Sobre zuis, amarelos, castanhos, negros e brancos

A propósito de um comentário do “Camões”

Caro, Camões, você afirma que, “hoje em dia, a influência dos imigrantes negros em Portugal é superior á dos mouros que só cá estiveram durante 550 anos contra os 30 anos dos imigrantes negros. Assustador, não?” 

Bem, eu não vejo as coisas dessa maneira. Assustador é ter guetos como há em França, na Holanda e na Inglaterra, onde as crianças filhos de imigrantes crescem sem sequer falarem a língua do seu país ( “seu”, sim, porque são cidadãos franceses, holandeses e ingleses ), completamente à margem das normas e regras legais e culturais que regem a vida em sociedade do seu país.

Exemplo disso são os “assassínios para limpar a honra da família”, frequentes entre a comunidade inglesa de origem paquistanesa. Basta uma rapariga namorar com um rapaz que seja de outra raça (por vezes, basta que seja de um clã paquistanês rival) para que a honra da família fique manchada e tenha que ser limpa com sangue. Ou seja, matando a rapariga. Agora, que sejam brancos, azuis, amarelos, negros, castanhos ou de qualquer outra cor, é-me indiferente. Que sejam Portugueses, não apenas de passaporte, mas de alma e coração, isso sim, isso acho fundamental!

Máquina Zero

The Guardian

Special units to crack down on honour killing

The Telegraph

Revealed: rising toll of deaths before dishonour

The Telegraph

How many more women have to die before this society wakes up?’

USA Today

Father found guilty in honor killing in U.K.

The Times

Boyfriend was stabbed 46 times in ‘honour killing’, court told

BBC News

‘Honour killing’ father begins sentence

92 Responses to Sobre zuis, amarelos, castanhos, negros e brancos

  1. Camões diz:

    Digo de minha justiça um pouco mais tarde…
    Mas direi. E, a mim a situação acima descrita mete-me medo.

  2. Teixeira diz:

    Máquina Zero,

    na “mouche”. Subscrevo a sua opinião.

  3. Miguel diz:

    Embora concorde consigo MZ, admitira que sera bastante dificil para alguem que nao tenha uma quantidade de sangue Portugues significante, vir a considerar-se Portugues de alma e coraçao, nao?

  4. Campos diz:

    » agora que sejam portugueses, isso sim, acho fundamental» o chauvinismo no seu melhor! Que te importa a ti que sejam portugueses ou nao? sao pessoas, morrem todos os dias, nao venhas agora demonstrar a tua sensibilidade ferida la porque morrem portugueses ás maos de estrangeiros. Es um xenofobo estupido, e o que penso de ti e de todos os teus posts… Nunca te vi aqui a falar dos crimes que nos, portugueses, cometemos uns contra os outros, e sempre « os i«emigrantes» »estrangeiros»… so por seres um nacionalista de direita ve se de imediato que pinta es, e digo isto preconceituosamente… na russia, havia um, grupo de extrema direita que atacava emigrantes inocentes e estrangeiros nos metros ou nos suburbios, e diziam eles que era uma retaliaçao contra os atentados de londres, como se as pessoas que emigraram tivessem alguma culpa do sucedido…e e somente isso que tu fazes…talvez se as nossas democracias ocidentais nao se sutentassem a custa de tres terços de miseria mundial, e nao vivessemos a custa da exploraçao das riquezas alheias, tu verias por aqui menos estrangeiros. Mas como es obtuso de espirito ja vi que e impossivel compreenderes tal…Vai lá, cmo da outra vez, ao tumulo do teu amigo Salazar fazer lhe uma reverencia, pode ser que ele volte e nos retire os livros outra vez, assim como feche as fronteiras e impeça essa « estrangeirada» toda de vir para ca empecer-te o juizo….

  5. Campos:

    Você sabe discutir sem insultar? A isso chama-se ter um comportamento civilizado. O seu pai não o ensinou, por exemplo, a não dizer palavrões à frente de senhoras? Ou a comer com faca e garfo? Este seu comentário, vai ser apagado daqui a duas horas. Neste blogue, insultos pessoais não são permitidos.”Xenófobo estúpido” é um insulto pessoal. “Xenófobo”, apenas, pode ser desagradável, mas não é um insulto pessoal, é uma caracterização de determinado comportamento e/ou atitude, passível de discussão, quanto às provas apresentadas para me classificar como “xenófobo”.

    Se não percebeu, diga, que eu faço-lhe um desenho…

    Máquina Zero

  6. Miguel:

    O seu argumento é fraco. O sangue e a cor da pele não são condições essenciais para ser ser Português, Inglês, Alemão ou Angolano, de alma e coração. Veja o caso do Luandino Vieira, branco, de Vila Nova de Ourém e o maior escritor angolano vivo. Ou do Jacinto Veloso, que chegou a ser ministro da Defesa de Moçambique, se não me engano (pelo menos general das FA’s Moçambicanas, isso foi). E diga-me lá se o Oceano ou o Abel Xavier não são Portugueses de alma e coração??? Claro que são…

    Máquina Zero

  7. Camões diz:

    Pois diga-me voçê, Máquina Zero se acha que o Nani, o Deco, o Miguel ou até mesmo o Jorge Andrade se sentem Portugueses de coração?
    Quando as pessoas olham para sí e não vêm reflectidas as caracteristicas BÁSICAS de um povo não se sentem totalmente parte desse povo.
    Voçê acha que Mia Couto ou Pepetala se sentem realmente Angolanos ou Moçambicanos?
    Acha que o próprio Eusébio se sente totalmente Português?
    Agora, creio que isso não invalida que, esse sentimento não possa ser adquirido com o passar das gerações… á medida que vai desaparecendo a cor da pele (infelizmente é assim).
    Creio que a um “negro” que faça grandes feitos pela pátria, qual Eusébio, ou que se mostre um bom cidadão e Português de coração deveria receber o título de Português (honorário) mas não é (como já por aqui vi escrito) Português quem quer, é Português quem pode.

  8. Camões diz:

    Se o Abel Xavier fosse Português de alma e coração, não tinha posto a mão onde não devia. lol
    Isto foi a brincar!!! Mas eu não creio que eles se sintam Portugueses a 100%.
    Como já neste blog foi dito, apesar de os de cor se sentirem mais europeus conforme o subsídio, nunca chegam aos 100%.
    Eu pelo menos, se fosse lusodescendente em França, tivesse mulher Francesa e filhos nascidos em França, não me sentiria 100% Françês mas 100% Português. Ou 99,9%…

  9. Camões diz:

    Caro Máquina Zero,
    venho agora explicar melhor a minha posição acerca dessa frase.
    Eu quando disse que hoje, a influência dos imigrantes negros que só cá estão á 30 anos era maior do que a dos Mouros que estiveram cá 550 anos, não me referia á influência cultural, pois quem pauta a cultura portuguesa foram, são e sempre serão os Portugueses.
    Agora estava a ser irónico em relação á lei da Nacionalidade e estava a falar de influência genética herdada por parte do pai.
    Ora, á quarenta anos a composição genética por via paterna, da população Portuguesa residente em Portugal tendo em conta a sua Nacionalidade dividindo-a em Haplogroupos era a seguinte:
    65%=R1b= Origem Celta
    20%=I= Origem Germanica/Nórdica
    15%=J,K e E3b=Judeus, Árabes e Berberes principalmente. Dos quais…
    10% E3b= Berberes ou os antigos Mouros.
    Hoje em dia, tendo em conta a população de Nacionalidade Portuguesa residente em Portugal, e considerando verdadeiro aquilo que eu lí por aí (e não me pareceu de todo absurdo) dizendo que um milhão dos portadores de nacionalidade Porrtuguesa são negros e o número continua a crescer a composição genética por via paterna da população seria:
    58.5%=R1b= Origem Celta
    18%=I= Origem Germanica
    10%=?= Origem Subsariana
    9%= Origem Moura (Berber)
    4,5%= Origem principalmente Judaica e Árabe

    Percebem agora aquilo que queria dizer?

    O povo Português (Portugueses étnicos) passa desta maneira, devido á doação de nacionalidades ao desbarato a ser alianada.
    Isto abala a nossa unidade enquanto nação, mina principalmente a população da área metropolitana da capital.
    Os Portugueses de origem paterna Celta passam de 65% para 58,4%.
    Isto soa-me como se tivesse morrido 6,6% da população 660000 pessoas do meu povo. Assim perdemos poder no nosso próprio país.
    É a corrupção genética do povo Português uma das coisas que me preocupa. A população Portuguesa claramente Europeia por via paterna desce de 85% para 76,5%. Parece que “morrem” quase 10%. São um milhão de Portugueses que morrem e são substituidos. Eu sei que isto da genética tem muito que se lhe diga, não interessa para nada e que este último pensamento dos mortos é absurdo mas que existe uma mudança radical existe.

  10. Camões diz:

    (cont.)
    Quanto aos exemplos Inglês, Francês e Holandês, tem toda a razão, são muito mais preocupantes, no entanto isso não passa apenas de uma segunda fase. A primeira está a acontecer em Portugal e se pensa que integrarmos os imigrantes é darmos-lhes Nacionalidade Portuguesa está muito enganado. Se calhar, se houvesse uma diferenciação entre Imigrantes e Portugueses a situação da imigração estaria mais controlada, pelo menos aqueles que não se adaptam poderiam ser recâmbiados em vez de ganharem uma casa nova num bairro social perto de nós que nós próprios financiamos em detrimento da população do interior, por exemplo. Os imigrantes (de bem) poderiam ser melhor vistos, com ainda muito menos xenófobia e racismo se só entrasse uma elite e que essa elite, para se manter cá tivesse de ser exemplar. Como aqui já alguém disse não é Português quem quer é Português quem pode, o mesmo se passa com os Europeus. Este cancro, o da imigração, é o maior da Europa e sinceramente não sei se esta última conseguirá manter-se assim por muito mais tempo.

    Por muito menos, milhões (11 acho eu) de judeus foram mortos por toda a Europa, só estamos a dar razão aos fanáticos quando acontecem coisas como as que aconteceram em Londres, Paris, Madrid, Pristina, Istambul. Quem serão as próximas vítimas? Amisterdão, Copenhaga? Ficaremos á espera até que chegue á nossa porta? Só aviso que, apesar de não ser ninguém se algo acontecer em Lisboa serei dos primeiros a retaliar.

  11. Camões diz:

    Eu sou pacífico provávelmente não farei nada era só para dar um ímpeto mais á D. Afonso Henriques ou Nuno Álvares Pereira.

  12. Camões diz:

    PS: o problema do Kosovo é a imigração, os Sérvios sairam do Kosovo á procura de melhores condições de vida em Belgrado, no seu país e quando deram por ela já estava tudo infestado de Muçulmanos a exigirem um país independente.
    É o risco do Multiculturalismo!

  13. Miguel diz:

    MZ, eu nao estava a argumentar nada, are apenas uma questao. Sim, para mim o Abel Xavier e o Oceano sao Portugueses como eu. A questao nem era propriamente essa. Apenas que para pessoas que não têm sangue Portugues, ser-lhes-á um bocado dificil considerarem-se Portuguesas, mas se assim o fizerem, entao ainda melhor. Basicamente a assimilaçao tem que ser facilitade, de forma a impedir os perigos do multiculturalismo.

    Camoes, eu nao acho que existam 500,000 negros em Portugal (eu vi os numeros de immigrantes africanos ca, bem abaixo de 500,000, mas estou a dar folga para os que ja sao cidadaos) a maior parte nem sequer sao cidadaos, quanto mais um milhao de cidadaos negros Portugueses. Entao um em cada dez? Isso em Lisboa é capaz de ser verdade (ate mais ate) mas fora daqui nao tem nada a ver mesmo…

    A sua intepretaçao da genetica tambem esta completamente errada, la por uma pessoas ser um r1b nao quer dizer que nao tenha sangue de mouros, negros ou do for. Isso apenas analisa UMA linhagem. Um mulato, filho de pai R1b sera tambem R1b, e entao passa a ser celta?? (e o R1b ja ca estava milhares de anos antes de qualquer celta mas enfim)
    Isto em Portugal quase toda a gente tem sangue celta, celti-ibero, mouro, judeu, negro e o que for, quando muito mudam as percentagens mas essa composiçao racial foi ridicula e revela a sua falta de conhecimento.
    Tambem acho piada em falar em “linhagen europeias” como se as outras fossem inferior. Sim de facto as civilizaçoes do mediterraneo alcançaram pouco…

    Enfim, nao me diga que é um daqueles “nacionalistas brancos” preocupados com uma raça mitica, chamados de arianos ou simplesmente brancos, lol. Porque digo-lhe se todos os Portugueses (etnicos) sao brancos, entao tambem é a grande maioria dos Norte Africanos e Medio-Orientais porque fisicamente a diferença nao é la muito significante, certamente nunca tanto como a de um alemao para um portugues, ambos parte dessa mitica raça branca.

    Como ate diz em parte, o problema é a cultura.

  14. Camões diz:

    Sim, sim tem toda a razão, Miguel. Eu próprio disse que isso da genética não conta para nada!
    Era só para ser uma metáfora com dados reais.
    Agora, sou nacionalista só de coração e quando digo linhagens Europeias como se fossem superiores é porque, a meu ver, foram aquelas que construíram as civilizações mais avançadas. Se os Norte Africanos não fossem MUÇULMANOS e se os Franceses se tivessem misturado com os Argelinos, os Italianos com os Líbios e por aí, não teria dificuldade alguma em intutular essas populações, da Líbia a Marrocos de Europeus.
    Chame-me fanático religioso se quiser ou raciste até! Garanto-lhe que não o sou.

    Quanto aos negros é um número que circula por aí, eu não o acho absurdo de todo mas também não disse que era credível! e não digo mesmo! É um talvez!

  15. Camões diz:

    Miguel,
    relativamente a isso dos arianos, eu não sou o dono da verdade mas peço-lhe que desperdice um pouco do seu tempo lendo a minha TEORIA DA CONSPIRAÇÃO que eu prório elaborei através de uma pesquisa independente e credibilíssima. E sim, quando sinto que algo que não compreendo a nível da História Europeia, clarear as coisas torna-se-me num hobbie e numa obesseção. Leia contudo, está no post publicado dia 26-06-2007 ás 06:03 em “Multiculturalismo consiste…”

  16. Miguel diz:

    Sim, devo apresentar-lhes as minhas desculpas, tenho sido algo agressivo consigo sem razao para isso, espero que as aceite. O facto de demonstrar que esta interessado e quer saber mais é extremamente louvavel e quem me dera que houvesse mais pessoas assim!

    Nao lhe chamarei de racista nao, pois o que o senhor é, é um culturalista como eu. Como disse e bem, o problema é o Islão. O Islão (apos um breve periodo de progresso que as mudanças sempre trazem) transformou sociedades e povos que eram dos mais avançados em perfeitos coitadinhos, naçoes barbaras e retrogadas, presas a ignorancia!!

    No tempo dos Romanos, e ate um bocado antes, os povos a volta do mediterraneo eram irmaos de certa forma, e dos mais avançados! O islao infelizmente veio acabar com isso, criando uma barreira enorme, separando a Europa daquelas areas que antes lhe tinham sido tao importantes!
    Esse afastemento perimitiu-nos avançar e muito! Mas ao mesmo tempo, nao podemos deixar de ter pena dos nossos irmaos que para tras ficaram a espera nao sabe bem do que…

    Eu ja tinha lido esse post que mencionou, basicamente esta correcto, embora algo exagerado. A cultura indo-europeia de facto esta por tras de imensas e importantes civilizaçoes, e como estarao aqueles que espalharam essa mesma cultura. Se quiser pode chama-los de Arianos, embora como ja disse, prefiro reservar esse nome a quem de facto o usa para si mesmo, os povos indo-iranicos.

    No entanto, mais quanto mais longe das suas terras natais, menos os indo-europeus espalharam o seu sangue. Como disse a linhagem r1a é considerada a marca deles. Mas. o mais importante, a sua cultura chegou ate nós. Desse ponto de vista, somos tao herdeiros deles como os proprios dos Iranianos!
    Contudo, nao devemos que esquecer que nem so de arianos o mundo é feito, ate mesmo na nossa peninsula temos exemplo de grandes civilizaçoes nao indo-europeias..os iberos e sobretudos os tartessianos. Estes tambem fazem parte de nos, ha que nao esquece-los!

    E o que dizer dos grandes povos semitas, que tambem aqui deixaram a sua marca?

    Enfim, basicamente, ser Ariano é important, no literal sentido da palavra. Ariano é Nobre, é ser Nobre é aquilo que todos os seres humanos devem almejar! Nao a nobreza rasca de “sangue” mas a de coraçao!

  17. Camões diz:

    O seu último parágrafo está espectacular!

  18. Miguel diz:

    Ah, obrigado. Presumo entao que tenha aceite o meu pedido de desculpas!

  19. Camões diz:

    Ora, os povos semitas, foram corrompidos pelo Islão. Ainda há esperança como se pode ver em Israel e no Líbano mas quando o Islão cair no Irão, e cairá porque o povo Iraniano é ARIANO em todos os sentidos da palávra, haverá nova esperança!

    Eu sou um pouco extremista porque acho que países como a Turquia haviam era de ser cristianizados outra vez, ARIANIZADOS, se quiserdes… Digo outra vez porque eles foram cristãos… Se nós conseguimos livrar-nos deles, se os povos dos Balcãs conseguiram, se os Italianos conseguiram, se até Israel se conseguiu impor ali é porque ainda há esperança!

    Quanto ao gene R1a não é a marca ariana, bolas! É a marca Eslava, surge no Irão nas mesmas quantidades que o gene R1b e I e depois espalha-se pela Ásia Central por causa dos Russos a Norte e dos Persas a Sul. Chega á Índia por intermédio das invasões arianas (pelo Irão ou Afeganistão) e fica (quase) exclusivamente no Norte!
    Acho até que há uma grande divisão entre o R1a Índiano e o Eslavo! Havendo no Irão estes dois tipos.

  20. Miguel diz:

    Sim, ainda ha muito por explicar quanto ao R1a. Talvez o R1a seja ariano apenas no Hindustao, enquanto que o da Europa sera principalmente eslavo.

    Quanto a cristianizados, nao sei, eu nao gosto muito de religioes, isso cada um acredita no que quiser, desde que nao chateie ninguem. O problema é quando chateia, ou pior a religiao torna-se lei.
    O importante mesmo sao conceitos como meritocracia, liberdade de pensamento e de expressao, e claro democracia. Estado de direito tambem.
    Entre outros. Isso sim. Diria eu..

  21. Camões diz:

    O pior mesmo é quando o Estado se torna laico, pois isso dá espaço a políticos que não querem saber da religião, maçons que querem passar a vida a divertir-se o mais que podem, como uns da famíla Soares. Político tem de ser Patriota! Não um qualquer! Eu não me senti ofendido, Miguel, desculpas aceites.

  22. Miguel diz:

    Nao o estado tem que ser por definiçao laico, deixando a cada um que escolha pessoalmente a sua religiao, e que devera resumir-se a sua esfera pessoal. Nao devera impor certamente nenenhuma visao. Isso de politicos corruptos é o que nao falta, religiao ou nao, pois de padres, bispos cardeais e papas corruptos esta historia cheia! Para nem falar de Imans e Ayatolahs!

    Politicos que nao querem saber de religiao mas sim do povo é o que precisamos!

  23. Camões diz:

    Sim, ta certo mas quando se começa a tirar os crucefixos das escolas de um povo 95% católico só por causa de uns mulçumanos em nome de um estado laico…
    O Estado deve ser o reflexo do seu povo… utopias
    Mas lá chegaremos erpera só mais umas décadas…

  24. Miguel diz:

    Eu acho bem que se tirem crucifixos. Estao a impor uma religiao com a sua presença na saula de aula. E eu ate gosto de Jesus e dos deus ideais (embora ache que tenha sido um homem, e nao um deus), mas isso cada um sabe de si. O estado nao deve ser o reflexo do povo deve é permiter que este atinja o seu potencial..se fosse um reflexo, nem sei. Eu gosto muito do Portugueses, mas ainda temos muitos deifeitos…

  25. Miguel diz:

    seus, nao deus, ideais, lol.

  26. Camões diz:

    Desculpa, és ateu?
    Eu acho que o Estado mais perfeito é aquele que é um reflexo do seu povo!
    Quem se lembra do Bush pós 11 de Setembro? Ele incarnou todo o povo Americano, ferido mas levantando-se para bater num qualquer, mostrando ao mundo quem manda. Foi isso que os Americanos percisavam. Quais eram os seus índices de popularidade? Na ordem dos 80% não é? O Povo cria o Estado á sua medida, não á medida dos outros, dos imigrantes ou dos mundialistas.
    Assim, o indíviduo expande a sua influência:
    Indíviduo-Família-Amigos-Vizinhos-Comunidade Local-Região-Pátria-Nação-Civilização e em último caso mundo.

    Á parte. Miguel, tu que és uma pessoa culta sabes onde poderei comprar o livro de Samuel Huntington, The Clash of Civilizations and Remaking The World Order, em Portugal mas em Inglês, é que já procurei em todo o lado e não o encontrei.

  27. Miguel diz:

    Nao, nao sou ateu, nao me dou a arrogancia de achar que sei tudo e que consequentemente nao existe nenhum deus. Sou antes agnostico. Como disse um grande homem, so sei que nada sei, eu nunca vi nenhum deus nem nada que se lhe pareça, tambem nao vi nada que provasse que nao exista. Portanto é me indiferente.
    Sei no entanto que a natureza divina e absoluta de livros como a biblia ou o corao é mais do que inverosimil, como tanto sao irrelevantes para a minha vida…exceptuando alguns ensinamentos de cristo que me parecem bem racionais. Em suma, sou sobretudo um homem racional.

    Quanto ao Bush, tenho que discordar pois sinceramente para mim trata-se de um dos piores presidentes da historia dos Eua, um homem extremamente basico limitado e inculto que levou o seu pais para uma guerra sem razao (o iraq, nao o afeganistao) onde so desperdiçou dinheiro e homens. É um daqueles casos em que a democracia falhou claramente, tambem acontece, nenhum sistema é perfeito, eu nem gosto muito da democracia pois muitas vezes o povo nao sabe o que é melhor e os governantes em vez de fazerem o mais importante fazem o que lhes da jeito para serem reeleitos, mas é sem duvida o melhor sistema que temos hoje em dia…

    Quanto ao livro, recomendaria o site Amazon.com ou a versao inglesa .uk, eles têm la tudo e é onde eu compro os meus…

  28. Camões diz:

    Ok, obrigado pela dica.
    Só queria acrescentar que pior que o Bush, é o caso aberrante do Lula no Brasil e eu no meu post só falei da sua reacção pós 11 de Setembro e intrevenção no Afeganistão.
    Quanto á religião, desde que não sejas Mouro ou te aches superior querendo impor uma visão ateista aos outros está tudo bem!

  29. Camões diz:

    Miguel, quanto áquilo dos Arianos fiquei mais uma vez intrigado, em parte devido á tua resposta, e fui investigar. Cheguei a umas conclusões um pouco absurdas.
    1) Vi escrito (li), nem consegui ver as pinturas mas não as consegui classificar como uma falsidade, que se encontram umas gravuras de 17000 anos algures no Irão que ilustram Homens cavalgando. (Claro sinal de superioridade (mítica ou não) ariana).
    2) Cheguei á conclusão que os Persas são apenas um grupo étnico do Irão e, provávelmente serão os descendentes mais directos de um povo ancestral ariano, de quem muitos descendem. Ora, eu pensei que o cabelo loiro se teria originado na Escandinávia mas parece que existia no Irão quando a Escandinávia ainda nem sequer era habitável.
    3) Veio reforçar aquela minha tese “ariana” da população Europeia.

  30. Stran diz:

    Está tudo alucinado?

    Foi talvez o conjunto de maior barbaridades juntas que li neste blogue. Refiro-me aos comentários do Camões (quanto ao Miguel ainda não li com tanta atenção).

    Camões, podes dizer muita coisa, mas nacionalista é algo que não podes dizer que és… Por pessoas que falam como tu e que se consideram nacionalistas é que esse movimento tem a imagem que tem…

    MZ gostei muito do teu post.

  31. Camões diz:

    Explica-te lá melhor ó Stran.
    Também acho que o movimento Nacionalista é mal visto (e eu nem se quer faço parte de movimentos políticos) mas acho que a culpa é 10% dos extremistas e 90% da população que não quer ver as coisas como elas são.
    Fico então a aguardar explicações, espero que se consiga fazer entender melhor ó Stran!

  32. Stran diz:

    Caro Camões:

    Antes demais gostaria de te dizer que se gostas tanto de Portugal começa por tratar bem da nossa língua, palavras como:

    á
    alianada
    provávelmente
    intutular
    raciste
    crucefixos
    erpera
    percisavam
    intrevenção

    não existem na língua portuguesa.

    Mas está “á” vontade para dizer o que quiseres. “Provávelmente” depois do que dissestes até agora deste motivo suficiente para te “intutularem” de “raciste”. “Erpero” que não fiques chateado com este comentário, mas uma pessoa “alianada” como tu és de certeza que “percisa” de uma “intrevenção” urgente!

    É que com “crucefixos” não se vai lá!!!!!

  33. Camões diz:

    há poech eh, dou muits erres e entam voce asca que çe esplica melhore assi… Prontos! Tá ben!
    Vou tentar dar menos erros ortográficos nos meus posts e dar-me ao trabalho de pressionar a tecla shift antes de dizer á isto, á aquilo para não ferir susceptibilidades.
    Apesar de tudo tenho de lhe dar os parabéns pois realmente conseguiu explicar-se, quem dactilográfa tão mal quanto eu não deveria falar de nacionalismos.
    Louvo-lhe a preocupação quanto À língua Portuguesa.

  34. Stran diz:

    Veja lá não quero que tenha demasiado trabalho…

  35. Camões diz:

    Decida-se lá…

  36. Orlando diz:

    Muito bem MZ

    Concordo 100% com o que escreveu…

    Será que essa gente não precebe que os Crimes de Honra que eu chamo Crimes de Odio já deviam ter acabado antes das relegiões aparecerem.

    Que cultura nojenta….

    Bom Trabalho

  37. Camões diz:

    Orlando, também nós, Ocidentais cometemos crimes de honra!

    Se é para respeitarmos as outras culturas não temos nada de dar opiniões nem de nos fazermos superiores.

    Portanto aqueles que as gostam de ver na sua própria terra dever-se-iam habituar a esse tipo de coisas, é que, sabes? Vem com o pacote!

  38. Raca Humana diz:

    Isto nao passa de uma discussao entre racistas portugueses. E alguns sao tao racistas que o seu odio preconceituoso e ignorante, chega ao ponto de dizer palavras tais como: ‘PRETOS FORA”! Mas o que e isto?… Este individuo e tao ignorante que nao sabe que existem milhares de Portugueses em Angola (e pelo Mundo fora) que, entao, a fomentar este tipo de atitudes, seria justo que por la se diga igualmente BRANCOS FORA!… Acha que esta correcto isso?… Voce acha que esta forma de abordar as questoes contribue para melhorar a convivencia entre dois Povos que tem interesses em comum, ou prefere instilar mais odio, mais sangue e morte entre nos?… Que consequencias poderao alimentar Portugal e Angola com criaturas deste genero?…Como pode este site/jornal ou sei la o que, permitir-se divulgar comentarios desta natureza?…

  39. Camões diz:

    Raca Humana, em Angloa diz-se constantemente BRANCOS FORA!

    Um conselho:
    Vai aprender um pouco de História, sim?

  40. cidadão livre diz:

    Raca Humana, em Angloa diz-se constantemente BRANCOS FORA!

    Em Portugal, ainda nunca os ouvi dizer tal coisa, mas, nos bairros onde os pretos já são maioritários ou atingem proporções significativas, os pretos criam conflitos, ou recorrem à violência simbólica para com os brancos, sejam brancos residentes ou apenas transeuntes. É uma atitude perfietamente tribal de querem conquistar e demarcar o território numa terra que não lhes pertence. No fundo é um processo de invasão colonização disfarçado de imigração de coitadinhos que só vêm para fugir da miséria da terra deles, como se nós tivéssemos obrigação de comportar tudo o que são países falhados.
    Isto tem provocado o whiteflight, em Portugal e em todo o Ocidente onde os pretos se têm instalado. Isto para mim é que realmente grave, agora o que sucede em Angola e África para mim é indiferente. Aquilo já deu o que tinha a dar. Agora são explorados pelos chineses e por mais alguns, chupam-lhes o tutuano e acabando o petróleo/diamantes deixam aquilo entregue aos africanos com o ciclo habitual de confusão e selvajaria. Vejam a África do Sul, como exemplo.

    Quanto a esta pressão para a censura:
    «Como pode este site/jornal ou sei la o que, permitir-se divulgar comentarios desta natureza?…»
    Estes comentários são possíveis devido à liberdade de expressão, ainda vai sendo possível fora dos mas media dominados pelo politicamente correcto.

  41. Raca Humana diz:

    Aprender historia com ANALFABETOS que, mal sabem escrever?… nao vou perder tempo com IGNORANTES RACISTAS.

  42. Camões diz:

    Sublinho, cidadão livre.
    Raça Humana, leia os comentários dos outros e os seus e depois diga-me quem é o racista, o ignorante, etc.
    Voçê nem argumentos tem, partindo daí arranja uma desculpa qualquer como “sou tão superior que aqui ninguém me entende” e vai-se embora.
    Vê porquê que assim não avançamos? Vê que aqueles VERDADEIRAMENTE ignorantes é que apoiam a Imigração, como você?
    Pois…

  43. Transmontano diz:

    Claro… os EMIGRANTES (aqueles que se vao embora de Portugal, em busca duma vida melhor) agora vao ser substituidos pelos IMIGRANTES de todas as origens etnicas; brancos, pretos e amarelos! Resquicios das querras ou o fim dos seculos???

  44. Transmontano diz:

    Repito!
    Resquicios da guerras ou o fim dos Seculos???

  45. Luck Luckyan diz:

    Sobre os emigrantes, digo-vos como brasileiro descentente de portugueses que deveria haver melhorres condições e conscientização em manter o português nativo em sua terra, pois o retorno dos descendentes, brancos, muitas vezes é barrado em detrimento de negros e muçulmanos. O que forma uma nação é sua RAÇA, LÍNGUA, COSTUMES, TRADIÇÃO, CULTURA e inclusive sua RELIGIÃO, lutem para favorecer a entrada em vosso país de pessoas que preencham estes requisitos, não de pessoas trazidas pela hipocrisia socialista e “politicamente correta” de que não existem raças senão a humana. No Brasil o crescimento demográfico dos não brancos (viu?, politicamente correto) cresce de mão dadas com a violência, a corrupção e o analfabetismo implantado há décadas pelos esquerdistas. Leiam um livro chamado RAÇA, EVOLUÇÃO E COMPORTAMENTO. Abraços fraternais para todos.
    (

  46. Transmontano diz:

    Voce comeca por falar ‘Sobre os emigrantes’ e nao diz nada de nada!… O que e isso de ‘conscientizacao’ – esta palavra, que eu saiba, nao existe na lingua portuguesa… depois vem com a treta de manter o ‘portugues nativo em sua terra’, mas nao explica como! Como manter o ‘portugues nativo – (a palavra e sua) – em sua terra’? Explique la o Sr. RACISTA… as razoes com base nos fundamentos de caracter religioso, politico, sociologico, economico ou geografico nos quais voce suporta sua teoria-racista? Voce fez mal em vir para Portugal – devia era ir para os EUA e juntar-se la aos porcos nojentos da KLU-KLUX-KLAN – mas o pior de facto seria eles correrem consigo porque nao aceitam Brasileiros – nem mesmo descendentes de Portugueses!
    Va, va p’ra la e experimente o que esta doce…

  47. Camões diz:

    Exactamente Luck Luckyan, sublinho que a NAÇÃO é composta por todos esses “requesitos”.
    O Brasil ainda vai sendo o Brasil enquanto houver gente como o senhor (fico feliz porque ás vezes parece que esse canto tropical já está perdido irremediávelmente).
    Mas atente que o Brasil está cada vez mais a transformar-se num Merdil!
    Luck Luckyan, não ligue ao Transmontano é que ele vive na região mais pobre do país, nem um troço de auto estrado tem, pelo que ele vê qualquer imigrante como uma ameaça.

    Transmontano, acusa-o de não ter dito nada em concrecto e de ser racista. Interessante… é que dos seus posts, ainda não compreendi nada e não vejo racismo, apenas constatação de factos, nos escritos do brasileiro.
    Se olhasse-mos para nós antes de atirar pedras ao vizinho…

  48. Lucky Luckyan diz:

    meu último post está a se bloqueado;;;

  49. Transmontano diz:

    Olha este agora vem armado em ”defensor d’diabo”!…
    Os Portugueses colonizaram o Brasil, India, Angola, Mocambique, Guine, S. Tome e Principe, Cabo-Verde, Timo Leste e etc., durante Seculos de Escravatura e Exploracao destes povos; naturalmente, esta presenca Colonizadora forjou novas Identidades. Estes filhos de Portugueses ou Descendentes como se diz, – na sua opiniao bucal – nao sao descendentes de Portugueses?… Pelo que afirma no seu comentario, e eu cito: ”o retorno dos descendentes, brancos, (sublinhando Brancos) muitas vezes e barrado em detrimento de Negros e Mulcumanos” quer dizer que os descendentes de Portugueses doutras racas, nao sao descendentes de Portugueses, simplesmente porque nao sao Brancos/Brasileiros?… P…que pariu!…

  50. Lucky Luckyan diz:

    Prezado transmontano, deixe que os descendentes miscigenados ocupem inteiramente portugal, que implantem seu modo de vida doutras terras, que o tipo autóctone seja completamente substituído pelos imigrantes das antigas colônias, que a raça deixe de existir. Deve ser muito fácil para você ficar acusando os outros, talvez seu interesse seja de destruir a identidade etno-cultural não só de Portugal como do resto da Europa, Parabéns. Veja o post de Camões de 27 de junho.

    Abraços.

    meu antepenúltimo post foi bloqueado…

  51. Lucky Luckyan diz:

    Prezado Transmontado, em resposta a sua última pregunta leia o excelente artigo do site: http://confrontos.no.sapo.pt/page9b.html

    Saudações fraternais.

  52. Lucky Luckyan diz:

    perdão, PERGUNTA.

  53. Transmontano diz:

    Deixe-se de truques e responda a questao que voce proprio colocou: ”o retorno dos descendentes, brancos, bla, bla, bla, ”! Os descendentes Pretos/Mulcumanos ou nao, sao filhos dos Portugueses ou filhos da P….?

    Diga la, e vamos por de parte os Imigrantes ou Emigrantes (nao obstante o elevado numero de Emigrantes Potugueses no Mundo Ocidental, tais como Franca, Alemanha, Suica, Inglaterra, etc.)

    Os seus argumentos e preconceitos sao falhados! Ja nao prevalecem nas sociedades contemporaneas, e muito menos na Europa! Voce nao esta no Brasil, meu cara!…

  54. Lucky Luckyan diz:

    Truques? que truques?
    O artigo acima indicado dá a melhor resposta que você poderia ter. Vamos lá, você leu ou não o artigo?

    Se eles descendem de portugueses obviamente são filhos dos mesmos, o que não implica necessariamente que seu interesse seja pela continuidade da cultura e tradição de portugal.

    Meus argumentos não são falhados, você é que gosta de usar falácias “ad hominem” por falta de carecer de base para conversar civilizadamente.

    Se você acha que essas idéias não prevalecem na Europa deveria ter lido ORIANA FALACCI, pelo menos, e, a maior parte do que expus aqui está de todo em conformidade com a maioria dos posts acima, inclusive do site que lhe indiquei. Espero que tenha lido.

    Claro que não estou no Brasil, lá já quase não existe liberdade de se expressar por causa de influência de pessoas como o senhor e muitos outros. Inclusive este post não existiria e se existisse a maioria das pessoas que escreveu aqui estariam com sério problemas com a justiça federal.

    Deixe sua hipocrisia de lado e energue a vida sem falsidades.

    Saudações.

  55. Lucky Luckyan diz:

    ENXREGUE, meu teclado tá falhando…

  56. Lucky Luckyan diz:

    ah deu pra entender…

  57. Camões diz:

    Transontano,
    “Deixe-se de truques e responda á questão que você próprio perguntou: “O retorno dos descendentes brancos, bla, bla, bla” Os descendentes pretos/muçulmanos (…) são filhos dos Portugueses ou filhos da P…”

    Eu não chegaria tão longe, filhos da P… Isso sim, é racismo. Não são filhos da P… mas são filhos da preta ou da muçulmana e olha que a putice não vem nos genes…
    A questão aqui é que uns encaixam no perfil de Portugueses e outros são filhos, não da P… mas dos outros…

    Lucky Luckyan,
    és mesmo Brasileiro, olha que nem tu imaginas quão raro é um brasileiro aparecer aqui de mente aberta e com inteligência! É que devemos estar perante a elite Brasileira, talvez um representante do governo ou o presidente! Epá! Esqueci-me que “este gajo” não pode ser do governo porque o Brasil é o único país que elege para presidente alguém ainda menos instruido que o brasileiro normal!
    Cumprimentos a Terra de Vera Cruz!

  58. Transmontano diz:

    Porra!… Eu vou pegar nas suas palavras outra vez que dizem o seguinte:
    ”Se eles descendem de portugueses obviamente sao filhos dos mesmos,” mas nao diz se sao Portugueses ou estrangeiros… continua a tentar ludibriar vergonhosamente.
    Aqui, pelo menos, voce reconhece que ‘eles’ (os pretos) sao filhos dos mesmos!… dos mesmos quem? Portugueses, claro! Ora se sao filhos de Portugueses e de acordo com a Constituicao e Leis Portuguesas, sao Cidadaos Portugueses como voce, como eu ou qualquer outro, meu cara! Da mesma forma como se fossem filhos de Ingleses seriam igualmente e por direito, Ingleses. Se nao sabe, informe-se melhor.
    Quanto aos artigos e sites indicados por si, nao suscitam qualquer interesse para mim porque sao demasiado REACCIONARIOS – mais ajustados para si, OK?…

  59. Camões diz:

    O link do Lucky Luckyan é esclarecedor, recomendo-o!

  60. Camões diz:

    Transmontano, não é por uma lei entrar em vigor que é leitima. Exemplo:
    Aborto.

    1 minuto de silêncio pelas vítimas de aborto se faz favor.

  61. Camões diz:

    errata:

    leitima=legítima

  62. Lucky Luckyan diz:

    Rapaz, que falta de educação e de civilização. Por favor, respeite meus cableos brancos.
    Não estou tentando ludibriar a ninguém, parece que falta para sí compreensão e discernimento de texto escrito.
    Eu também possuo ascendência germânica e nem assim tenho direito à cidadania alemã, como falsamente o sehor afirma. Inclusive, na alemanha, o alemão que tenha se ausentado por um período de 10 ou 20 anos se me lembro, perde sua cidadania.
    A lei portuguesa que tu citas foi feita por comunistas e esquerdistas (vide o LIVRO NEGRO DO COMUNISMO) que não têm maior interesse do que criar caos e confundir, a exemplo de teus posts que distilam o veneno e a má educação que usas ao me atacar.
    TODO E QUALQUER MATERIAL POR MIM POSTADO VOCÊ USARÁ O MESMO ARGUMENTO, visto que gosta tão sómente em impor seu ponto de vista.
    Camões, agadeço pelo elogio. No Brasil temos poucos sobreviventes ao veneno “emburrecedor” que o governo vergonhosamente nos impõe há gerações.
    Camões, indico-te mais um site, que atualmente é o último reduto no brasil da liberdade de imprensa: http://www.midiasemmascara.com.br/

    Abraços cordiais a todos.

  63. Lucky Luckyan diz:

    Prezado Transmontano, aquiescendo a teu pedido me informei melhor.
    (Só não vá achar muito reaccionário, viu?)

    CIDADANIA BRITÂNICA
    FONTE: http://www.tugas.co.uk/servicos/cidadania_britanica.html

    CIDADANIA BRITÂNICA
    De acordo com a lei britânica de imigração, estrangeiros que queiram se naturalizar britânicos terão de fazer também um teste de cidadania além, é claro, de provar que possuem conhecimento suficiente da língua inglesa.

    O “Citizenship Test”, nome dado a esse teste sobre a vida no Reino Unido, é apenas uma das mudanças anunciadas pelo então Ministro do Interior, David Blankett. Segundo ele, o objectivo não é dificultar a naturalização e sim melhorar o processo de integração.

    O teste aborda tópicos de conhecimento básico sobre a vida no Reino Unido que vão desde as leis trabalhistas até história, cultura, tradição e costumes, passado ainda por actividades do dia-a-dia, como o pagamento de contas e taxas.

    A inclusão do teste de cidadania no processo de naturalização foi feita para saber se realmente os cidadãos conhecem o verdadeiro significado de ser britânico, pois somente assim eles podem integrar-se às tradições, aos valores e pertencer à sociedade. Mr. Blankett afirma ainda que se tornar britânico precisa ser um evento significativo na vida de uma pessoa, algo além de um mero processo burocrático.

    Para passar no teste é preciso responder correctamente a no mínimo 75% do total de 24 questões. Quem não for aprovado, pode tentar novamente.

    O teste é feito em um dos 90 centros espalhados por toda a Grã-Bretanha. Caso o candidato seja aprovado, toma parte das chamadas cerimônias de naturalização, onde se faz o juramento de lealdade à pátria e à Rainha, recebe as boas-vindas da sociedade e o certificado. Essas cerimônias são obrigatórias.

    Apesar de obrigatoriedade do teste, muitos ainda se perguntam: Será que teste de cidadania e de inglês podem fazer com que os futuros cidadãos de facto se sintam britànicos?

    Polémicas à parte e comentários só no Fórum dos Tugas!

    Mesmo antes dos novos requisitos, tais como o teste de cidadania e o conhecimento da língua inglesa, naturalizar-se britânico sempre foi algo muito significante para a maioria dos imigrantes.

    Foi pensando nisso que o governo britânico fez da aquisição da cidadania britânica uma ocasição espacial, em vez de um processo burocrático.

    O que o governo espera com isso é que a cidadania britânica seja mais do que um certificado de naturalização, mas uma razão para se acolher, de uma maneira positiva, a cultura, as religiões e a diversidade racial. Além, é claro, das pessoas se conscientizarem das responsabilidades de terem um papel ativo na economia e na política. Ou seja, deseja que se desparte em cada indivíduo o sentimento de pertencer.

    O assunto foi tão cuidadosamente planeado e elaborado, que a reação dos presentes na primeira cerimônia de cidadania foi a de ter saído com a sensação real de orgulho nacional e de responsabilidade civil.

    O curso e o teste de inglês Esol 3, obrigados para se conseguir a cidadania britânica, podem ser feitos em várias escolas na inglaterra.

    O teste de cidadania pode ser marcado por telefone e feito em um dos 90 centros espalhados pelo país. Custa no momento £34 e é preciso levar um documento de identificação, que pode ser o passaporte.

    Há também um livro com informações úteis a respeito do Reino Unido, que foi compilado pelo Grupo de Aconselhamento (Advisor Group). Este livro é usado pelo governo para preparar o teste e o conteúdo do mesmo: Life in the United Kingdom – a Journey to Citizenship, que custa £9.99. Sua leitura é fácil, simples e contribui positivamente para a vida das pessoas de diversas culturas presentes no Reino Unido.

    por Daniel Martins
    – Advogado

  64. Transmontano diz:

    Lei Britanica de Imigracao (la esta voce a falar novamente dos Imigrantes) para estrangeiros diz respeito aos Imigrantes, nao descendentes de Ingleses.

    Lei Britanica/Portuguesa para descendentes de ambos os Paises e outra coisa completamente diferente. Voce e Luso-Brasileiro ou Imigrante Estrangeiro? Ou certamente para ser mais preciso; NAZI-ALEMAO?… So que o Hitler esta morto cara!… e a extrema-direita vai-se afundando cada vez mais… nao tem futuro!…

    Agora so lhe falta dizer que a Lei Britanica tambem foi feita pelos Comunistas!!! Esta esta boa… Voces sao estupidamente ignorantes e nao enxergam mais do que isto. ADIOS!…

  65. Camões diz:

    Transmontano e Lucky Luckyan,
    vejam na barra lateral, onde diz “Comentários Recentes” os comentários de um tal de “Mafia Caps”. Se não conseguirem ir por aí, experimentem a barra lateral “Entradas Mais Populares” na secção “Proprietários de pitbulls, rotweilers e outros cães assassinos – Um novo tipo de débeis mentais”. Leiam os comentários desse indiciduo e reflitam.

    Transmontano, é isso que queres para o tru país? É isso que queres para as tuas eventuais filhas e netas?
    Lucky Luckyan, vês o que aqui enfrentamos? No Brasil a Polícia pode abusar da violência, aqui são inúmeros os casos de Polícias que são despedidos e encarcerados por ferirem “bandidos” ou por dispararem armas contra os tais “bandidos”. No entanto no ano passado no concelho onde resido morreram 4 Polícias baleados por bandidos e o Estado providênciou ajuda ás famílias… no que toca aos custos do funeral!
    É triste mas é para o Norte do Brasil que a Europa caminha…
    Transmontano, se quiser apresentar o “Mafia Caps” ás suas filhas ou netas com vista a um relacionamento mais sério, exponha a sua intenção perto do comentário de “Mafia Caps”.
    Obrigado

  66. Lucky luckyan diz:

    transmontano, lá vem você de novo com “ad hominem”, pare de deturpar o sentido das palavras. nada tenho a ver com nazis. o que você chama de extrema direita é o último resquício de patriotas que ainda conseguem ver o mal que pessoas como você engendram na sociedade.
    Camões, no Brasil o problema é que existem muitas leis protegendo os bandidos e oprimindo o cidadão de bem. aberrações como o ESTATUTO DO MENOR E DO ADOLESCENTE, que garante total impunidade por qualquer crime até a idade de 18 anos, esses mesmos bandidos, infiltram-se nas fileiras policiais e está aí o que vês nos telejorjais; o ESTATUDO DO DESARMAMENTO, este, por ser demasiado longo indico-lhe o site ARMARIA ONLINE.

  67. Camões diz:

    Isso também acontece em Portugal Lucky Luckyan (LL) mas apenas até aos dezasseis anos e aqui ainda é pior porque estamos em pleno 1º? mundo e aqui a Polícia é desautorizada pelo próprio Estado, aqui há inumeros casos em que “bandidos” ou “cidadãos de bem” atacam as esquadras tal como aconteceu, creio que no Rio de Janeiro, aquando das acções do PCC. O problema é que quem faz isso cá não são grandes mafiosos como “as gentes do PCC” mas grupos de marginais que por vezes se intimidam quando vêm um Homem com mais de 1,80m e 85Kg armado. Pois imagine o que um grupo como o PCC não faria cá.
    O problema é que aqui o “peixe miúdo” faz o que quer e a sorte é que ainda! não há “peixe graúdo”. Aí sim haverá problema!

    No entanto rogo-lhe que veja os comentários do “Mafia Caps” tal qual indiquei no post anterior.

  68. Camões diz:

    Stran! Stran! Stran!
    Stran!

    ONDE ESTÁ O MEU AMIGO STRAN QUANDO É PRECISO!

    STRAN! STRAN! Ó STRAN!

  69. Lucky Luckyan diz:

    Camões, li os comentários do tal mafia caps, fala sério: se continuar a aceitação massiva de outras etnias em Portugal e Europa sem nehum controle o cara tem razão, Portugal vai ser mulato pois o negros reproduzem muito mais do que os brancos (ver o livro RAÇA, EVOLUÇÃO E COMPORTAMENTO), pois não pensam no futuro dos filhos, já o branco procura ter menos filhos para dar um futuro melhor a eles (qualquer semelhança com o filme IDIOCRACIA não é mera cincidência) e ainda contam com o assistencialismo e proteção deste governo socialista, que cobra altos impostos da população produtiva e repassa a vagabundos que só trazem a desunião. Se você observar o que acontece no Brasil, verá o que espera Portugal.
    Só um aparte: O PCC é de Sao Paulo, no Rio de Janeiro é comando vermelho, que começou como braço armado das milícias esquerdistas na d´´ecada de 60( os mesmos que estão no governo hoje) é uma pandemia que só ira mudar se cair um asteróide sobre Brasília em dia de votação de aumento para políticos.

    Vamos lutar para que se criem condições de trazer nossos irmão portugueses de volta, para repovoar o interior, para frentes de trabalho popular, pois infelizmente um dia poderemos ser minoria aqui.

  70. Camões diz:

    Mas é assim tão dificil de perceber??? É que na Europa 80% da população aplaude a chegada de imigrantes.

    Obrigado pelo esclarecimento em relação ao PCC, eu não percebo nada de máfias, talvez porque este país (ainda!) é dos mais seguros da Europa e consequentemente do Mundo.

    “Vamos lutar para que se criem condições de trazer nossos irmãos Portugueses de volta, para repovoar o interior, para frentes de trabalho popular…”
    Os Portugueses que actualmente imigram para o Brasil vão, ou para São Paulo e Rio de Janeiro (onde não contrabalançam com a chegada de Nordestinos) ou para o Nordeste. Outro problema é que muitos dos Portugueses que para ai vão atualmente vão para fugir á justiça… Qual quer dia têm aí o Pinto da Costa!!
    Agora a sério, eu creio que a solução seria fazer do Brasil um Estado Federal em que cada Estado se comportasse como um país soberano, unidos por um Homem ou governo e que cada Estado pudesse controlar a imigração. Aí, nesse cenário, os Estados do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e (aquele cuja capital é Vitória, a Norte do Rio) deveriam priveligiar a sua população Europeia e mostrar que se houvesse muitos não-Europeus aí, se poderiam separar do Brasil. Assim, as outras etnias tomavam noção de que vivem á custa dos motores desse país. Mas como este quadro é impossível… Quando o Rio, Minas e São Paulo forem mulatos ou pardos, o Brasil deixará de ser o Brasil, passará a ser um país Sul Americano qualquer chamado Negril e não terá quaisquer laços com o mundo civilizado, tornar-se-á uma simples ex-colónia, um país que muito dificilmente (ainda mais!) será respeitado a nível Internacional.
    Outro erro enorme, na mainha opinião, foi tirar o estatuto de Capital ao Rio de Janeiro, isolar a política do centro Cultural e Económico de um país, para pôr a Capital isolada á mesma distância de todos é um golpe muitissimo doloroso.
    Cá para mim, os políticos que estavam sediados no Rio começaram a ver o crescimento das favelas, sentiram-se inseguros foram-se embora. E olha que vai ser dificil tirarem-me isso da cabeça. Também ninguém me tira da cabeça que a ascenção da cidade de São Paulo face á do Rio de Janeiro tem alguma relação com a usurpação de que a cidade marivilhosa foi vítima, quando(?) a sua população europeia começou a descer face ás outras percentualmente, enquanto São Paulo via entrar muitos e muitos migrantes europeus.

  71. Camões diz:

    “Um dia poderemos ser minoria aqui”
    Um dia? Vê-se mesmo que estás no Sul ou Sudeste do país!
    Segundo, creio que, o último censo do IBGE a população branca era de 53% olha como o “povo da favela” se reproduz e diz-me lá se em 10 anos eles não acabem com esse 3%? E mais não estou a contar com aqueles filhos de brancos com índias que não se parecem pretos e se declararm como brancos, ou o Nordestino mais claro da vila que de tanto ser chamado branco, acredita que é de ascendência predominantemente Europeia e que pensa que passa despercebido em qualquer país Europreu (e provávelmente nem na Turquia o coitado é considerado Europeu!).
    E olha que é díficil passar por Europeu num cantacto mais familiar com populações estranhas, eu quando vou a Espanha topam-me logo como Português (porque não ando aos gritos e por causa da língua), quando vou a Inglaterra topam-me logo como “Ibérico” e chamam-me Espanhol, o que me deixa deveras irritado. Houve um que me deu o título de “Calm (ou Quiet?) Spanish”, deveria querer dizer “Portuguese”…

  72. cidadão livre diz:

    «Também ninguém me tira da cabeça que a ascenção da cidade de São Paulo face á do Rio de Janeiro tem alguma relação com a usurpação de que a cidade marivilhosa foi vítima, quando(?) a sua população europeia começou a descer face ás outras percentualmente, enquanto São Paulo via entrar muitos e muitos migrantes europeus.»

    Os brasileiros de origem alemã/italiana têm uma opinião diferente. Rio de Janeiro foi povoado essencialmente por portugueses o que segundo eles justifica o atraso e a decadência dessa cidade, enquanto São Paulo é povoado por imigrantes italianos e alemães, o que segundo eles, estará na base do sucesso dessa cidade, em contraposição com o Rio. Não os pretos/mulatos nordestinos, mas sim a comunidade portuguesa, a causa do atraso do Rio de Janeiro para estes brasileiros italianos/alemães/polacos.

  73. Camões diz:

    Cidadão Livre,
    São Paulo foi colonizado pricipalmente por Italianos e PORTUGUESES (os Alemães não foram assim tão importantes)*, o Rio foi colonizado principalmente por Portugueses.
    São Paulo, na minha prespectiva, começou a sua ascenção muito depois do Rio, daí os negros/nordestinos se sentirem mais atraídos pelo Rio que por São Paulo.
    E realmente concordo com esses brasileiros de origem Italo-Alemã, mas também muitos PORTUGUESES, que afirmam que o Rio experimentou esse processo de decadência devido ao facilitismo deste povo de brandos costumes ao permitir a vinda de negros/nordestinos para o Rio.
    Eu não fujo ás responsabilidades históricas…
    “… o atraso e decadência dessa cidade…”
    Qual atraso? Existem 4 grandes cidades na América Latina:
    Buenos Aires, São Paulo, Rio de Janeiro e México e tirando o México – mais atrasado e decadente – as cidades são concorrentes umas das outras, estando ao mesmo nível!!! O Rio de Janeiro foi a única dessas cidades que se viu despromovida do estatuto de capital e mantém-e ao mesmo nível das outras… imagina como seria o Rio mantendo-se como capital…

    *Eu creio que não se deve de falar de Luso-Americanos ou Italo-Americanos. Nunca oviu a expressão melting pot? Quer dizer que os imigrantes EUROPEUS que foram para as américas conseguiram por de lado as suas nacionalidades e, não perdendo a sua idetidade/tradições formaram novas nacionalidades. Brasil, Estados Unidos, Argentina não foram colonizados apenas por Ingleses, Portugueses e Espanhóis, “Melting Pot” alude ao facto de que virtualmente qualquer Europeu conseguiria integrar-se e aumentar o poder da nova nação.

  74. Lucky Luckyan diz:

    cidadão livre:

    O crescimento de São Paulo começou por uma série de outros fatores, notadamente a atividade dos Bandeirantes (origem Portuguesa) que fez crescer não só São Paulo como foi a responsável pelo aumento do território nacional (ver SÃO PAULO na wikipedia). São Paulo cresceu então em vista das oportunidades que surgiram, já o Rio recebeu um fluxo desordenado de imigrantes de diversas origens sem estar pronta para absorver o mesmo. (ver rio de janeiro na wikipedia), bem como a perda de sua força polítia e econômica para Sampa e Minas.

  75. Argh diz:

    Enquanto os nordestinos continuarem a mandar no Brasil e o resto da nação, principalmente o sul, que produz e carrega este país nas costas não for tomado por uma legítima revolta, o Brasil só vai regredir. O problema é que o Lula é ignorante, alcoólatra, mas não é burro, pelo contrário, é muito esperto. Com a política assistencialista dele, garante o apoio de uma parcela enorme da população, é o pão e circo! O governo foi tomado de assalto por uma corja de parasitas que mandam em todos os órgãos federais. O critério para a a aquisição de tais cargos é o seguinte:
    “ser companheiro”, entenda-se: ser do PT. A situação do Rio é de guerra civil. Pela geografia da cidade, ao lado de edifícios de alto luxo estão os morros. A única solução talvez seja a proposta pelo ex-presidente João Baptista Figueiredo, já falecido: soltar uma bomba atômica lá em cima e começar do zero. A cidade mais bonita do mundo está nas mãos de bandidos. Não é fácil para a polícia resolver o problema, existem facções criminosas altamente bem organizadas e armadas com um arsenal de guerra, nenhuma polícia do mundo consegue, pelos meios convencionais, enfrentá-los, são recebidos a granadas, bazucas, AR 15, morteiros, tanto que o hospital Sousa Aguiar recebe anualmente grande número de médicos americanos e europeus para se especializarem no tratamento de pessoas feridas por tiros de fuzil, antes de partirem para acompanhar os exércitos de seus respectivos países! Não é fácil meus caros amigos e irmãos portugueses, a situação chegou ao caos! Infelizmente as perspectivas são negras!

  76. Argh diz:

    Outro ponto: no Brasil só vai preso quem é pobre, rico rouba e fica impune! Os maiores corruptos são os políticos, que só fazem legislar em causa própria e espoliar o país, com raríssimas exceções, é uma classe nefasta! O poder judiciário não tem moral para julgá-los, submetem-se a pressões políticas e eles mesmo tem o rabo preso. A solução é o paredão! Posso ser alvo de críticas e creio que serei pelo que vou dizer, mas o Brasil só se salvará se tiver um governo de mão-forte, que tenha vontade política de mudar o sistema colonial que impera no país desde as capitanias hereditárias, certos “coronéis” do norte e nordeste, políticos ladravazes que só fizeram prejudicar a nação por gerações, deveriam ser degredados e terem seus bens confiscados, ou serem fuzilados. A opção seria deles. O congresso teria que ser fechado, pois é um lugar onde só prevalecem interesses privados, seus membros prestam um grande desserviço ao país, só o facto do Senado federal e da Câmara dos Deputados serem fechados faria um bem inestimável ao Brasil, pois só atrapalham o desenvolvimento do país, e usam a função política para ganharem dinheiro e se beneficiarem de suas transações escusas! Seriam realizadas novas eleições, com regras diferentes, quem for patriota e quiser ajudar o Brasil que se candidate, se for eleito, que tome posse de seu mandato, sabendo que pelo serviço que prestará ao país receberá uma remuneração simbólica, vinculada ao salário-mínimo. Com isto só entrarão na política cidadãos realmente compromissados com a causa pátria e bem sucedidos em sua vida privada, não necessitando roubar ao erário, como atualmente sucede!

  77. Raphael diz:

    Há um certo tempo eu me enchia de ódio quando criticavam o meu país e o meu povo, mas de uns tempos pra cá eu percebi que muitas vezes nós não somo o que achamos que somos, somos o que dizem que somo. E percebi que na verdade o grande problema do Brasil é o povo, tem pouco a ver com a história, mas tem. Um país nao avança sem patriotismo. Para a nação o patriotismo é tudo. Que politico roubaria a sua própria nação? Que cidadão reelegeria um politico sabidamente corrupto, ou sonegaria um imposto? Sabendo que isso só prejudicaria o seu amado país? Eu nao sei o que se passa por aqui, mas me parece que as pessoas vêem o Brasil como uma empresa, onde se fica por necessidade ou para encher os bolsos de dinheiro e ir embora para outro lugar. É como uma casa alugada, uma moradia temporaria, sei lá.
    Outra coisa que não se tem no Brasil é História, não porque nao teve, mas porque já foi esquecida. O país ainda vai sofrer muito com isso, talvez até numca mude. Mas, como se diz em muitos casos aqui: “a esperança é a ultima que morre.”

  78. Raphael diz:

    desculpem algumas faltas de “S” é mal contato…

  79. Camões diz:

    Raphael, por acaso andaste numa escola, de nome Roque Gameiro?

  80. Camões diz:

    Sublinho as palavras do Raphael (que acho foi meu colega de escola???).
    Quanto ás palavras do Argh… reconheço que é um grande observador da realidade que o rodeia mas chega á conclusão errada.

    ” … mudar o sistema colonial que impera no país…”
    O país padece de valores culturais fortes, uma identidade Europeia (colonial) seria um factor de união e um vector de desenvolvimento (se bem que corresponde a tornar a discriminação que é camuflada em política de Estado) para o país. Não venham dizer que não há uma relação entre Europa=Sul do Brasil=Vida Melhor.
    Eu bem que compreendo as dificuldades dos não-europeus no Brasil, e na bola de neve em que são apanhados mas mais vale sermos uma vez injustos do que viver em guerra civil não declarada como se vive no Rio. E olhem que os negros são as primeiras vítimas. Mandá-los de volta para Àfrica de maneira pacífica através de incentivos á emigração seria uma boa maneira de rudizur os problemas do país. Quanto mais Europeu o Brasil for, mais civilizado será.

    A sua ideia em relação ao novo tipo de eleições é no mínimo ridícula. Só um governador que ganhe tanto dinheiro que não se tenha de preocupar com jogos de poder é que vai ser imune a corrupções e servirá a população, pois não tem mais objectivos privados por atingir. E ao apoiaram Lulas…

    Eu acho que a solução para o Brasil reside na sua falta de identidade. O Brasil deve-se assumir como um Estado Euro-Americano e deve fazer de tudo para ser de facto um Estado Europeu nas Américas. Penso que se deveria começar pelo Sul e ir criando um país Europeizado, mais ligado á Europa e que fosse estável e duro. Sem medo de intrevir militarmente no Rio de Janeiro ou onde fôr preciso, mesmo contra o próprio povo. Outro grande problema do Brasil é como se ver livre dos milhões de pobretões de sua maioria não Europeus. Essa questão é muitissimo complicada de resolver éticamente mas talvez a emigração para Angola ou outros países Africanos em desenvolvimento fosse uma solução. O Brasil só lá vai com uma revolução que será extremamente violenta e que só acontecerá quando a comunidade internacional o permitir, ou seja quando ninguém se importar com o Brasil ou o seu governo á escala mundial. Principalmente a Argentina e os países da NATO. O confronto é latente entre a população Europeia rica mas em decadência quer demografica quer económicamente e o resto da população não europeia (Negros, Nordestinos, Emigrantes Nativo-Americanos dos países fronteiriços) que é pobre mas está em ascenção, quer a nível de consciencialização dos seus direitos, quer a nível económica. Já para não falar da explosão demográfica. O confronto acontecerá quando se instalarem ódios entre Nordestinos e Europeus no Norte e Negros e Europeus no Sul. Aí o país ficará dividido em dois e correrá o risco de uma guerra civil, ou não se as populações Europeias não emigrarem em massa ou se o Sul e Sudeste do Brasil se tornar étnicamente limpo, isso dividirá famílias e amigos, será um acontecimento triste, mas é para onde o Brasil caminha. O pior de tudo, é que apesar do que se passa(rá) aí na Colónia, a Europa não terá possibilidades nem de acolher nem de prestar auxilio aos Brasileiros pois a Europa está a caminhar para aquilo que o Brasil é hoje (pesquisem no google “braziliation of europe”). Por isso é que é imperativo que todos lutemos pelas nossas identidades hoje enquanto há tempo, porque senão o inferno brasileiro espera os nossos descendentes e a nossa superior civilização que herdámos dos nossos antepassados pode não resistir devido á nossa inferioridade perante a tarefa de a aguentarmos ás costas.

  81. Raphael diz:

    Camões, eu nao concordo com esse seu ultimo comentario.
    O Brasil nao tem que ser uma Europa nas américas, o Brasil tem que ser o Brasil, só que um Brasil decente. Qundo eu disse que nós somos o que nos dizem, eu quiz dizer que: somos o que nos dizem, e não o que nos falam para ser, e nem o que achamos que somos. Porque se nos tornar-mos uma Europa nas américas voltaremos a ser colonia. O que se precisa fazer aqui é parar com o pensameto provinciano (no sentido literal), e pensar como A Republica Federativa do Brasil.
    Que fica na américa do sul e não na europa, diga-se de passagem.

  82. Camões diz:

    “O Brasil não tem que ser uma Europa nas Américas, (…) o Brasil tem de ser o Brasil.”
    Se esse Brasil não tiver a orientação Europeia que sempre teve e está agora a perder, não sairá da serpa torta. Se é para ser o país que é hoje mais valia ser uma colónia como as Ilhas Caimão, não?

    São os Estados Unidos, a Austrália, a Argentina, o Canadá colónias? Por amor de Deus!!!
    Independência significa que o novo país já não tem de receber ordens da “Metrópole”, não significa entregar o poder para quem o quiser apanhar, e aliás… quer se queira quer não quem manda de facto no Brasil são aqueles de ascendência Europeira. O problema não é se o poder vai ficar nas mãos de brancos, pretos ou de Portugal. Isso é um pouco ridiculo! Ou o Brasil se assume como uma Europa na América do Sul como a Argentina, o Uruguai e em menor medida o Chile ou então está condenado ao fracasso.
    (Por acaso o senhor Raphael andou numa escola, de nome Roque Gameiro?)

  83. Raphael diz:

    O Brasil tem que ser o Brasil sim senhor. Mas não mantendo esta politica atual. Você alguma vez ja veio para cá? Sabe a influencia economica que o Brasil tem sobre os outros países da américa latina? E outra coisa, o EUA, Canadá e Austrália no se assumiram eruopeus como você diz, e são o que são. Então não venha me dizer que se assumir europeu é melhor porque não é isso que faz um país melhor. O que melhora um país é a determinação de um povo.

  84. Raphael diz:

    Desculpe os erros, é a pressa….

  85. Camões diz:

    Quando eu digo “assumir-se como Europeu” não é declarar-se parte da Europa é, segundo Samuel Huntington, pertenser-se á civilização Ocidental. Compreende? É claro que todos os países que enumerem se assumem como Europeus. Ou pelo menos a sua população não difere da Europeia. Essa é a questão, a partilha de valores.
    Nunca fui ao Brasil (com imensa pena. Visitar-vos-ei um dia!) mas olhem á vossa volta, escolham se querem seguir uma Argentina, um Uruguai, se querem ser uma Bolívia ou se querem ser uma Angola.
    A decisão está nas vossas mãos!
    Um país não funciona com uma elite Europeia e uma massa amorfa não-europeia. As revoltas acontecerão, e aí (qual África do Sul) só espero que o Rio e São Paulo se assumam como Estados do Sul do Brasil.
    Agora esta minha profecia só se realizará lá para depois de 2050.
    Quanto á sua última frase, se a elite for diferente do povo, a determinação do povo será derrubar a elite a qualquer custo (como em África, na Bolívia, Venezuela).
    Pense nisso um pouco e verá que tenho razão.
    PS-O Raphael está a falar do Rio, não está?

  86. Raphael diz:

    Por aqui é muito dificil de falar, porque nao se tem muita mobilidade… se quiser me adicione no msn raphaelortiz@hotmail.com
    E eu sou de Curitiba, capital do estado do Paraná, no sul do Brasil.
    Talvez assim no entendamos melhor.

  87. Raphael diz:

    Eu entro la pelas 20 UTC, quando eu chegar em casa…

  88. Raphael diz:

    Eu não sei até onde você conhece o Brasil, mas quando eu digo que depende da vontade do povo, eu quero dizer que é preciso deixar de acreditar na “lei de Gérson”, e começar a se comportar como um povo decente, que nao se preocupa somente com seus direitos, mas tem consciencia dos seus deveres como cidadãos.
    A questão não é racial, aqui as raças conseguem viver em harmonia (pelo menos isso de bom), a questão tem cunho historico (não tem nada a ver com portugal).
    O que eu percebo que aconteceu, é que depois que a ditadura acabou a população se despatriuo, se quiser eu te explico como foi. Eu entendi o que você quis dizer, até concordo em partes. Eu só quero fazer você entender o ponto de vista de quem esta vivendo isso.

  89. xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx diz:

    < Anterior .

    27-08-2007 – 14:54
    17,74 metros
    Nélson Évora celebra com a bandeira portuguesa a medalha de ouro no triplo salto conquistada hoje nos Campeonatos do Mundo de Osaca, a decorrer no Japão. Évora ganhou a prova no terceiro ensaio com um triplo salto de 17,74 metros. Com esta distância, o atleta português fez a segunda melhor marca da temporada e acrescentou 23 centímetros ao recorde nacional. Foto: Ruben Sprich/Reuters

  90. xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx diz:

    Enquanto alguns extremistas/nacionalistas pensam em correr com os Pretos!… Este jovem atleta ‘preto’ traz a medalha d’Ouro, e o orgulho da bandeira e repesentacao Portuguesa para casa. Isto constitue uma excelente vitoria contra o mal e as mentes racistas.

    Obrigado Nelson Evora, por dignificar o povo de Portugal!

  91. E eis a voz dos fundadores de nossa pátria. Pena que, por aqui, parece que vocês se desaculturaram, ao invés de domesticar o resto. Resíduos da utopia de Cocanha, quem sbe. Mas insisto sermos um país ocidental, tanto quanto vocês, dos quais herdamos 90% da cultura, hula-hula à parte. Palavra de um 25% português, 12,5% espanhol, 50% italiano e 12,5% não-sei.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: