A Rosa e o Celso, Folgosinho e a Cova da Moura

Miséria na Serra da Estrela, milhões para os imigrantes

Em Folgosinho, nas agrestes serranias da beira Interior, vivem a Rosa e o seu irmão. A Rosa tem 16 anos e guarda cabras e ovelhas. Mora numa casa miserável, de paredes enegrecidas pelo fumo da lareira. O pai e a mãe são duas pessoas rudes e simples, que a impedem de ir à escola – seu maior sonho. O irmão, de 14 anos, ainda lá anda, mas em oito anos pouco mais consegue que escrever algumas frases. Falta tudo, a esta família: apoio financeiro, ajuda social e auxílio psiquiátrico. Ali vivem, abandonados à sua miséria, material e moral, bem retratada numa reportagem que a SIC transmitiu hoje.

O projecto de recuperação do bairro da Cova da Moura, onde residem cerca de sete mil pessoas, vai custar 110 milhões de euros. Ou seja, o Governo e a Câmara Municipal da Amadora vão gastar perto de 15.714 euros por cada habitante daquele bairro degradado, às portas de Lisboa, maioritariamente habitado por imigrantes de origem africana e seus descendentes. Mesmo assim, esta generosidade complacente com o crime foi mal recebida pelo Celso Gomes, um alegado rapper e habitante daquele bairro, que insultou tudo e todos, na cerimónia de apresentação deste autêntico bodo a (alguns) pobres.

A Rosa e o irmão, naturais de Folgosinho, na Serra da Estrela, tiveram três azares, na vida: além de pobres, nasceram brancos e são honestos.

6 Responses to A Rosa e o Celso, Folgosinho e a Cova da Moura

  1. Vera diz:

    Vergonhoso.

  2. Ana diz:

    O Governo devia poupar era no ordenado dos seus ministros isso sim…

    Ele chama-se Celso Lopes.

  3. Vera diz:

    Ou nos abortos…ops..desculpem, não me queimem nos media nem para me mandem nenhuma clínica dessas donde vão tirar dividendos. PErdão outra vez, escapou-me….

  4. Celso Lopes ou Celso Gomes, tanto faz. São 15 mil euros por pessoa…

  5. Ringthane diz:

    Por pessoa, não, por “elemento socialmente reinserido”… PQP!!! Esta W$#%/&)& só à bomba.

  6. Ringthane diz:

    Está tudo completamente entalado. Das mesquitas com advogado próprio ao histrionismo do Louçã, daqui até Folgosinho. Raispartam o voto.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: