Notas soltas, 7 de Fevereiro de 2007

  • Rui Marques, essa figurinha caricata que desempenha funções (?) de Alto Comissário para a Integração e Minorias Étnicas, apela a que se fechem consulados em França e abram consulados nos países de onde nos chegam imigrantes. Muito bem. Os portugueses que se lixem em proveito dos estrangeiros. Gand’a Rui Marques! Quase bate aos pontos o Daniel Oliveira, o homem que quer ver os portugueses substituídos pelos imigrantes.
  • Um líder muçulmano, inglês, afirma que a Inglaterra se está a transformar num estado policial e que os muçulmanos estão a ser tratados como os judeus, no tempo de Hitler. Como habitualmente, os muçulmanos cospem no prato de quem lhes dá de comer.
  • É pena que o Correio da Manhã não tenha colocado, nesta notícia na Net, um detalhe que colocou na sua edição impressa: a matriarca do tráfico de droga no Bairro da Sé, que residia noutro local e ali se deslocava apenas para vender droga, só o fazia depois das 22h00. Porquê? Ó almas ingénuas, então não sabem que os traumas dos “esquerdalhos” os levaram a limitar a hipótese de buscas policiais em residências suspeitas, entre as 22h00 e as 6h00 da manhã? Qualquer bandido que se preze sabe que pode estar descansado, em casa, durante esse horário. Obrigado, gente de Esquerda!
  • Estes amigalhaços estão a comprar lenha para se queimarem. A Fundação para a Computação Científica Nacional (FCCN) vai criar um site para denunciar situações em que ocorram crimes públicos (pedofilia, violência extrema ou xenofobia). Já estou a imaginar os “esquerdalhos” todos a vasculharem a rede e a encherem o site de denúncias contra blogues que não sejam vermelhuscos. Eu, logo que o site seja activado, vou apresentar uma queixa contra o Público. Tem artigos de opinião que são pornográficos…
  • “Hanoi Jane”, a norte-americana que se sentou no banco do apontador de uma bateria anti-aérea, utilizada para abater pilotos norte-americanos, está de regresso. Fiel à sua ausência de coluna vertebral, Jane Fonda encontrou mais uma guerra onde pode colocar-se ao lado de quem mata os seus compatriotas. Há gente a quem nem a idade consegue trazer bom-senso.
  • Os conselhos aos imigrantes, dados pela municipalidade de uma cidade canadiana, colocaram os cabelos da Esquerda em pé. Compreende-se, porque não há gente mais racista que a de Esquerda, quando toca à questão das mulheres. Por cá, pela Europa, exigem uma igualdade absurda, que vai ao ponto de definir quotas. Mas se a questão disser respeito a gente não-branca, já aceitam tudo, em nome do respeito pela cultura dos outros. Ora, que mal há em avisar os imigrantes que, no Canadá, é proibido apedrejar mulheres até à morte ou desfigurá-las com ácido, como é tradição no Paquistão?

One Response to Notas soltas, 7 de Fevereiro de 2007

  1. PP&I diz:

    Sobre o tópico da imigração islâmica, recomendo a leitura do artigo “Imigração” por João Castro de Mendia na Alameda DigitalAlameda Digital.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: