“Ferrado” pelo sistema prisional

O jornalista-poeta simpatizante da escumalha

Já lá vai bastante tempo. Alguns meses, julgo eu. Um jovem jornalista da SIC, que ainda há-de acabar em poeta, tal o floreado e o maneirismo gongórico que introduz nas suas peças, aborda com frequência temas relacionados com a criminalidade. Numa reportagem sobre um criminoso, já nem me lembro bem a propósito de quê, o jovem Pedro Coelho sai-se com esta frase: “Paulo tinha dezoito anos quando o sistema prisional lhe ferrou o dente pela primeira vez”. Não cito de memória, porque rabisquei esta demonstração de acefalia num papel que agora encontrei, ao mandar um casaco para a lavandaria.

E recordo bem a reacção de um homem de ar simples, botas manchadas de cimento e macacão de ganga, bebericando uma mini na mesa ao lado da minha: “Ferrou-lhe o dente? Olha cum catano! E então o que é o gajo estava a fazer? Estava a dar milho aos pássaros, não”? Ficou-me na recordação a frase. Quanto ao poeta-jornalista, faltou-lhe explicar, na dita reportagem, porque razão o jovem de ascendência caboverdeana foi parar à cadeia. Mas é preciso a gente ter bem presente que isso é secundário. Importante, é construir frases poéticas como aquela e dar uma imagem de desgraçadinho a qualquer facínora que ande por aí a assaltar e agredir pessoas. Não se esqueçam, amiguinhos de que a culpa é sempre da sociedade…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: