Pelos esgotos da Europa

O “capelão” muçulmano da Universidade de Harvad defende a pena de morte para os muçulmanos que se convertam e abandonem a fé islâmica. Cerca de 70 por cento dos detidos nas prisões de Copenhague são de origem muçulmana. Perto de 64 por cento dos jovens filhos de pais muçulmanos não conseguem ler nem escrever em dinamarquês, depois de 10 anos de escolaridade. Um em cada quatro jovens de origem árabe/muçulmana, na Dinamarca, já foi condenado por um crime. TODOS OS 41 casos de violação, com utilização de violência agravada, investigados pela polícia de Oslo, nos últimos três anos, foram cometidos por imigrantes de origem africana ou curda. Muçulmanos portugueses apelam à guerra santa, nos já habituais foruns da Comunidade Islâmica online e prometem vitória sobre todos nós, com imagens de Bush e do Papa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: