O “Pente Quatro” anda distraído…

001_lenine_trotsky.gif

e parece-me que insinua que eu poderei ser pró-nazi!

O “Pente Quatro” comentou, aqui, em “June 12th, 2007 at 11:07 pm”:

Tem piada, o seu colega Garcia Pereira também cita este poema num artigo publicado no blog da Associação 25 Abril. É evidente que traduções há muitas mas verifico uma diferença, muito estranha, logo nos primeiros versos. Na versão GP, o poema começa memcionando os judeus mas na sua isso não sucede. Será a sua uma versão revisionista ou é a do GP que foi revista e aumentada à moda do partido? Ora bem,  eu coloquei, primeiro, o poema original, em Alemão e depois a minha adaptação. E socorri-me também de uma versão em Inglês.

E reparem: no original, Martin Niemoller refere os comunistas (”Kommunisten”), os sociais-democratas (”Sozialdemokraten) e os sindicalistas (”Gewerkschafter”). Eu sei um pouco de alemão e e percebi a maior parte das palavras. Mas a semelhança dos dois primeiros termos com as designações em língua portuguesa é muita… Não sei onde é que o Garcia Pereira foi buscar a sua versão. Talvez à colectânea “Ó CAMBADA” – “Obras Completas de Arnaldo de Matos Benzidas e Abençoadas por Deus, Amén (*)”

E desculpe, mas não lhe fica lá muito bem, ó “Pente Quatro”, o facto de você avançar logo com a hipótese de eu (um perigoso “nazi”..) ter feito uma “versão revisionista”, tentando apagar os judeus da História. Podia limitar-se a perguntar, sem fazer insinuações. Nunca se esqueça que o melhor especialista de sempre a “apagar” a História foi o regime comunista soviético, em honra de quem George Orwell escreveu “1984″. A minha versão é fidelíssima, em relação ao original.

Máquina Zero

(*) – O Grande Educador da Classe Operária Portuguesa é hoje um próspero advogado. Tem escritório na Zona Franca da Madeira – julgo eu – e especializou-se em Direito de Empresas, trabalhando assim para os grandes capitalistas que queria liquidar no pós-25 de Abril

28 Responses to O “Pente Quatro” anda distraído…

  1. Nortenho diz:

    São estes selvagens que gritam nos comícios do BE “Palestina free”. É deixar andar, que os palestinos já estão a tratar do seu próprio futuro. Onde andam os esquerdistasa pedir a paz no médio oriente? E o respeito pelos direitos humanos? (a matarem pessoas nos hospitais)

  2. Lidador diz:

    E esquerda de causas está neste preciso momento a comer caviar e ocupadíssima a assobiar para o ar.

    De resto a indignação e as causas só fazem sentido se se puder berrar contra o Bush e o Blair e os judeus, e não sei quê mais.

    É como o bêbado que procurava as chaves no halo de luz de um candeeiro, não porque as tivesse perdido ali, mas porque era ali que havia luz.

  3. Sydnei diz:

    Posso estar errado, mas acho que não foi Lenine quem fez isso, e sim Stalin, ou não?

  4. Meu caro Sydnei:

    Está certíssimo e eu errei! Foi Stalin que fez isso. Mas julgo que Lenine ainda estava vivo, quando essa “moda” de reescrever a História começou a ser aplicada..

  5. leitor assíduo diz:

    “Está certíssimo e eu errei!”…. oh MZ, és grande!

  6. Vera diz:

    Os meninos bloquistas acham que é tudo mt simples. É “palestina free” para aqui mas na volta nem conhecem a História Internacional. É turcos isto e aquilo, mas nem estudam implicações políticas, económicas e geoestratégicas. Acham que é tudo a fumar ganza e cantar à volta da fogueira (os meninos à volta da fogueira…pelos vistos não andam a aprender muita coisa sobre história) e que é tudo muito simples, que há é um bando de mauzões a ser derrubados (lá se vai a paz e amor) e que a questão está resolvida. Parece que não entendem a complexidade do mundo! Passam por refilões inocentes (e desinformados), coitaditos…

  7. Stran diz:

    Uma visão um pouco redutora da realidade…

  8. Vera diz:

    tendo em conta que a realidade bloquista não é assim tão grande…felizmente!

  9. Pente Quatro diz:

    Caro MZ,

    Ao contrario do que diz não ando distraido.
    Acontece que farto-me de rir com as suas reacções aos comentários que o pessoal do “contra” aqui faz, e não resisti a fazer-lhe uma pequena provocação.
    E acertei na mouche. Você reagiu a bruta.
    Gosto das fotos com que ilustra o post, pois até estou de acordo com o Estalin. Oh pá, não gramo do Trotsky, o que é que eu hei-de fazer.

    Bom fds

  10. Vera diz:

    Não se gosta, elimina-se…;) Vens aqui porque és contra o quê, mesmo?:)

  11. Pente Quatro diz:

    Pois é Vera, sou mesmo do contra. Anti-fascista, anti-comunista, anti-capitalista, anti-nacionalista, anti-estado, anti-religião, anti-lagartos, anti-sistema, anti-fcp, anti-nazi, anti-sushi, anti-Manuel Oliveira, enfim… anti-anti.
    Esclarecida?

  12. Lidador diz:

    É contra o sistema?
    Pelas “causas fracturantes”?
    Defensor de modos de vida “alternativos”?
    Contra “esta” globalização?
    Está pronto a obedecer bovinamente ao SMS e a sair para a rua dar pinotes e zurrar em coro com o resto da récua, os estribilhos “contra o capitalismo”, “abaixo o imperialismo”e o “neoliberalismo” e “o Bush e o Blair são terroristas” e “somos todos Hezbolah”?
    Rejubila com os “Fóruns Sociais” e enternece-se com a luta “zapatista”, o “comércio justo”, a “revolução bolivariana” e o estado da tripa de Fidel Castro?
    Tem estima e consideração pelo Dr Boaventura?
    Abanou a cachola para cima e para baixo a cada uma destas perguntas e no seu íntimo acha que uma pessoa verdadeiramente esclarecida não pode deixar de ser assim mesmo?
    Então, meu caro, você é um imbecil.
    Mas atenção…não está sozinho nem é um imbecil qualquer. É um imbecil esquerdista que, à falta de ideias próprias, absorveu por completo uma compreensão do mundo, simples e maniqueísta, invulnerável à refutação e blindada à razão.
    Foi convencido que está do lado dos “progressistas”, contra os homens das cavernas e sente-se bem consigo mesmo por acreditar que está no lado solar.
    Não importa que a caverna não exista…basta que se fale nela e que o leitor acredite que está em missão sagrada para libertar os pobres tontos que lhe disseram estar lá presos.

    Em 1º lugar, é preciso dizer umas frases sibilinas contra os males do capitalismo e referir com ar grave que as democracias, ainda que pareçam participativas, são controladas pelos “poderosos”, sei lá, a CIA, o Bush, os “sionistas”, os extraterrestres, os “neocons”, enfim, “eles”.

    Em 2º lugar, fica bem ter a palavra “social” sempre debaixo da língua, quer seja para exigir consciência “social”, preocupações “sociais”, causas “sociais” dos problemas, etc, e exigir sempre atenção às vítimas do “sistema”, rivais ou imaginárias.
    Há que ajudar a velhota atravessar a rua, mesmo que tenha de se inventar a velhota….ou a rua… ou ambas.

    Claro que apesar de “compreender” algumas soluções trotskistas, maoístas, marxistas ou anarquistas, é evidentemente avesso a qualquer forma de violência sistemática, e em nenhum momento percebe o paradoxo, chegando até a acreditar, em momentos de especial fervor, que é possível quadrar o círculo.

    Sim, é verdade que a ideia do operário ou camponês como muralhas de aço da revolução, já foi chão que deu uvas, mas agora temos aí várias bandeiras ao dispor, desde o pacifismo ao feminismo, passando pelos homossexuais, os imigrantes, a natureza, as minorias culturais, os presos de Guantanamo”, os “civis inocentes” palestinianos, etc.

    E claro, tudo isto bem demolhado na negação abstracta da legitimidade de quem exerce o poder, da democracia, do mercado e dos principais pressupostos da modernidade, enfim, da negação da própria civilização ocidental, vista como um mal em si mesmo.

    Finalmente, tem de ler Chomsky. Não interessa o livro, uma vez que o argumento é sempre o mesmo.
    Na verdade nem necessita de ler, porque o que acaba de ler é a síntese do “pensamento” do Noam.
    Com mais alguma elaboração, tem aqui nestas singelas linhas, os estatutos da 5ª Internacional, a Internacional do Contra.

  13. Teixeira diz:

    Parece-me evidente que o Lidador anda com demasiadas alegorias da caverna, não reparando que é ele próprio uma sombra mendigante pela verdade. A sombra tolda o cérebro.

    Acendam a luz!

    Gostei especialmente da passagem, “E claro, tudo isto bem demolhado na negação abstracta da legitimidade de quem exerce o poder, da democracia, do mercado e dos principais pressupostos da modernidade, enfim, da negação da própria civilização ocidental, vista como um mal em si mesmo.”

    Mais uma vez. Acendam a luz que o homem já não vê nada. Mercado? Modernidade?

    E também “Sim, é verdade que a ideia do operário ou camponês como muralhas de aço da revolução, já foi chão que deu uvas, mas agora temos aí várias bandeiras ao dispor, desde o pacifismo ao feminismo, passando pelos homossexuais, os imigrantes, a natureza, as minorias culturais, os presos de Guantanamo”, os “civis inocentes” palestinianos, etc.”…

    Párem que eu não aguento cócegas ao cérebro. Um parágrafo ou outro ainda que estimula a boa disposição, mas mais do que isso é…olhe nem sei…

    Mas que parecem apostilas fascistas isso parece.

    😀

  14. Lidador diz:

    Caro Teixeira, interessante a sua exegese sobre o Lidador, tão inflada de indignações e pruridos cerebrais.
    Ok, o mensageiro pode ser um sacana, feio, gordo, capitalista, neoliberal, com mau hálito e habituado a comer cebola em jejum, vestir-se mal e usar um penteaddo demodé, etc,etc.
    Mas deixe isso para as revistas da especialidade, sei lá, a Hola, ou a Caras.

  15. Teixeira diz:

    LOL

    Não deixa de ser interessante a menção a publicações de cabeleireiro de esquina. Você e as cócegas…

    Bem sei que estamos em plena silly season mas não é caso para tanto. Colocar tudo o que escreveu num saco e chamar-lhe de esquerda é no mínimo desonestidade intelectual.

    Mas que me faz rir, isso faz.

  16. Lidador diz:

    Caro Teixeira, é sempre bom sinal que seja capaz de rir de si.
    Demonstra que ainda não se leva demasiado a sério.
    Razão para esperança!

  17. Stran diz:

    Caro Lidador,

    Para quando parares de colocar aqui o texto dos posts do teu blog (ao menos quando o fizeres que o digas).

    Que falta de originalidade!!!

    Acredito que o vicio de citar esteja em tal estado que te leve a citar a ti próprio, mas todos os vícios têm limites…

    Até breve meu caro “Citador”
    (oops, queria dizer Lidador…)

  18. Teixeira diz:

    O Lidador é assim. É uma máquina de citações. Tudo em nome do mercado e da modernidade…

    Quanto à resposta, não me estava a rir de mim embora o saiba fazer entre amigos. Coisa que o Lidador óbviamente não é. Mas isso não lhe preciso sequer de dizer.

    Esperança? Esperança tenho eu de ver o Lidador na arena apresentado como um qualquer 500kg. Isso sim, seria motivo para o aplaudir. Arrisco mesmo a afirmar que o lidaria com respeito pese a minha fraca habilidade para o uso de farpas.

    😀

    Venha lá com mais umas citações ou o popular “vira o prego”…

  19. Pente Quatro diz:

    Oh Lidador, tanta aleivosia não te provoca azia?
    A tua cabecinha fervilha de ódio, consegues ter uma (só uma) noite descansada?
    Vês inimigos em cada esquina e pensas logo em abatê-los, és um psicopata perigoso, o exemplar tipico do inimputável que precisa ser internado, para o resto da vida, no manicómio.

  20. Lidador diz:

    Caro Pente, sinto-me bem quando provoco tais reacções pavlovianas em pessoas menos favorecidas pela divina providência.
    Mas, e citando livremente o comentador ANDRE, ” Sim eu concordo com algumas coisas que um cão é aquilo que é educado mas não se esqueção os cães têm os seus instintos e os donos devem ter poder sobre o cão pois se um pit bull é agressivo para outros cães é por esta no seu “sangue” por isso antes de ter um cão considerado perigoso devem ver se podem e têm condiçoes para o animal e mao nele.”

    Assim sendo, vou reportar esta sua escatologia tabernícola ao MZ, para ver se o tal código que ele inventou, lhe vibra o conveniente pontapé nas bimbas.

  21. Lidador diz:

    STran ,meu amigo, gosto imenso de me citar a mim próprio.
    Citá-lo a si é que nem depois de emborcar duas garrafas de Logans!

  22. Teixeira diz:

    E eu a pensar que sempre que o lidador escrevia era à base de VAT 69.

    Sempre a aprender. Obrigado Citador.

    😀

  23. Lidador diz:

    “E eu a pensar”

    Hummm….acho que se está a sobrestimar….

  24. Stran diz:

    Caro Citador,

    que Allah, Deus, Buda, todos os outros deuses e todas as garrafas de alcool me livrem desse momento!

    Bom fim de semana a todos!

  25. Teixeira diz:

    Citador, o Vat 69 ou Logan´s está a fazer-lhe mal. Passe para a água. Às 20h51 com esses desvarios não auguram nada de bom. Todos sabemos que o álcool faz dessas coisas, portanto permita-me também a mim citar-lhe algo que lhe diz respeito.

    “Reporta-se a medicina a uma lenda árabe, dividindo os 3 graus de embriaguez em fases caracterizadas pelos seguintes animais: o macaco, o leão e o porco.

    1. Fase de excitação (macaco) – o indivíduo apresenta um comportamento inquieto, falante, mas ainda consciente de seus atos e palavras.
    2. Fase de confusão (leão) – quando o embriagado torna-se eventualmente nocivo: fica voluntarioso, age irrefletida e violentamente.
    3. Fase superaguda (porco) – dá-se a embriaguez completa, provocando o coma ou sono, onde o perigo representado dá-se apenas quanto ao próprio indivíduo que, sem mais freios, cai em toda parte, descuida completamente de sua higiene, como o bêbado contumaz.

    Embriaguez doentia

    É Patológica a embriaguês – e como doença assim classificada no CID – quando gera quadros, na intoxicação aguda, de completa alteração comportamental mediante a ingestão de pequenas doses de substância inebriante.

    Compreende quatro tipos básicos: embriaguez violenta; embriaguez excitomotora; convulsiva e, finalmente, a delirante. ”

    Entendeu? Espero que leia este comentário antes de tomar a sopa de cavalo cansado.

    Um copo de vinho por dia dá saúde e alegria. Mais do que isso pode dar azo a comentários absurdos como os que habitualmente escreve.

    😀

  26. Camões diz:

    Vera, estou a apaixonar-me por ti.
    Tens menos de 30 anos certo?

  27. Lidador diz:

    “Um copo de vinho por dia dá saúde e alegria. Mais do que isso pode dar azo a comentários absurdos”.

    Caro Teixeira, vejo que detém um saber de experiência feito.
    Fica assim completamente explicado o seu estranhíssimo comentário.

  28. Teixeira diz:

    O Lidador adjectiva o meu comentário como “estranhíssimo” porque respondeu às 18h03. Se o caríssimo tivesse respondido antes do pequeno almoço ainda me agradeceria por lhe ter diagnosticado o problema de que padece.

    Não entre em negação. Estou aqui para o ajudar.

    🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: