Director-adjunto da PJ mentiu?

Xeque Munir desmente Teófilo Santiago

De acordo com o Portugal Diário (*), “Um director-adjunto da Polícia Judiciária (PJ) disse esta quinta-feira que Portugal poderá estar a ser utilizado para actividades de apoio ao terrorismo internacional «a coberto de outras actividades legítimas e credíveis». Teófilo Santiago, responsável da Direcção Central de Combate ao Banditismo (DCCB), admitiu que estas actividades desenvolvidas por algumas organizações não-governamentais (ONG) de «matriz islâmica» estão «referenciadas internacionalmente como passíveis de actividades de cobertura de activistas mais radicais». O responsável policial falava durante a Conferência Globalização e Segurança, a decorrer em Portimão e organizada pela associação sindical da PJ (ASFIC) e câmara local.” O Xeque Munir, imãn da Mesquita de Lisboa, citado por um jornal diário, garante que não há ONG’s islâmicas a funcionar em Portugal. Um deste dois não está a dizer a verdade…

(*) Notícia detectada pelo sempre atento Observatório da Jihad

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: