Mensagem de Natal do Canal 4 (UK)

natalcanal4.gif

Para ver e depois vomitar.

3 Responses to Mensagem de Natal do Canal 4 (UK)

  1. PP&I diz:

    Isto é a sério? Parece um ‘sketch’ de humor britânico! 😐

  2. filomeno diz:

    Carrascos ruivos do Tamisa (Fialho de Almeida)

  3. Caturo diz:

    Vale a pena conhecer algo mais sobre este caso:

    http://gladio.blogspot.com/2006/12/o-verdadeiro-rosto-mostra.html

    A mulher que o canal britânico de televisão Channel 4 pôs a transmitir a mensagem de Natal, dissertando sobre a versão moderada do Islão, e glorificando a tolerância entre as religiões… era uma inglesa convertida à religião de Mafoma que na realidade anda a apoiar um movimento radical que quer tomar o poder no Paquistão, converter o mundo inteiro ao Islão, «libertar os muçulmanos da opressão a que estão sujeitos em toda a parte», e que opera já em noventa e dois (92) países.

    Há uns tempos, esta anglo-saxónica convertida à palavra de Mafoma descrevia os não crentes como «ratos em gaiolas correndo no moinho» (aquela espécie de roleta em que se colocam animais para as fazer rolar) do consumismo, e que declarou que gostaria de ver os «pubs» britânicos transformados em mesquitas.

    A senhora, Elaine Atkinson, neta duma sufragista e ex-feminista radical, celebrou casamento islâmico com um paquistanês nascido em solo britânico. Entrou em choque com a família por ter renunciado às suas raízes inglesas.

    Elaine Atkinson chegou à conclusão que o Feminismo conduzia à opressão das mulheres… vai daí, tornou-se muçulmana…

    Num ensaio publicado na internet para muçulmanos, disse: «Quando vejo grande número de não crentes, sinto grande tristeza por eles porque me lembram ratos em gaiolas a correr em roletas, acreditando que estão a cumprir o único propósito das suas vidas e alcançando o seu verdadeiro destino (que é Argos).
    Se ao menos pudessem abrir os olhos e ver todo o mal que causam a si mesmos e aos seus filhos…
    Tenho a certeza de que se eles tivessem um pequeno lampejo daquilo que o Islão lhes podia dar, haveria mesquitas em cada canto em vez de “pubs”.»

    E, numa conferência dada este ano em Sheffield, afirmou que era moralmente errado ouvir qualquer tipo de música, ou assistir a telenovelas. Chegou mesmo a instar os que a ouviam a deixar de ver televisão por completo.
    Todavia, declarou ao País, pelo Channel 4, que o movimento religioso do qual é militante, o tal paquistinês Minhaj-ul-Quran, é uma organização espiritual que promove a paz e a tolerância relativamente a outras religiões e que se opõe a todas as formas de extremismo e radicalismo, religiosas ou doutro tipo.

    É este tipo de gente que um dos principais canais britânicos convida para transmitir uma mensagem natalícia a todo o País.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: