Clara Pinto Correia defende talibãs

À procura de um herói

Numa visita ao Papagaio Morto, deparo-me com uma citação da Clara Pinto Correia que me deixou estarrecido. Na sua coluna no “24 Horas”, ontem, dia 1 de Março de 2007, a plumitiva criatura escreveu isto: “(…) O trabalho da NATO está a ser um desastre, porque a nossa simpatia instintiva vai logo toda para os talibãs, e não para os que por lá [pelo Afeganistão] passam por representantes da democracia ocidental. Os talibãs, quando estiveram no poder, eram umas criaturas sinistras. Agora são os nossos heróis.”

Curioso! Sabem vocês o que me veio à memória, por associação de ideias? Esta de os talibãs serem os nossos (salvo seja!!) heróis, recordou-me uma música que foi sucesso, nos anos 80. Mais exactamente, em 1981. Era na altura em ainda havia LP e “singles”. Chamava-se a música “Dói, dói” e era cantada pelas “Doce”. A letra era assim:

Tu pregas-me um beijo
E eu fico vencida
Rendida Perdida
Despida Sei láááá

Dói-Dói Dói-Dói
Tu és o meu herói
Dói-Dói Dói-Dói
Tu és o meu herói

Por onde é que andará o Reinaldo?

15 Responses to Clara Pinto Correia defende talibãs

  1. The Studio diz:

    Essa Clara Pinto Correia é uma retardada mental com provas dadas. O que estavas à espera ?

  2. Manuel Patrício diz:

    …e o máquina zero é mesmo vulgar, foleiro, bimbo e mal-educado! Nada a fazer. Não dá mais!

  3. Humberto Fonseca diz:

    ….e muito mau gosto também!!!

  4. A saúde mental desta alimária já há muito que é questionável: desde os tempos do Canal de Notícias de Lisboa em que esta tinha um pseudo-programa, no qual contracenava com um indivíduo possivelmente portador de deficiência mental e o argumento do mesmo parecia ter sido escrito por um chimpanzé também ele geneticamente defeituoso.
    O “nós” a que se refere nesta matéria fecal a que designou como “artigo” não deve incluir pessoas como eu, pois, ao contrário do que sucedeu com a Guerra do Iraque, apoiei a cem por cento a acção dos EUA no Afeganistão.
    Simpatizo com muitas lutas contra poderes estabelecidos por esse mundo fora, mas com esta corja religiosa não é de certeza. A sô dona Pinto Correia, como membro destacado da esquerdalhada caviar nacional, obviamente que simpatiza com o que não conhece, como as criancinhas com buracos de tomadas eléctricas.
    Como é já usual nos que não estudam Ciência Política/Relações Internacionais ou Direito, as afirmações plenas de ignorância e jaquetância levam a pérolas como este pseudo-artigo. De qualquer modo, em vez de me armar em cientista, vou antes descrever com simplicidade e ligeireza o quão ridícula (digno do 24 Horas, portanto) é esta coisada: uma gaja que bebe desalmadamente, fuma que nem um dragão e ainda tem modos libertinos a defender uns gajos que acham que pinga e fumo são pecado, que estabelecem que as mulheres são animais irracionais postos cá na terrinha somente para parir criancinhas e tratar do lar e que à pedrada se resolve tudo, incluindo disputas de vizinhos. E esta, hein?

    Só falta mesmo vir aquele dhimmi algarvio que por aqui apareceu certa vez dizer que os talibãs são gente racional e que até deveríamos importar certas ideias por eles desenvolvidas.

  5. Vera diz:

    Zé, és de CP/Relações internacionais?

  6. piloto diz:

    ja vi que a maioria que postou aqui é anormaleco

  7. Edgar diz:

    Lamento muito, mas a Senhora em questão não está a fechar bem da porta…

  8. Açoriana diz:

    Há pessoas que têm a mente demasiado distorcida, fruto de verem telenovelas a mais…
    No mesmo género de conversa de gente demente que ama assassinos, li hoje o seguinte num fórum, em relação à notícia da mulher belga que matou os cinco filhos:

    “Sao julguem os outros se nao kerem ser julgados… ela la teve os seus motivos”

    e, sem dúvida, a melhor de todas:

    “Quem sabe ela não estava a proteger os filhos?”

    Como este blog parece ser o único sítio do país onde o politicamente correcto NÃO É aceitável, muito menos defenderem-se criminosos, vim partilhar convosco o que pensava ser impossível dizer-se sobre uma assassina. Só falta dizer-se que a culpa é da sociedade que a marginalizou!

  9. Açoriana diz:

    Desculpem, no lugar de “São julguem (…)”, deve ler-se “Não julguem (…)”.

  10. Vera diz:

    😮 Eu de forum foi?

  11. Açoriana diz:

    Não sei se posso fazer publicidade aqui… =/

  12. Poder, pode. Mas eu apago…

  13. Anónimo diz:

    Esta “Clara” é daquelas que eu metia num contentor de gado e deportava para o Paquistão ou outra fossa sanitária qualquer para servir de escrava sexual dum talibã qualquer até deixar de respirar…

  14. Anónimo diz:

    Esta “Clara” é daquelas que eu metia num contentor de gado e deportava para o Paquistão ou para outra fossa séptica islâmica qualquer para ser escrava sexual de um talibã qualquer… daqueles que não tomam banho há décadas…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: