“Electrocutado” e “linchado” afinal estão vivos!

Jornalistas analfabetos, por favor, não exagerem!

gorilarosto.gif

No Correio da Manhã de 4 de Janeiro deste ano, leio o título de uma notícia: “Fatboy Slim electrocutado”. Coitado, pensei. Este conhecido DJ morreu na passagem de ano, a colocar discos para animar os outros. Depois, leio no corpo da notícia que ele foi electrocutado “por diversas vezes”. Uau! Dicionário online da Priberam, para me tirar dúvidas: “Electrocutado: (adj) que foi executado por electrocussão; que foi fulminado, acidentalmente, por corrente eléctrica.”. Amarroto o jornal, ligo a televisão e apanho a SIC. De Madrid, um jovem “qualquer-coisa Coelho” anuncia que os residentes de uma aldeia espanhola “lincharam” um habitante que lhes fazia a vida negra, com ameaças, agressões e até atropelamentos com veículos. Ora bem, pensei com os meus botões, Justiça à moda de Fafe. Se era assim tão má rês que 400 conterrâneos o resolveram linchar, que a terra lhe seja pesada. Mas atenção! Eis que o jovem “qualquer-coisa Coelho” acrescenta que o linchado ficou em prisão preventiva. Priberam: “Linchado: (V.tr) sing. part. pass. de linchar, executar sumariamente segundo a Lei de Lynch”. E o enforcado, saiu em liberdade? E o incinerado, protestou vivamente? E o cadáver, estava gravemente ferido? Ó cambada da Comunicação Social, isto já não é ser analfabeto. É mais grave. Anda lá pelos lados da chamada deficiência profunda. Ou então, são casos de regressão genética devido à prática do inbreeding

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: