá ver esta gente a dizer isso…é que qualquer pessoa que passe vê que vocês não têm argumentos, e que o que dizes Clarinha…é má educação raivosa:)

    Ora nem mais. A baba de ódio impotente pende-lhes daquelas beiças que só servem para deixar passar asneiredo cretino saído daquelas fossas que são autênticos esgotos onde vai desaguar toda a imbecilidade que lhes sai do intestino grosso que têm no lugar do cérebro.

    Como não têm argumentos e ainda não conseguiram que as autoridades fechem este blogue, só lhes resta o insulto mentecapto, sobejamente demonstrativo da sua profunda estupidez, da sua aviltante degradação ética e do seu ódio visceral à liberdade dos outros.

  27. Filipe diz:

    A si, caro Caturo, só lhe tenho a dizer o seguinte: se os argumentos da cara Clara não vos incomodassem, se vocês respeitassem a liberdade dos outros, MZ não os apagaria.

  28. Vera diz:

    1º Ela nem tem argumentos…PAra começar.

    2º Acho que o MZ não apagaria as frases que ela escreveu se ela fosse bem-educada.

  29. Filipe diz:

    Cara Vera, está a ver? É mais uma vez a sua opinião. Tal como você acha que a cara Clara não tem argumentos, também há quem considere o mesmo em relação a si. Todos nós temos de ser receptivos a criticas. Não podemos crer que concordem sempre connosco. Até se tornaria monotóno.
    Nada justifica que o cara MZ tenha apagado comentários da cara Clara. Estamos em Democracia. A Clara não lhe faltou à educação. Para além, disso concordará comigo que não é de bom tom fazer um post, com o nome da cara Clara, haver comentários (inclusive do próprio autor do blogue) sobre a mesma. E, quando Clara respondia, os mesmos passado pouco tempo eram apagados. Desculpe, isso faz-me lembrar o infeliz e nada saudoso “lápis azul”.

  30. Vera diz:

    “Cara Vera, está a ver? É mais uma vez a sua opinião. Tal como você acha que a cara Clara não tem argumentos, também há quem considere o mesmo em relação a si. Todos nós temos de ser receptivos a criticas. Não podemos crer que concordem sempre connosco. Até se tornaria monotóno.”

    Mas eu sou capaz de justificar porque é que ela não tem argumentos… Aliás, gostava que me citasses um bom argumento dela. Devo andar muito pitosga. Porque não apanhei nenhum comentário dela que não tivesse a palavra “palhaço”, “cala-se”, “inúteis”, “esgoto”… Parecia que queria matar alguém. Digo-lhe..ainda bem que ela não é nenhum “gorila” (e refiro-me a tamanho e músculos) de nenhum gang de rua…senão andavamos aí a fazer peditórios para reconstruir as linhas de caminhos de ferro….

    “Nada justifica que o cara MZ tenha apagado comentários da cara Clara. Estamos em Democracia. A Clara não lhe faltou à educação. ”

    1º A democracia exige respeito.
    2º Se dizes que a clara não foi mal-educada: ou temos noções diferentes de educação, ou queres encobri-la, ou simplesmente não chegaste a ver os comentários dela… Prefiro acreditar na última opção.

    “Para além, disso concordará comigo que não é de bom tom fazer um post, com o nome da cara Clara, haver comentários (inclusive do próprio autor do blogue) sobre a mesma. E, quando Clara respondia, os mesmos passado pouco tempo eram apagados. ”

    Se a menina se soubesse defender sem se armar em carapau de corrida…. Estava mesmo com ar de quem precisava duns tabefezinhos para ver se descia à Terra… (tabezinhos maternos/paternos..não comeces já com filmes de ocupação do bairro alto..)

  31. Filipe diz:

    Cara Vera, não vou citar nada. Poderia fazê-lo porque ainda tive tempo de fazer “copy” de alguns comentários da Clara, que passado pouco tempo foram apagados. Outros comentários da Clara ainda estão no blogue, cada um tire as suas conclusões. Agora, uma coisa é certa, não vou falar de uma pessoa a quem não lhe foi dado o direito de se defender.
    E cara Vera, cada um defende-se como sabe e como pode, NÃO DEVEMOS É NEGAR ESSE DIREITO A NINGUÉM.

  32. Vera diz:

    LOL…
    “Caluda!” “CAle-se!”

    Isto é defesa?

    Tenha paciência Filipe… uma pessoa aos 40 anos não faz um blog para estar aturar miúdas mal-criadas… Educou os filhos, não tem que levar com a falta de respeito dos outros.
    Se a Clara se tivesse defendido, como qualquer pessoa normal o faria, como tu o fazes, não tínhamos este problema… Acontece que ela não se tentou defender… (e foi o primeiro comentário que eu vi ser apagado neste blog)
    Mas pronto…deixe lá..não temos nada a ver com isso..Talvez essa Clara nem exista.

  33. Filipe diz:

    Não. Houve mais comentários que foram apagados. E tentou “defender–se. A Vera diz que não temos nada a ver com isso. Não sou da mesma opinião, por considerar que todos temos direito a defesa. Nada nos garante que mais comentários não sejam apagados. Quanto à idade do autor e da cara Clara, nada tenho a dizer. Pois, de “pequenino é que se torce o pepino”.

  34. Filipe diz:

    Cara Vera, tenho ideia de que já aqui li escrito por si, que não conhecia o autor deste blogue. Estou certo? Acho que sim. Como é que sabe que o caro MZ tem 40 anos? E que tem filhos? Sim, porque supostamente o autor deste blogue tem o nome de maquinazero. É apenas uma curiosidade, nada mais. Se não quiser responder, está no seu direito.

  35. Caturo diz:

    Houve mais comentários que foram apagados

    Não, não houve. O que houve foi comentários de teor ideológico contra o MZ e esses nunca foram apagados.

    Por conseguinte, é pouco crível que as mensagens da Clara fossem apagadas se tivessem algo mais do que insultos.

  36. Vera diz:

    ” A Vera diz que não temos nada a ver com isso. Não sou da mesma opinião, por considerar que todos temos direito a defesa. ”

    O facto de não teres nada a ver com o caso Apito Dourado não tira o direito a defesa dos arguidos, pois não? Acho que percebeste….

    “Cara Vera, tenho ideia de que já aqui li escrito por si, que não conhecia o autor deste blogue. Estou certo? Acho que sim. Como é que sabe que o caro MZ tem 40 anos? E que tem filhos? Sim, porque supostamente o autor deste blogue tem o nome de maquinazero”

    Li em comentários do próprio.

  37. Vera diz:

    (idade arredondada, talvez, não sei)

  38. Filipe diz:

    Caro Caturo, não esteve ou não quis estar atento quanto aos comentários apagados.

  39. Filipe diz:

    Agora, entendi. Foi erro de leitura da minha parte ou falta de objectividade na sua escrita, cara Vera. De qualquer forma, o facto é que não foi dada possibilidade de defesa à pessoa em questão. Isso é ponto assente.
    A cara Vera, considera que MZ deve ter mais ou menos 40 anos. Se não o conhece – como tenho ideia que escreveu -, calcula a idade do autor deste blogue com que bases…? É apenas curiosidade.

  40. Ó meus caros, para quem acompanha este blogue já há algum tempo, é fácil situar-me, pelas referências temporais. Quem fez o antigo 7º ano do liceu, como já aqui referi várias vezes, terá eu ter concluído o ensino secundário o mais tardar em 1975… E quanto a filhos, já várias vezes falei desles (são dois….) Como vêm, o mistério é simples…

  41. Filipe diz:

    Cara Vera, escusa de responder. Pois, o cara MZ antecipou-se.

  42. Vera diz:

    “Li em comentários do próprio.”
    Não percebo onde está a complexidade da afirmação..

  43. Filipe diz:

    Sim, sim…, cara Vera.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: