A restauração do Al-Andaluz

“A ameaça do islamismo radical, de matriz jihadista salafista, continua bem presente e dinâmica, com o objectivo da restauração do Califado em geral e do Al-Andaluz em particular, pois consideram a sua perda, o ponto de inflexão histórico em que se inicia a decadência do Islão, constituindo por isso, a sua recuperação, uma das suas principais prioridades.” (…)

“José Manuel Anes, professor universitário e vice-presidente do Observatório de Segurança, Crime Organizado e Terrorismo (OSCOT), referiu em Lisboa, durante uma conferência sobre terrorismo, realizada na Sociedade Histórica da Independência de Portugal, na qual foi orador, que as organizações terroristas estão cada vez mais implantadas na Península Ibérica e no Norte de África. O anel operacional da Al-Qaeda, que está a rodear Portugal, apresenta duas realidades distintas de riscos terroristas, uma localizada na Catalunha, em Espanha, e a outra na Argélia e em Marrocos, o que deve ser factor de preocupação para o nosso país.”

– a ler c om atenção, aqui.

One Response to A restauração do Al-Andaluz

  1. . diz:

    Como os muslims justificam a intolerância

    http://maislusitania.blogspot.com/2009/12/o-islao-e-2-2.html

    maislusitania blogspot com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: