O multiculturalismo traiu a Inglaterra

johnsentamu.jpg

Não, não sou eu que o afirmo. É apenas a segunda figura da hierarquia da Igreja Anglicana, o arcebispo John Sentamu. Confesso que, quando comecei a ler as primeiras linhas destas notícias, coloquei os auscultadores e continuei ao som do “Coro dos Peregrinos” (Tanhauser) de Wagner.

5 Responses to O multiculturalismo traiu a Inglaterra

  1. Antonio Marcelo diz:

    http://redeidentitaria.blogspot.com/

    Etno-masoquismo: tendência masoquista a culpar e subestimar à etnia própria, ao próprio povo (…) é uma psicopatologia colectiva, provocada por um longo trabalho de propaganda em prol de uma suposta culpabilidade fundamental dos povos europeus perante os outros, dos quais seriam os “opressores” (…) Este trabalho de arrependimento, verdadeira impostura histórica, foi iniciado tanto pelas igrejas, como pelos Estados europeus (…) o etno-masoquismo acha-se também na base das políticas anti-natalistas que tendem ocultamente a limitar a reprodução das populações europeias (…) o homem europeu é marcado por um pecado original, uma tara étnica intrínseca, seria culpado de aquilo que é. O etno-masoquismo provoca a apologia sistemática da mestiçagem. Recusa curiosamente aos Europeus a ideia de identidade étnica mas atribui-a aos outros (…) o etno-masoquismo assemelha-se a um etno-suicídio (…) as elites europeias são atingidas desta doença colectiva. Isto último explica a tolerância face à colonização migratória e a ideia segundo a qual teríamos ao mesmo tempo o dever e a necessidade de receber aos novos ocupantes “.

    Esta nova esquerda, convertida ao capitalismo, defende com garras um socialismo virtual e um imigracionismo real. Neste cocktail, é difícil adivinhar a parte de imbecilidade, de altruísmo alucinatório, de snobismo anti-racista, de etno-masoquismo e (pior ainda) cálculo político. O sentimento que domina entre os colaboradores é o mesmo que o que atingiu às elites que decadentes romanas no século III: a ruindade e a covardia, (…) e um egoísmo indiferente para o seu próprio povo e para as suas gerações futuras. A história recordará que os Europeus, e as suas burguesias que declinavam, foram os primeiros responsáveis da colonização da Europa e do seu afundamento demográfico. Os imigrantes do Terceiro Mundo, o inimigo principal, desde o seu ponto de vista têm razões para invadir-nos. Preenchem um vazio, da mesma maneira que os Americanos preenchem um vazio face à ausência dos Europeus nos planos geo-políticos e estratégicos.

  2. […] Quase se pode ouvir o ruído de um alfinete a bater no chão. O violento ataque do arcebispo John Sentamu ao multiculturalismo e ao Islão não parece ser tema que interesse os habituais paladinos da Esquerda que terçam armas nas caixas de comentários deste blogue. D.Januário Torgal Ferreira, bispo, patarata, anti-semita e digno representante da IS (Igreja da Sarjeta) faria bem em ir até Londres ouvir algumas das homilias de um homem da Igreja. […]

  3. Antonio Marcelo diz:

    Deviam envergonhar-se os ingleses de um bispo de origem africana ser mais consciente do afundamento da sua cultura do que muitos deles.

    Muitos bárbaros, antes da queda do Império Romano tentaram defendê-lo (ex. o general Estilico, traído e assassinado pelo imperador Valentiniano e outros). Mas Roma estava cega e não soube ver mais longe.

    Depois do afundamento o Império outros muitos invasores deram-se conta do mal que fizeram e tentaram conservar e ressuscitar a civilização que destruíram. Infelizmente foi em vão.

  4. Ai que fascista que este Bispo é!!!! Reparo que é careca, será dos “sequinédes”???? Será ele dos Hammerskins, já que nele há as cores preta, vermelha e branca??? MEDO!!!!

    Saudações ao autor do post anterior ao meu por ter colocado em evidência o facto de ter sido um dos “outros” a dizer a verdade. Os traidores são os brancos, plain and simple.

  5. Ai que fascista que este Bispo é!!!! Reparo que é careca, será dos “sequinédes”???? Será ele dos Hammerskins, já que nele há as cores preta, vermelha e branca??? MEDO!!!!

    Saudações ao autor do post anterior ao meu por ter colocado em evidência o facto de ter sido um dos “outros” a dizer a verdade. Os traidores são os tais de nativos brancos, plain and simple.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: