Objectos contundentes e jornalistas ignorantes

03/21/2008

O drama da geração educada no pós-25 de Abril é não saber quanto são dois mais dois sem recorrer a uma calculadora. Se a Aritmética é esta desgraça, em Língua Portuguesa a tragédia assume contornos pavorosos. No Portugal Diário, que se gaba de ser o site de notícias online mais frequentado pelos portugueses, um jornalista noticiava, ontem, que uma mulher foi encontrada morta em Alfama, “com sinais de ter sido degolada por um objecto contundente”. Imagino que, se o cadáver tivesse hematomas no corpo, o escribazeco do Portugal Diário diria que tinham resultado de pancadas com um objecto cortante.


Diplomas comprados?

03/21/2008

No site da TVI, leio este espantoso parágrafo: “Cerca de 1400 alunos de engenharia de Coimbra concluíram a licenciatura sem ir às aulas, pagando até 650 euros pelo diploma do curso.” Há mais umas linhas que não explicam tudo, mas parece que se trata de  “estudantes com bacharelato, que reingressaram no Instituto Superior de Engenharia do Politécnico de Coimbra”, acrescenta o site da TVI, citando o Correio da Manhã.  Ou o engº Sócrates tem uma assessoria de Imprensa espantosamente eficiente (“spin doctors”, como dizem os ingleses) ou nasceu com o dito cujo virado para a Lua. É quando a “professoragem” se arregimenta e salta para as ruas, com medo de ser obrigada a trabalhar e com competência, que acontecem destas notícias. Perante isto, mais o que se viu na TV, com aquela rapariga a fazer gato e sapato de uma professora, qualquer pessoa de bom-senso e bem formada pede, seja a quem for, que mude isto. Porque para pior, já não se consegue ir.


Protectores dos animais

03/20/2008

Na TVI (passe a publicidade) acabo de ouvir Miguel de Sousa Tavares a zurzir nas associações de amantes de rotweilers, pitbuls e outras bestas perigosas, depois de mais um adorável cãozinho desses ter atacado mais uma criança. Não gosto do comentador da TVI, que se inclina demasiado para a Esquerda e, como escritor, não é grande coisa. Mas no que diz respeito à opinião sobre estes cãezinhos e seus donos, estou de acordo.


O “Ensino” de Esquerda

03/20/2008

E aqui está um óptimo exemplo do resultado das políticas permissivas esquerdóides, implantadas no pós-25 de Abril, no sistema de ensino português. É nisto que dá achar que se educa apenas com diálogo.