Militares sem nacionalidade

Soldados da ONU acusados de pedofilia

Durante alguns dias toda a Imprensa nacional referiu, com base num telex da Lusa, que soldados ao serviço das forças das Nações Unidas, estacionados no Sudão, eram acusados de pedofilia. O caso não é inédito. Elementos de contingentes estacionados na Serra Leoa, Congo, Haiti e Libéria já tinham sido alvo do mesmo tipo de acusações. O curioso, nas notícias, foi a ausência sistemática de referências à nacionalidade dos pedófilos. Apenas através do Correio da Manhã consegui saber que as acusações, neste caso do Sudão, eram dirigidas a soldados do Bangladesh. A notícia circulou discreta e morreu em silêncio. Imaginem se fossem soldados americanos ou europeus, o escarcéu que a jornalistada não faria.

One Response to Militares sem nacionalidade

  1. | diz:

    iSLÃO PEDÓFILO:

    http://www.dailymail.co.uk/news/article-2001029/Child-brides-young-5-married-secret-middle-aged-men.html

    «Heartbreaking pictures of the girls as young as FIVE who are married off to middle-aged men»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: