A tolinha Nayma e o pragmático Obikwelu

Duas visões negras do mesmo mundo

alunosnegros.gif

Francis Obikwelu e Nayma Mingas são capa na Única, do Expresso, e na Tabú, do Sol. Coincidência, na mesma semana, dois negros serem as capas destas duas revistas. Tal como a foto utilizada pelo Diário de Notícias para ilustrar uma peça sobre o desporto escolar em Portugal: quatro crianças (negras) a jogar à bola. Faz sentido? Bem, para o Daniel Oliveira e para o Boaventura Sousa Santos, faz. Quanto aos temas de capa das duas revistas, Nayma revela que é uma tontinha de cabeça vazia, ao dizer que nunca viu um mendigo em Angola e que ficou chocada, em Portugal, ao ver um mendigo pela primeira vez. Se ainda havia dúvidas sobre a incompatibilidade da beleza e da inteligência, julgo que ficaram esclarecidas. Ou então a jovem aristocrata angolana anda a confundir Zurique com Luanda. Já Obikwelu se revela mais realista, ao dizer que é preferível ser-se trolha na Europa do que campeão em África. E mostra muita lucidez – o que é algo inexistente em Nayma – ao afirmar que a culpa da pobreza, em África, é dos dirigentes e que os africanos não foram feitos para viver em Democracia. Tenho um tio que esteve 60 dos seus 80 anos em África que diz o mesmo.

Ps – Reparo agora que estive afastado do meu blog cinco longos dias. E noites, diria o camarada que os militantes do PCP garantem ser português (erro, era estalinista…) Bem, despachados alguns afazeres pessoais e profissionais mais complexos, cá estou. De regresso e quase a fazer um ano…

65 Responses to A tolinha Nayma e o pragmático Obikwelu

  1. zee diz:

    -> Um ‘país’ que deixa de proceder à Renovação Demográfica… e que opta por mudar a Lei da Nacionalidade – para mais facilmente nacionalizar imigrantes -, não é um país… mas sim… uma mera Formalidade Burocrática!
    { nota: os naturalizados (…) são Predadores Insaciáveis -> ambicionam Ocupar e Dominar mais e mais novos territórios }

    SEPARATISMO NA FORMALIDADE BUROCRÁTICA:
    [antes que seja tarde demais]
    —> É urgente assumir a ruptura total com a Parasitagem Branca:
    -1- que adora mão-de-obra servil imigrante ao ‘preço da chuva’;
    -2- que fala em pensões de reforma… mas… não fala em pagar os (elevados) custos de renovação demográfica
    —> É urgente constituir um movimento a nível europeu (por toda a Europa) … no sentido de reivindicar o legítimo Direito ao Separatismo Étnico Autóctone (a divisão dos ‘países’):
    ——» 1) um espaço ( 50% ) de Competição Global: será um espaço para os ‘Globalization-Lovers’;
    ——» 2) outro espaço ( 50% ) de Reserva Natural: será um espaço destinado à preservação/sobrevivência das Identidades Étnicas Autóctones.

  2. Bom é sabido que o fundador do sol fez parte do expresso, se à relação não sei….

  3. Ana diz:

    E qual é o problema das crianças negras na capa do jornal?

  4. Minha cara Ana, essa leitura foi um pouco apressada! Onde é que você viu uma referência a “crianças negras na capa do jornal”? Em Marte? Volte lá a ler o que eu escrevi, com alguma calma, e faça uma pergunta (ou comentário…) com lógica, nexo e fundamento…

  5. Egidio Vaz diz:

    Oh MZ, como é que vê Obikwelu nas suas declarações: Nigeriano ou Português?
    O que é democracia? Se a democracia for um fim em si mesmo, aí sim, poderemos falar da gulosice dos seus fundadores, europeus, porque não partilham com outros povos. Mas se ela for um meio que possibilite o bem estar dos povos, aí sim diríamos que para além da democracia, há outras formas de governação por explorar e que vale a pena apostar.
    Um abraço, provocador e bem moçambicano

  6. Egidio Vaz diz:

    Oh MZ, Obikwelu é português ou Nigeriano?

  7. Ana diz:

    A foto para ilustrar a peça, pronto… Qual é o problema? São crianças, não são? A peça não é sobre desporto escolar? Eles não praticam desporto na escola? Então… Explique lá isso, sem demonstrar racismo por favor… Se der uma explicação com fundamento, dou a mão À palmatória…

  8. Ó Ana, eu não irei estar com rodeios, até porque me começa a faltar a paciência para esse pseudo-humanitarismo de que “são crianças, não são?”, mas o que espelha aquela imagem é que Portugal está a ver a sua população originalmente europeia de raíz, branca, ser substituida por alógenos, os quais são em algumas escolas da linha de Sintra e da Margem Sul já maioria do conjunto dos alunos. Portanto, deixe-se lá de converseta manhosa do “são crianças”, porque a mensagem é bem explícita: Portugal de colonizador passoa a colonizado e aqueles que ontem manifestavam-se contra a colonização são hoje aqueles que a promovem na Europa.

    Egídio Vaz, não sei o que o MZ lhe irá responder, mas para mim, Obikwelu não é português. A nacionalidade não se resume a um Bilhete de Identidade ou a um passaporte, não se compra, HERDA-SA!

    Quanto à Nayma, não sei o que a prende a Portugal se isto é só miséria e aqui até há mendigos, se em Angola não existe nada disso…

  9. Caturo diz:

    Pois… mas ir embora para Angola, está quieto… 😉

  10. Egidio Vaz diz:

    É muito bom discutir questões relacionadas com o racismo, principalmente quando é com Arqueofutrista. Excita a minha consciência.
    Gostaria de saber deste arqueofuturista como é que ele vê o futuro de Portugal: racista ou m,ais solidário? Deco, Obikwelu e a tal de Nayma são cidadãos portugueses, que conseguiram a nacinalidade em tempo recorde. Porque ajudam a engrandecer o nome de Portugal. Ao imigrante anónimo, este é de dificultado a sua integração em Portugal, pois tira pão ao português; pior, espalha a sua depravação sobre a raça pura, a lusa.
    E quando vêem em Moçambique, encantam-se com esta pérola do índico, e começam a lembrar-nos dos “contactos de povos”, outra forma de dizer COLONIZAÇÃO e por fim senteceiam: TAMBÉM SOU DAQUI.
    Deixe-me ficar.
    Esta coisa de imigração é bastante confusa e complexa.
    Não deve ver a imigração como um movimento uniforme, onde países pobres escoam seus pobres cidadãos aos países ricos.
    O que o arqueofuturista sente e vê em Portugal, também acontece em Angola e, por mais incrível que pareça, também na Guiné Bissau.

  11. Vera diz:

    A Nayma deve é estar a precisar duma visitinha prolongada à terra dela…

  12. piloto diz:

    Egidio Vaz a nacionalidade PORTUGUESA HERDA-SE, isto satisfa-lo?

  13. piloto diz:

    A questão é a seguinte nos estamos fartos de vocês parecem carraças a colonizar um animal adormecido, ñ quere-mos Portugal como a França que é uma desgraça e quanto esses indevidos com documentação nacional é um problema que merecia um REFERENDO!

  14. Ana diz:

    Caro arqueofuturista:
    antes o “pseudo-humanitarismo” do que o racismo puro e duro… O racismo é sinal de ignorância e sinónimo de medo de perder a altivez de uma raça que de altiva não tem nada. Não ser racista não tem nada de “manhoso”, para utilizar as suas não muito sábias e inteligentes palavras.
    Popdem falar do negro que vos assaltou, do ucraniano que ficou com o vosso emprego porque ganha menos ou do brasileiro que é melhor do que vocês e que faz levantar a vossa frustração. Isso até entendo, nem sempre sou assim tão tolerante. Mas falar de crianças, que até devem ser tão ou mais portugueses dos que aqui escrevem, com isso já não concordo. E tenho esse direito, foi-me dado pela Constituição. Como o MZ já disse: “Não concordo com o que dizes, mas vou defender até à morte o direito que tens a dizê-lo”. Portanto, caro arqueofuturista, orgulho-me de ser tolerante e de o afirmar.
    Orgulho-me de ser de esquerda e não pensar assim como quase tudo o que é escrito neste blog… Porque não quero viver para sempre em Portugal. E quando for para outro país à procura de uma vida melhor (porque eu mereço, tal como diz o anúncio), não iria gostar se me tratassem desta maneira triste e ignorante como são tratados os imigrantes cá. Sei que o provável é ser tratada assim mesmo, porque racismo, ignorância, preconceito e medo não são características apenas de ALGUNS portugueses (Graças a Deus não pensam todos assim…).

  15. piloto diz:

    Cara ANA eu vivo no estrangeiro e sou tratado rasuavelmente bem e sabes porque , porque sou europeu quanto ao resto da galera que bem de fora ja ñ é bem assim , e mais uma coisa se és tão tolerante espero que um dia ñ aconteça a Portugal o que acontece em França(em França ha bairro que magrebinos e demais africanos e islamistas controlam autenticas redes de mafias) quando vires o teu carrinho a tua casazinha “partir en fumee” e o teu bairro transformado numa autentica pocilga eu quero ver ate onde chega a tua tolerencia.(EU DIGO ISTO POR EXPREENCIA PROPRIA ,DESFENDE SEMPRE A TUA TERRA ,LEMBRA-TE DO ULTRAMAR ARREBENTOU A GUERRA E OS QUE LA ESTAVAM FORAM CAIR AONDE? EM PORTUGAL,POR ISSO SE VIERES PARA FORA DE PORTUGAL SE AS COISAS DÃO PARA O TORTO É NA TUA TERRA QUE TE VAIS REFUGIAR. )

  16. piloto diz:

    E quanto a esquerda falam,falam e são uns verdadeiros ipocritas exB.E ,blablablablablablablablablabla.

  17. Ana diz:

    Caro piloto: não quero de maneira alguma tirar-lhe a razão, pelo contrário. Apesr de achar que Portugal tem muitos problemas, tenho o maior orgulho em ser uma portuguesa das verdadeiras… Atenção, eu não sou a favor do banditismo que os imigrantes cometem, só digo que eles não são os únicos. Quantos portugueses fazem m**** por aí? Bastantes. Portanto, não vamos relativizar. Eu sou absolutamente contra o crime, seja ele praticado por portugueses ou não.
    E onde quer que eu vá, vou sempre levar na bagagem a bandeira de Portugal, na cabeça o hino e no coração o meu país. Mas não deixo que isso me cegue, aliás, estamos numa era globalizada, não podemos fugir disso, nem mesmo a direita.

  18. zee diz:

    Ana Says: “estamos numa era globalizada, não podemos fugir disso”

    Os ‘Globalization-Lovers’ possuem todo o direito de o ser… desde que… não chateiem os outros….

    SEPARATISMO JÁ:
    1) um espaço ( 50% ) de Competição Global: para os ‘Globalization-Lovers’…;
    2) outro espaço ( 50% ) de Reserva Natural de Povos Nativos: para a preservação das Identidades Étnicas Autóctones.

  19. Ana diz:

    Peço desculpa por estar a utilizar o espaço do MZ para responder a estetipo de comentários…

    Eu não sou Globalization-Lover. Apenas admito que tenho de aprender a viver com ela. Quanto ao separatismo, a minha boa-educação e vida própria não deixa que me alonge…

  20. zee diz:

    Ana Says: Apenas admito que tenho de aprender a viver com ela

    O SEPARATISMO (leia-se, existência de espaços (50%) de Reserva Natural de Povos Nativos) é uma de forma de viver face à globalização.
    Os ‘Globalization-Lovers’ ficarão com o caminho livre… para irem para aonde muito bem entenderem…

  21. Ana diz:

    Pensando bem, até que nem é má ideia….. mas será que esses ditos adeptos da Identidade Ètnica Autóctones não se matariam uns aos outros? Espero que sim…

  22. piloto diz:

    Por acaso ñ ,etnias mistas é que da confelitos e dou-te ex: EX JOGOSLAVIA ,mais alguma coisa D.ANA?

  23. zee diz:

    COMENTÁRIO:

    Ana Says: Pensando bem, até que nem é má ideia….. mas será que esses ditos adeptos da Identidade Ètnica Autóctones não se matariam uns aos outros? Espero que sim…

    —» Existem Nacionalistas que têm o desplante de argumentar que a causa da derrocada da Europa… é… a religião cristã (“amor ao próximo” e “dar a outra face ao inimigo”)!!!
    —» O discurso da senhora Ana é um bom exemplo de “amor ao próximo”…

    —» Os Nacionalistas que ganhem vergonha na cara… e que assumam a verdade: a causa da derrocada da Europa é a Parasitagem Branca!!!
    —» No passado, a Parasitagem Branca adorava escravos… no presente, a Parasitagem Branca adora mão-de-obra servil imigrante ao ‘preço da chuva’.

  24. Mui bem Ana! A ver se estes racistas que, não têm outro nome, aprendem a respeitar todos por igual, independentemente da sua cor de pele ou do seu país de origem. Não vale a pena virem com discursos paternalistas de que nós temos raízes brancas. Mas se o querem fazer depois não digam que não são racistas. Porque são! E como disse a Ana, não vejo problema nenhum e não ser racista, apesar de neste mundo profundamente racista ser complicado não o ser. Não vejo nenhum pseudo-humanitarismo naquele comentário mas claro que aqui isso não é bem visto.

    MZ, não sei qual é o seu problema com negros (amarelos, vermelhos, etc…), a sério que não o percebo. Vê-se pela sua escrita que você tem realmente um grave problema em aceitar pessoas diferentes de si! E o que me assusta é que ainda arrasta muitos atrás de si. Enfim

  25. piloto diz:

    SÓ CÁ FALTAVA O HOMEM DOS PREGOS A VENDER A BANHA DA COBRA VAIS LONGE VAIS,PENSA O QUE QUIZERES MEU AMIGO MAS QUANDO VIRES O TEU CARRINHO E CASINHA PARTIR EN FUMEE DEPOIS QUERO VER O TEU PACIFISMO.HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH

  26. Vera diz:

    Ele não vê partir en fumee porque não está no terreno. Diz isso de costas quentinhas.

  27. Caturo diz:

    » Existem Nacionalistas que têm o desplante de argumentar que a causa da derrocada da Europa… é… a religião cristã (“amor ao próximo” e “dar a outra face ao inimigo”)!!!

    Mas é que não tenhas dúvida nenhuma. O Cristianismo foi o grande envenenador do Ocidente. Foi a sua moral militantemente fraternalista e anti-etnicista que gerou a actual situação, em que os Europeus estão à beira do abismo.

    —» O discurso da senhora Ana é um bom exemplo de “amor ao próximo”…

    Sem margem para dúvidas. É moralidade cristã, mas em versão laica. É a raiz da desgraça obscena que é o anti-racismo militante e o multiculturalismo.

    Quanto mais oiço esta gente a falar, mais vontade tenho de um dia voltar ao passado numa máquina do tempo e crucificar o carpinteiro judeu muito antes de ele andar a pregar a sua moral suicidária…

    —» Os Nacionalistas que ganhem vergonha na cara… e que assumam a verdade: a causa da derrocada da Europa é a Parasitagem Branca!!!
    —» No passado, a Parasitagem Branca adorava escravos…

    Parvoíce. Todos os povos poderosos tiveram escravos. Os Árabes, por exemplo, foram exímios nisso.
    Mas os Europeus, além de terem escravos, também tinham engenho e vontade de fazer coisas. Além disso, também tinham uma ética mais apurada – por esse motivo é que a abolição da escravatura foi um produto ideológico apenas e exclusivamente europeu.

  28. piloto diz:

    Tens toda a razão estes esquerdistas PEACE AND LOVE vão longe ñ olhem pela vossa terra e depois quando o bando dos gafanhotos passar pela vossa salada nem os toros mais duros la ficam ,cambada de traidos ;judas vendem a nossa querida PATRIA aos turras e aos brazucas,se arrebantar uma guerra eu quero ver de que lado da barricada ficas ,eles nunca deveriam de vir nas pontes aereas do pos 25/04/74,se vossa excelencia ñ sabe essa gente tirou lugar a muita gente que queria vir e ñ tinham lugar nos aviões, como caso da minha mãe que diz ela que para fugir estava a ver que morria la por falta de lugares e aviões que essa merda de gente veio ocupar lugares de muitos portugueses,o exodo foi terrivel,por isso PORTUGAL LIVRE,PORTUGAL AOS PORTUGUESES,ABAIXO OS TURRAS E AS FABELAS NA NOSSA PATRIA, Ñ SOMOS PORTUGUESES HA 30 ANOS.

  29. Caturo diz:

    Caro piloto, não vês que o gajo não é português mas sim brasileiro?

  30. piloto diz:

    ELE QUE SEJA O RAIO QUE O PARTA

  31. Vera diz:

    O Pregueiro é brasileiro???

  32. piloto diz:

    SE é brazuca porque é que ñ ficou no dele ou tambem quer os papeis PORTUGUESES para vir passiar pela europa fora ,tambem só o nosso país e a merda de certos governos,porque se fossem de colhões esses gajos nem ponham cá as patas.

  33. Caturo diz:

    Enganei-me, estava a referir-me ao WAS ou lá o que é, noutro tópico (o do cabo-verdiano que diz que é português em terceiro lugar).

  34. piloto diz:

    Ñ interessa tanto um como o outro é tudo a mesma corja,um brazuca o outro de esquerda e provavelmente pretogues,venha o diabo e escolha.

  35. zee diz:

    Caturo Says:
    ” —» O discurso da senhora Ana é um bom exemplo de “amor ao próximo”…
    Sem margem para dúvidas. É moralidade cristã, mas em versão laica. É a raiz da desgraça obscena que é o anti-racismo militante e o multiculturalismo. ”

    Ana Says:
    ” Pensando bem, até que nem é má ideia….. mas será que esses ditos adeptos da Identidade Ètnica Autóctones não se matariam uns aos outros? Espero que sim… ”

    Se isto é “amor ao próximo”… vá lá vai…
    Com ‘amigos’ destes quem é que precisa de inimigos!?!

  36. admirador diz:

    Força! Piloto!
    Tens ideias brilhantes!

  37. Ana diz:

    Se isto não fosse tão triste até que se tornava engraçado.

    Só mais uma coisa… se são tão defensores da pátria, que tal não assassinarem a nossa língua? Era um favor que faziam, mesmo.

    Fiquem cá entre vocês, a maldizer tudo e todos que não tenham a vossa cor de pele… Espero que um dia o raio da inteligência caia entre vós. São pessoas como vocês que me envergonham. Mas pronto, cada um é como cada qual e quem está mal, muda-se. É o que eu vou fazer, mudar-me. Comentar comentários de comentários é triste.

    Um bem-haja para todos. PEACE AND LOVE sempre. E vida própria, saúde e vontade de trabalhar. E por favor, RACISMO É IGNORÂNCIA!! E o povo português não é ignorante, pois não? Pelo menos o povo que a que eu pertenço.

  38. othelo diz:

    Fico a imaginar que traumas levaram o indivíduo aqui nomeado Caturo a ter tamanho ódio. Ódio imenso, que vem das entranhas, contra todos que não se enquadram no que ele considera o ideal. Ódio até ao cristianismo, que , sem querer fazer a sua apologia, contribuiu, e muito, para o avanço moral da humanidade. O que este senhor gostaria é que ainda estivéssemos no tempo da escravidão, da bárbarie, do nazismo.
    Mas, se esquece que um dia, cedo ou tarde, já não mais estará aqui, a destilar seu amargo veneno da revolta. Estará, como todos, servindo de refeição aos vermes, estes, que eu saiba, não tem o minímo preconceito, seja de cor, raça, nacionalidade, cultura ou religião. Pense nisto e veja o absurdo de ter o complexo de superioridade que o caracteriza. Mas tal facto não é de espantar, só confirma a evidência de que
    TODO PULHA É MAU!

  39. Vera diz:

    Ana, estavas a falar com emigrantes…
    E nacionalismo não é racismo. Se visses alguns perfis de skins, aí sim ficavas parva a olhar para aquilo.

  40. piloto diz:

    A ANA é uma coitadinha até tenho pena de gente assim parece a FELORIBELLA, vi no yuotube uns videos porreiros que me lembrou a ANA coitadinha ela e o B.E os salvadores do mundo .

  41. zee diz:

    SABE O QUE É MAIS ESTRANHO NISSO TUDO??? Says:
    ” E NO FINAL SEREMOS MEROS AUTOCTONES EM EXTINÇÃO TAL COMO OS AMERÍNDIOS DO NOVO MUNDO!!!

    Abre os olhos… e DEPRESSA!!!
    [antes que seja tarde demais]
    —> É urgente assumir a ruptura total com a Parasitagem Branca: que no passado, adorava escravos… e que, no presente, a Parasitagem Branca adora mão-de-obra servil imigrante ao ‘preço da chuva’.
    —> Ou seja, é urgente constituir um movimento a nível europeu (por toda a Europa) … no sentido de reivindicar o Separatismo Étnico Autóctone(a divisão dos ‘países’):
    ——» 1) um espaço ( 50% ) de Competição Global: será um espaço para os ‘Globalization-Lovers’;
    ——» 2) outro espaço ( 50% ) de Reserva Natural: será um espaço destinado à preservação/sobrevivência das Identidades Étnicas Autóctones.

    NOTA: Andam por aí ‘montes’ de AGENTES INFILTRADOS… que pretendem que os Nacionalistas/Identitários marchem alegremente na direcção de um beco_sem_saída/abismo

  42. piloto diz:

    IGNORANCIA é virar as costas a nossa PATRIA e ñ ver no que se esta atransformar, informação: ANA incluis-te nesta lista estas de parabens!!!!!
    NACIONALISMO Ñ É RACISMO.

  43. zee diz:

    Abram os olhos… e DEPRESSA!!!

    —» Os Nativos Europeus [interessados na SOBREVIVÊNCIA da Identidade Étnica Europeia] não devem de ir atrás da conversa de AGENTES INFILTRADOS… que, conjuntamente dos seus incautos seguidores…, pretendem que a Identidade Étnica Europeia evolua na direcção de um beco_sem_saída/abismo

  44. Caturo diz:

    piloto Says:
    Janeiro 26th, 2007 at 6:57 pm
    IGNORANCIA é virar as costas a nossa PATRIA

    Não, caro piloto. Isso não é ignorância. Ignorância é outra coisa.

    Isso é abissal baixeza. É traição. É intrínseca rasquice.

  45. Caturo diz:

    piloto Says:
    Janeiro 26th, 2007 at 6:57 pm
    IGNORANCIA é virar as costas a nossa PATRIA

    Não, piloto, isso não é ignorância.

    Ignorância é outra coisa.

    Isso é pura e simplesmente traição. É baixeza. É intrínseca baixeza.

  46. Caturo diz:

    O othelo é um caso típico do esquerdalho deprimente. Começa por dizer que eu tenho ódio, mas é ele quem termina a sua mentecapta mensagem com um insulto, e em letras garrafais, próprias dum histérico antirra da sua laia… 🙂

    Quanto ao Cristianismo, não trouxe nada de bom à humanidade. Não acabou sequer com a escravatura, ao contrário do que o othelo está a querer insinuar. E o seu triunfo na Europa Antiga é que conduziu os Europeus à Idade das Trevas.

    Ora os Europeus começaram a sair da Idade das Trevas à medida que o Cristianismo ia perdendo a sua força em solo europeu.

    Aliás, nenhum crime nazi supera em crueldade aquilo que a Inquisição cometeu.

    Por conseguinte, em termos de «barbárie», estamos conversados.

    Quanto à converseta imbecil dos vermes, percebe-se assim que o othelo nem sequer toma banho, nem trabalha, nem tampouco se preocupa com comida e bebida, pois que, uma vez que vai ser devorado pelos vermes duma maneira ou doutra, mais vale não se cansar…

    Argumenta o othelo, num assomo de reflexão filosófico-naturalista, que os vermes não têm o minímo preconceito, seja de cor, raça, nacionalidade, cultura ou religião.

    Acredito… só que eu, ao contrário do othelo, não tomo os vermes como modelo de virtude. 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂

  47. piloto diz:

    POIS,pois,para o abismo vai a europa e tal vez o mundo com estas politicas de esquerda ñ é ZEE?

  48. Vera diz:

    Piloto, hás-de ver no youtube a música da Floribella adaptada..com o título “Cab*** dos ricos”..é a cara do BE.

  49. Caturo diz:

    zee Says:
    Janeiro 25th, 2007 at 6:55 pm
    Caturo Says:
    ” —» O discurso da senhora Ana é um bom exemplo de “amor ao próximo”…
    Sem margem para dúvidas. É moralidade cristã, mas em versão laica. É a raiz da desgraça obscena que é o anti-racismo militante e o multiculturalismo. ”

    Ana Says:
    ” Pensando bem, até que nem é má ideia….. mas será que esses ditos adeptos da Identidade Ètnica Autóctones não se matariam uns aos outros? Espero que sim… ”

    Se isto é “amor ao próximo”… vá lá vai…

    É amor ao «próximo» sim, caro zee. É um amor ao «próximo» muito, mas MUITO tipicamente cristão: o amor ao outro.

    Ou seja – a Ana acha que o amar o estrangeiro é a suprema virtude. Logo, considera pecado horrível tudo aquilo que estamos a dizer. E nutre contra os nacionalistas uma agressividade muito cristã – o próprio Jesus disse que vinha trazer a guerra, mas que tipo de guerra?, a guerra entre os povos?, NÃO, não a guerra entre os povos mas SIM a guerra no seio de cada povo: «Cuidais que vim trazer a paz? Não vim trazer a paz, mas sim a guerra, para que em cada lar o pai e o filho se voltem um contra o outro, a sogra contra a nora», etc..

    Percebes?

    Ao mesmo tempo, há um episódio sugestivo dos Evangelhos que diz tudo: a mãe e os primos de Jesus foram ter com ele; alguém disse a Jesus «Estão ali a tua mãe e os teus primos para te verem». Jesus não só não lhes ligou corno, como ainda por cima declarou: «a minha mãe e os meus irmãos são estes (apontando para os seus apóstolos) que me seguem».

    Ora o que é isto, caro zee?

    Isto é o princípio da dissolução dos laços de sangue em prol dos laços doutrinais fraternalistas.

    Ou seja, este exemplo moral de Jesus é a mais pura raiz do internacionalismo militante. Aquela mesma, mesmíssima, tendência que leva os actuais esquerdistas a repudiar as raças, as etnias, as nações e até as famílias.

    Não tenhas dúvidas – o maior veneno que destrói o Ocidente radica na religião do Judeu Morto. A Europa só se salva se de tal praga espiritual conseguir livrar-se.

  50. zee diz:

    piloto Says:
    POIS,pois,para o abismo vai a europa e tal vez o mundo com estas politicas de esquerda ñ é ZEE?

    HaHaHaHaHaHaHaHaHa… andas completamente a dormir.

    —» Ao contrário de certos ‘maçaricos’… os Judeus já andam nisto há milhares de anos
    —» Os Judeus ADORAM situações de Caos…
    —» Ao longo da História, os Judeus já fizeram ‘n’ vezes a mesma coisa: aproveitam uma situação de CAOS… para depois, com o seu poderio económico, e com mercenários pagos (e controlados) por si, os Judeus constroem uma NOVA ORDEM…
    —» Na NOVA ORDEM os Judeus ficam dotados de um STATUS QUO privilegiado…

  51. zee diz:

    Caturo, és capaz de ter alguma razão…

  52. piloto diz:

    Pelos vistos o ZEE com a sua politica markcista leninista de esquerda falhada que lhe intolde de tal maneira o cerebro ainda ñ disse nada de jeito a final eu tinha razão a dizer que ele perdeu o cerebro ,agora virou-se contra os judeus ,quando fores a casa-de -banho vai-te doer vai vai,ao expulsares o teu cerebro ñ te esqueças de puxar a aqua que é para ñ cheirar mal,muda de site amigo!!!!!!!!!!!!!!!

  53. zee diz:

    Com este ‘piloto’ não se aprende grande coisa…

    Eu repito:
    —» Os Nativos Europeus [interessados na SOBREVIVÊNCIA da Identidade Étnica Europeia], antes que seja tarde demais, devem reivindicar o Separatismo Étnico Autóctone

  54. piloto diz:

    O ZEE reivindicar o SEPARATISMO ÉTNICO AUTÓCTONE?
    A EUROPA esta unida mas cada país é autóctone com a sua constituição,a questão é a seguinte meu caro ,teremos que albergar os povos ñ europeus neocolonizadores na europa e seus paízes ?Qual a sua opinião acerca das fabelas ,bairros onde a nossa policia morre ,bairros em França autenticos bunkeres de crimelidade,ja agora você é PORTUGUËS?

  55. piloto diz:

    Ó ZEE reivindicar o separatismo etnico autoctone?
    A europa esta unida mas cada paíz é autoctone,cada qual com a sua constituição.

  56. zee diz:

    —» A taxa de natalidade dos não-nativos naturalizados europeus… é SUPERIOR à taxa de natalidade dos nativos europeus.
    —» Consequentemente, a longo prazo, os nativos europeus serão uma MINORIA na Europa.

    —» Para que, no futuro, os Nativos Europeus possam ter o SEU espaço no planeta… [antes que seja tarde demais] o caminho a seguir só pode ser… o SEPARATISMO Étnico Autóctone.

  57. piloto diz:

    Parece que chegamos a um bom censo em relação ao sr zee porque nos tempos vindouros”Para que, no futuro, os Nativos Europeus possam ter o SEU espaço no planeta…[antes que seja tarde demais] o caminho a seguir só pode ser… o SEPARATISMO Étnico Autóctone, com este andar talvez seja esse no futuro o caminho a seguir devido a estas politicas de mesticismo de esquerda, bem ja se começa a notar um pouco por todo lado, em França é mais notorio e em Portugal ja se sente os guetos da Amadora e ñ só,ha dias no “gato fedorento” veio a seguinte piada:
    -JA ESTIVE EM AFRICA? e o outro diz.
    -AMADORA CONTA?
    Por isso esse ponto de vista de um dia seremos a minoria é real e só nos vai restar o separatismo, se lá chegarmos claro, é por essa causa e por outra que sou Nacionalista convicto e desfendo com todas as forças o Patriotismo nacional,como diz o velho comuna Fidel Castro”PATRIA OU MORTE, VENCEREMOS”,ñ devemos baixar os braços PORTUGAL AOS PORTUGUESES.

  58. TANTO QUE NOS EUA OS IMIGRANTES PREFERENCIAIS SÃO OS ASIÁTICOS MAIS CLAROS!!!

    OUTRA: RAÇA NÃO SE DEFINE APENAS POR COR DE PELE; ANTROPOMETRIA TAMBÉM É FUNDAMENTAL, TAL COMO A ANALISE DO GENOMA!!!

    E PARA TERMINAR; QUEM FALOU QUE A LINGUA PORTUGUESA NÃO DEVE SOFRER MUTAÇÕES???

    POR ACASO É A UNICA LINGUA ESTATICA E NÃO-EVOLUTIVA DO MUNDO???

  59. COM SALÁRIOS BEM MENORES…

    E COM A VANTAGEM DE NÃO POLUIREM TANTO VISUALMENTE!!!

  60. zee diz:

    —» O que está em causa não são nem os AFRICANOS nem os CHINESES.
    —» O que está em causa é que os NATIVOS EUROPEUS posseum o legítimo Direito de ter o SEU espaço no planeta.

    Concluindo:
    —» Os Nativos Europeus [interessados na SOBREVIVÊNCIA da Identidade Étnica Europeia], antes que seja tarde demais, devem reivindicar o Separatismo Étnico Autóctone

  61. zee diz:

    …E AGORA NÃO QUEREM VER VOSSO ESPAÇO VITAL SENDO TOMADO…

    Estás completamente enganado!!!

    —» Só uma MINORIA de europeus é que está interessada em preservar a sua Identidade Étnica.

    —» A MAIORIA dos europeus está-se a borrifar para a preservação da sua Identidade Étnica.

  62. Ricardo diz:

    Não quero incomodar a vossa discussão, nem deitar mais lenha para a fogueira, mas deixo a cada um a avaliação daquilo que vou escrever. Sou Português, filho de portugueses. Nasci e quase sempre vivi em Angola porque os meus pais assim o quiseram. Neste momento, já estou casado com uma portuguesa, e continuo cá(em Angola). E aqui começa o que quero mostrar. Sou diariamente vitima de racismo da parte de todos, e também por aqueles que menos se poderia imaginar: Os Polícias, que supostamente deviam ter a função de mater a “ordem”.
    Não posso falar abertamente sobre tudo isto, e quando falo tenho de manter o anonimato, porque posso ser acusado de atentado à segurança do estado. Tenho de fingir gostar muito da atitude de todos, quando já por várias vezes fui ameaçado de morte. Conheço pessoalmente muitos desses senhores e senhoras que dizem que em Luanda não há crianças a pedir na rua. Sim, há! Ás centenas!E eles também as vêem. O que acho interessante, é que se uma criança vir um branco num carro, e um preto visivelmente rico, eles preferem dirigir-se ao branco, porque sabem que a probabilidade de receber é maior. Teria muito gosto em contar os milhares de histórias que já se passaram comigo ao longo dos anos, mas concerteza que teria de gastar muitas mais linhas.
    No entanto, existe a pergunta óbvia. Então o que faço aqui? Há 6 anos, fui viver para Portugal, onde estive inicialmente a estudar. Alguém desviou dinheiros da Europa, e a escola foi fechada. Fui trabalhar, e, para além de que os salários chegam para muito pouco, temos de aguentar muita coisa, entre elas a hipocrisia no seu extremo. As condições, são deploráveis muitas vezes.
    Assim, e como o meu pai já tinha um negócio em Angola há muitos anos, voltei para cá para poder ter um melhor nível de vida ( mas não qualidade). É um dilema muito grande, e o dilema de muitos emigrantes como eu.
    Mas, e sei que vou suscitar muitas ideias contrárias, quando vou a Portugal, contra todas as expectativas, sou melhor tratado pelos empregados brasileiros, do que pelos portugueses. Para além de que, só oiço gente a reclamar, de tudo e de todos, por tudo e por nada, e isso faz-me realmente sentir diferente.
    Tenho pena disso. Não me sinto muito orgulhoso da minha pátria. Mas como costumo dizer: Sou estrangeiro em todo lado. Em Angola sou Português(ou branco), e em Portugal, sou um português nascido no estrangeiro.

    Estou contente por ver que em Portugal, não há só gente a classificar de coitadinhos, os africanos que para aí vão. Sempre que demonstro que primeiro devemos dar casas aos portugueses de Portugal, sou considerado de Racista e Nazi. Já não me surpreendo. Parabéns.

  63. piloto diz:

    Ricardo tens um lugar em Portugal é preciso lutar só um bocadinho.

  64. Belinda Angelino diz:

    Ninguém aqui sabe que há billiões de Portugueses em África, pois não? Porque não sabem isto? Estarão limitados à TVI ou aos mais sofisticados…à CNN?
    São nacionalistas e não racistas? Mas que farça!

  65. Raça Negra diz:

    Hoje em dia o racismo é para os ignorantes… Gente que não tem o que fazer. O negro é tão ou igual a qualquer homem, as capacidades são as mesmas,o que difere são as oportunidades. Existe um tempo certo pra tudo. Apetecia-me ofender ao autor desse blog… mas ocorre-me, que não se pode dar banana a macacos que não têm o que fazer!

    Beijos
    Ass. A negra( com muito orgulho dessa cor caliente!)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: