Cronistas comunistas corridos do DN

João Marcelino dispensa colunas à Esquerda

O novo director do Diário de Notícias despediu a fina flor da Esquerda-Caviar e mais uma mão-cheia de colunistas canhotos, em grau diverso. Ruben de Carvalho, um estranho jornalista que é também comunista (como se isso fosse possível!) e Joana Amaral Dias, a coqueluche da Esquerda urbano-depressiva, são duas das figura que deixam de manchar as páginas do DN. É o que se chama um bom princípio, salientado pelo facto de a eles se juntar esse rapazinho petulante que dá pelo nome de Pedro Rolo Duarte. Comovente, comovente, foi ler o apelo desesperado de Ruben de Carvalho para que “entre saídas e entradas (a par e passo com outras entretanto ocorridas noutros jornais), não se perca definitivamente a preocupação do pluralismo, não desapareça a expressão de uma corrente de opinião e intervenção cívica e política em que me integro, que é parte do nosso País e parte do jornalismo português. Tanto quanto combativa construtora da democracia e da liberdade de imprensa.”

Esta é a maior piada dos últimos 33 anos. Um comunista preocupado com o pluralismo de opinião e que se afirma como sendo um combativo construtor da Democracia e da Liberdade de Imprensa? Ó Ruben de Carvalho, onde estavas tu, quando se travou a luta em torno da unicidade sindical, conceito tão querido do PCP? Andavas a dormir? Ou a dar cargas de porrada nos sindicalistas que não eram da CGTP, como acontecia frequentemente, nesses tempos? Onde estavas tu, canarada Ruben de Carvalho, quando o director do DN, José Saramago, não permitia a mínima opinião discordante da vossa ideologia? Nessa altura, ó camarada Ruben, não te angustiava nem te amedrontava o risco de não haver pluralismo de opinião no DN, pois não? És um pândego, ó camarada Ruben! Não sabia que havia comunistas com sentido de humor!

4 Responses to Cronistas comunistas corridos do DN

  1. Lidador diz:

    Vou passar evidentemente a ler o DN, sem temer que se me pegue ao fato a estupidez dos “intelectuais de esquerda”.

    É preciso que se faça a revolução das ideias , evitanto que correntes minoritárias e prisioneiras do passado e de ideias jurássicas tenham um espaço mediático desproporcionado relativamente ao que valem.
    Num país em que paradoxalmente “esquerda” quer dizer “bom, bomito, inteligente e bem cheiroso” ” e direita quer dizer ” feio, porco e mau”, há muito a fazer para desfazer os mitos , não só na comunicção social mas também e essencialmente na universidade.

  2. Stran diz:

    “há muito a fazer para desfazer os mitos”. Vindo de quem vem…

  3. John Doe diz:

    Seus atrasados mentais. Vocês não existem. Cambada de fascistas nojentos..

    Se eu mandasse nesta merda, os primeiros a irem pro campo pequeno seriam voces, anormaloides de merda…

  4. Meu caro John Doe (IP: 83.240.136.117 , 83.240.136.117): anormal é você. Os meus cumprimentos à sua mãe…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: