Navegando pelos esgotos da Europa (II)

  • A televisão governamental turca transmitiu um documentário sobre a Suécia onde refere que aquele país é responsável pelo genocídio do povo Sami (lapões) e dos ciganos, genocídio esse que se prolongou até aos anos 80. O documentário incluía uma entrevista a uma jornalista sueca, com uma tradução sobreposta que falsificava as suas declarações e onde a referida jornalista “confirmava” que o seu país tinha exterminado todos os samis e ciganos residentes na Suécia, numa política de limpeza étnica digna do nazismo. A imbecil da jornalista turca responsável pelo documentário chama-se Banu Avar. É uma anormal que até estudou jornalismo em Londres. E que tal mandar-lhe uma mensagem? Aqui estão os seus endereços de email: banu.avar@trt.net.tr e banuavar@puperonline.com.
  • Já se passou há algum tempo, mas não deixa de ter piada. O Arcebispo de Barcelona protestou contra o facto de largas centenas de imigrantes africanos ilegais, que ocuparam a Catedral de Barcelona, terem urinado até no altar e danificado o interior da catedral. Mesmo assim, este digno representante da ICE (Igreja Católica do Esgoto) manifestou-se solidário com os probrezinhos dos ilegais. Deviam ter feito mais que urinar…
  • Extremistas muçulmanos tentaram impedir um espectáculo de grupos flclóricos marroquinos, em Antuérpia. Gritando “a música é haram (pecado)”, oito indivíduos em vestes tradicionais paquistanesas tentaram impedir que jovens imigrantes entrassem na sala de espectáculos. Não se percebe porquê, mas a polícia belga nada fez.
  • Aguarda-se com expectativa a violenta tomada de posição dos habituais esquerdistas anti-americanos que gritaram, histéricos, a sua indignação pelo facto de as autoridades americanas alimentarem á força os detidos em Guantánamo que faziam greve de fome. Porque o Tribunal Internacional que ‘julga’ (alguns dos) crimes praticados na antiga Jugoslávia ordenou que se fizesse o mesmo a um detido sérvio.
  • Deficientes mentais da Esquerda anti-ocidental sueca, desejosos de estar cada vez mais de joelhos perante os imigrantes islâmicos, ordenaram que todos os livros infantis onde surgissem porcos fossem retirados dos infantários e escolas primárias da Suécis. Gente da mesma laia e igualmente cobarde cancelou a apresentação do livro “Ameaçados pelos islamitas”, sobre o conflito gerado pelas caricaturas dinamarquesas de Maomé.
  • “As empresas que apoiam os nossos tiranos (…) e que permitem que vocês comprem um fio de ouro para a sua esposa, no dia de anos, são os responsáveis pela nossa vinda para aqui”, diz um mentecapto chamado Donato Ndongo-Bidyogo, a propósito da imigração africana para a Europa. Claro. Como todo o negro inteligente, quando é incapaz de conseguir algo ou não lhe apetece trabalhar, culpa o homem branco.
  • Em Viena, os sinais vão mudar. Onde antes se viam uma figura de mulher grávida a assinalar os assentos reservados a senhoras no “estado interessante”, em autocarros e outros transportes públicos, vai passar estar a figura de um homem com uma criança ao colo. Em nome da igualdade entre os sexos. Não digam isto à deputada Ana Gomes, senão ela lança logo uma campanha idêntica em Portugal.

7 Responses to Navegando pelos esgotos da Europa (II)

  1. Defensor dos animais diz:

    Comaparado com certa gente o porco é um animal exemplar, até mesmo sagrado.
    Não faz as necessidades onde come, nem dorme onde faz as necessidades.
    Não pensa matar ninguém, nem pensa em se fazer explodir.
    Será que os camelos fazem isso?

  2. PP&I diz:

    Deixe lá os pobres dos camelos em paz, coitados. Compará-los a essa cáfila de tinhosos é insulto demasiado molesto.

  3. PP&I diz:

    Como todo o negro inteligente, quando é incapaz de conseguir algo ou não lhe apetece trabalhar, culpa o homem branco.

    Agora me lembra: A quantas anda aquele porco racista do Mugabe, eh!, eh!, eh!

  4. Estes otomanos são verdadeiramente repugnantes. Não basta não terem ainda reconhecido a realidade do genocídio arménio, como agora, neste contexto, é que surgem estas questões com “genocícios” na Suécia…

    E com uma fonte tão fiável, como um “jornalista” turco…

  5. defensor dos animais-2 diz:

    “Deixe lá os pobres dos camelos em paz, coitados. Compará-los a essa cáfila de tinhosos é insulto demasiado molesto.”
    Bem observado. Até o camelo é um animal puro e sagrado se o comparar-mos com certos cameleiros.
    Mais vale ter um porco ou um camelo a
    100m do que certos seguidores a um milhão de quilómetros.

  6. SERÁ QUE ELES QUEREM É TENTAR DESVIAR NOSSA ATENÇÃO DO GENOCÍDIO COVARDE DELES FRENTE AOS ARMENIOS CRISTÃOS INDEFESOS E EM MENOR NÚMERO???

  7. Sérgio diz:

    Extraordinário blog, não fará muitos admirados neste país de merda. Mas os poucos, serão bons. Parabéns!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: