A Esquerda e os homossexuais – Uma aliança profundamente entranhada

Sou dos que não se preocupa muito com as bichas malucas e os “sapatões”. A Natureza também falha. Mas, sábia como é, corrige parcialmente os seus próprios erros. Os homossexuais não se reproduzem, portanto a sua carga genética desviante vai para o esgoto (e para outros sítios, menos próprios de referir…). E quando se reproduzem, a contribuição genética obrigatória de um heterossexual, para que a fecundação se realize, acaba por se sobrepor aos cromossomas larilas, defeituosos e menos activos, como toda a falha genética. Respeito minimamente aqueles que, sendo homossexuais, tratam da sua vida com a descrição normal que qualquer pessoa tem, em relação à sua vida sexual ou a um filho deficiente: existe, é uma realidade, somos responsáveis por ela/e, mas não precisamos de andar a descrevê-la/o nos jornais ou publicitá-la/o perante câmaras de televisão.

A maricagem frenética que desfila, com penas enfiadas sabe Deus onde, em trejeitos de macaquinhos amestrados, saltitante e bamboleantes, ou armadas em ‘machos’, em manifestações de “orgulho gay”, dá-me um certo asco. E ninguém é mais nojento do que a maricagem de Esquerda. Essa gentalha que se enrosca em partidos como o Bloco de Esquerda, já teria proibido o casamento entre homens e mulheres, se pudesse. E de certeza que obrigaria as crianças da escola primária a ter aulas práticas de Educação Homossexual, para despertar a sua verdadeira natureza sexual. Aliás, e se me permitem o parêntesis, algo de muito semelhante foi já proposto em diversos manuais escolares portugueses, como noticiou o Expresso. Uma das vacas sagradas do nosso panorama científico, na área da sexualidade, Júlio Machado Vaz, propõe até, como conteúdos para Educação Sexual no pré-escolar e no 1º ciclo, a aquisição de um género sexual flexível.

No seu afã de liquidar toda a manifestação sexual heterossexual, a maricagem de Esquerda, em Itália, foi ao ponto de substituir as figuras normais de um presépio – a tão odiosa, para a maricagem fanática, “família tradicional” – por figuras homossexuais. Dir-se-ia que terão sido mentes perturbadas, saídas de algum esconso prostíbulo, com as suas faculdades mentais alteradas devido à ingestão de drogas psicotrópicas. Mas não. Foram, nada mais, nada menos, que dois deputados do Parlamento italiano, Bruno Mellano e Donatella Poretti, membros de um grupúsculo pustulento adepto e propagandeador das virtudes da homossexualidade, ambos sóbrios. Lamentável, esta imundície que nem respeita o Natal e as convicções religiosas de milhões de pessoas.

18 Responses to A Esquerda e os homossexuais – Uma aliança profundamente entranhada

  1. romina diz:

    eu acho que isso e normal

  2. manel diz:

    homofobia

    s. f., Psic.,
    que tem fobia dos seus semelhantes.

    fobia

    do Gr. phóbos, terror, medo

    s. f.,
    medo mórbido.

    medo

    do Lat. metu

    s. m.,
    terror;
    receio;
    susto.

    loc. adv.,
    a -: com receio.

    mórbido

    do Lat. morbidu

    adj.,
    enfermo;
    enfermiço;
    doentio;
    lânguido;
    frouxo;
    delicado, suave (falando-se de obras de pintura ou de escultura).

    Ainda há dúvidas?

  3. Homofóbico é pouco!

    Só gostava que o seu filho fosse homossexual para ver se você aprendia a não discriminar as pessoas!

  4. piloto diz:

    se eu tivesse um filho homo ou era rua ou então um tiro nos cornos e sem resposta

  5. piloto diz:

    fora comunas

  6. ?

    Como podes dizer uma coisa dessas?

  7. piloto diz:

    meu amigo tenho principio(DEUS,PATRIA E FAMILIA)

  8. piloto diz:

    E OUTRA COISA”PATRIA OU MORTE,VENCEREMOS”(quem disse isto é pena que seja comuna)

  9. António Marcelo diz:

    Nos países comunistas os homossexuais eram assimilados com os dissidentes e elementos anti-sociais em geral, perseguidos e encarcerados. Hoje em dia são os ídolos do progressismo. Porquê? Por que a esquerda fracassou, perdeu os operários, perdeu todas as bandeiras tradicionais e tiveram de lançar as redes noutros criadoiros: prostitutas, gays, lesbianas e imigrantes, de preferência ilegais e não europeus.

  10. António Marcelo diz:

    No muladar Zapateriano o casamento homossexual é assimilado com o casamento tradicional (chama-se também “maricónio” esta aberração legal). Transgrediram a Constituição, que só falava de casamentos heterossexuais e ainda assim não contentes autorizaram a adopção de crianças por casais de gays ou lesbianas. Neste último caso a natureza não pode cumprir a sua função e estas crianças já adultas podem ser também gays ou grandes homófobos. Em qualquer caso seriam pessoas traumatizadas.

  11. […] autorizaram a adopção de crianças por casais de gays ou lesbianas. Neste último caso a natureza não pode cumprir a sua função e estas crianças já adultas podem ser também gays ou grandes homófobos. Em qualquer caso seriam pessoas traumatizadas.

    Que asneirada. Que eu saiba a maioria dos homossexuais são filhos de heterossexuais. Isso é puro preconceito sem fundamento nenhum!

    Enfim…

  12. António Marcelo diz:

    Uma parte da conduta sexual é aprendida e pode ser sobreposta às tendências naturais. Por exemplo, se um rapaz for internado num reformatório ou numa cadeia tem inúmeras possibilidades de ser homossexual durante toda a sua vida.

    Na decadente Espanha, a população foi bombardeada durante mais de uma década pela propaganda dos lobbies homossexuais e os seus aliados esquerdistas e dos meios de comunicação. Estes mass-media (rádio, imprensa, televisão) estavam controlados na esmagadora maioria por esses lobbies. As ideias contrárias eram desqualificadas e ridiculizadas. Nos pseudo-debates públicos os contrários ao casamento gay e à adopção de crianças encontravam-se em minoria e eram atacados sem quartel pelos apresentadores e restantes interlocutores. Uma direita complexada e culpabilizada por quarenta anos de ditadura foi incapaz de travar essa lavagem cerebral.

    Mesmo assim o casamento homossexual não teria passado de não ter acontecido os atentados de Março de 2004. Esses atentados, de origem duvidosa. devidamente manipulados, deram a vitória ao demagogo candidato socialista, que segundo os inquéritos anteriores às eleições encontrava-se longe de ganhar.

    Quais são as consequências? Em Espanha e na maioria dos países, a pesar da propaganda esmagadora, uma grande parte da população é contrária a esses despropósitos.

    As crianças educadas por homossexuais encontrar-se-iam entre dois filos. Duma parte, a educação errada que receberiam num ambiente anti-natural, dos seus «progenitores». De outra parte, a rejeição social que sofreriam. Isto provocaria, além de desequilíbrios psicológicos, duas posições: assumir a mentalidade dos “pais” ou uma repulsão absoluta deles e, em consequência, uma homofobia extrema na idade adulta.

    Já quase estou a ouvir as objecções dos «progressistas»: «Se isso acontecer, a sociedade seria culpada desta situação». E aqueles que ignoram a natureza humana e querem tornar a realidade à sua imagem e semelhança, não seriam também culpados? Conheço muitos «tolerantes» que chegada a hora da verdade e dos confrontos, voltam a todos os preconceitos dos quais abominavam, nunca esquecidos: “judeu” “peneleiro”, marica, “preto da merda”, etc. Perguntem a qualquer imigrante aquilo que pensam desses auto-intitulados liberais e falsos amigos na realidade, quantos desenganos sofreram.

    Digam-me senhores homófilos, porquê nos países comunistas eram perseguidos os homossexuais? Porquê nas cadeias da ditadura os detidos políticos não praticavam e mesmo perseguiam a homossexualidade entre eles (isso honra-lhes) enquanto os prisioneiros de direito comum a praticavam sem freio?

    Perderam vocês por acaso a vossa clientela habitual? Perderam o rumo e os vossos princípios? Ou talvez os mais radicais encontram-se tão frustrados que com tal de acabar com a sociedade que tanto odeiam não se importam de destruir as famílias (casamentos anti-naturais) a religião (coquetismos pro-islámicos), a nação (invasões maciças de indivíduos não integráveis), e utilizar qualquer outro meio capaz de abalar a coesão social?

    Chega já de complexos. É hora de desmascarar esses falsos profetas!

  13. piloto diz:

    ANTONIO MARCELO junta-te a nos NACIONALISTAS QUE AMAM A SUA PATRIA E DESFENDEM PRINCIPIOS E ETICAS.

  14. Cbr diz:

    Ja vai algum algum tempo desde a ultima citação, mas vou dar a minha opinião, e aproveito para falar com o tiago pregueiro. Caro Tiago, para compreender melhor a sua determinação dos direitos homossexuais, seria possivel o senhor explicar-me os motivos que o levaram a adoptar uma tal postura de defesa claramente virada para a esquerda. Na verdade, eu até percebo que o senhor não queira que um homem, so pela sua orientação sexual, seja abatido, como refere o piloto; eu proprio como homem de direita e cristão sou a favor da vida humana. Mas esta vida humana foi desenhada, originada, o que lhe queira chamar, segundo regras bem estabelecidas,e sem as quais, nao estariamos, asseguro-lhe, aqui hoje. O que esses senhores é com eles, e como tal creio não haver a necessidade de manifestações públicas. Até as podiam fazer, de acordo com a sua orientaçao esquerdista, mas explique-me porquê, para eu entender porquê! Concerteza será fruto de uma manifesta capacidade de afirmaçao, mas se estes senhores não desejam a discriminação, porquê causarem um certo asco, como diria MZ, a muitas pessoas que não vão de acordo com isso? Não é a liberdade de expressão qe está na moda? Pois bem, eu quero a liberdade de não ter que ser incomodado.

  15. AnaKat diz:

    epa…morre se so tens baboseiras pa dizer.Que ridículo.Gostava de saber em que te baseias.

  16. piloto diz:

    Existe na natureza macho e famea do resto só vejo como uma doença ou depravados

  17. Vânia diz:

    vês porque és ignorante.

    falam aqui de deus, pátria, família. homossexuais nao foram feitos por deus? homossexuais nao nasceram com uma pátria, com os mesmos direitos e deveres que todos os outros cidadaos? homossexuais nao nasceram num seio de uma família que os ama (e se nao amar é porque eles sim, têm desvios mentais.)?

    que direito têm vocês de criticar algo que foi criado exactamente como vós e é exactamente igual a vós, talvez nao no estilo de vida, mas sim enquanto ser humano? nenhum. se realmente existe um deus, e eu acredito mesmo que sim, deve estar bastante triste quando vê declaraçoes como as vossas que maltratam o próximo. sim, esse que é suposto amarmos e respeitarmos como a nós mesmos.

    ninguém pode pedir a ninguém para ir contra a sua natureza. assim como voces nao conseguem (supostamente, às vezes sabe-se lá) ter comportamentos sexuais ou afectivos com alguém do mesmo sexo, os homossexuais nao conseguem ter com alguém do sexo oposto.

    nao estariamos aqui, se no mundo nao existissem heterossexuais, é verdade. mas já que esses constituem a grande maioria, porque é que vocês se importam tanto com a minoria…? medo? é provável.

    lembrem-se… nao ponham deus na história. ele fez-nos a todos à sua imagem e semelhança.

    ao Cbr só tenho a dizer que tem o pleno direito de nao ser incomodado. mas acho que se esquece que “paradas gay” nao sao um hábito dos homossexuais, mas sim uma atitude de alguns (poucos) homossexuais. o seu argumento é por isso um pouco despropositado. além disso o seu direito de nao ser incomodado vai à vida quando nos lembramos que os outros têm o direito de fazer o que lhes apetece, desde que nao maltratem ninguém, pelo menos de uma maneira directa, quer física, quer psicologicamente. sendo os locais públicos, como ruas, praças, etc, livres, eles têm todo o direito de se exibirem, gritarem, cantarem. Como dois direitos plenos entram em confronto, é caso para dizer, quem está mal que se mude. está mal? feche os olhos, tape os ouvidos, vá para sua casa. aí nao terá de assistir a tais actos que o incomodam tanto.

  18. piloto diz:

    Doentes.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: