Um jornalista tanso, Augusto Freitas de Sousa, e uma pergunta racista: Será que os judeus são dotados de humanidade?

Descobri há pouco uma longa reportagem sobre muçulmanos em Portugal, da autoria de um jornalista chamado Augusto Freitas de Sousa, recentemente publicada no Jornal de Notícias. O enorme artigo é um chorrilho de elogios à comunidade muçulmana e dá guarida a insultos a Portugal e ao Ocidente, da parte de líderes da referida comunidade, idênticos a esta autêntica pérola: a existência de um maior número de convertidos ao islamismo tem a ver com o facto de “(…) a sociedade ocidental “estar podre, entre roubos, violações e adultérios”, diz Yiossuf Adamgy e o jornalista, obediente, cita, sem sequer perguntar ao sr. Yiossuf Adamgy porque é que vive no meio desta nossa sociedade corrupta e não vai viver para o Paquistão ou para a Arábia Saudita.

Apontado como um muçulmano moderado e bem integrado na sociedade Portugal, o sr. Yiossuf Adamgy é um lobo que veste muito bem a pele de cordeiro. Na revista islâmica Al-Furqán, de que o sr, Adamgy é director, encontram-se textos racistas, violentamente anti-semitas e faz-se o elogio do nazismo, como se pode ver num artigo publicado na edição nº 41, correspondente aos meses de Janeiro e Fevereiro de 1988, com o título “Será que os judeus são dotados de humanidade?”.

Uma breve passagem desse mesmo artigo:”O judeu não possui boas qualidades; não conhece a misericórdia, nem a simpatia; odeia toda a gente que não seja judeu (…) está demonstrado que as qualidades dos judeus são desumanas (..)”. A argumentação é baseada em frases retiradas da Tora e do Velho testamento. O artigo termina com a seguinte conclusão:“Por consequência, os judeus são inimigos de todos aqueles que não o são, e procuram fazer-lhes todo o mal possível. Talvez tenha sido por isso que Hitler quis aniquilar este maldito povo”.

Mas o sr. Yiossuf Adamgy não se fica por aqui. Todos os anos organiza a Feira do Livro Islâmico (que se realiza na Mesquita de Lisboa e é apoiada pelo Xeque David Munir), onde divulga publicações traduzidas e editadas por si, da autoria de extremistas anti-semitas e defensores da supremacia branca (ironia das ironias, quando o sr. Adamgy é claramente de origem indiana ou paquistanesa…).

Nos escaparates da feira podem encontrar-se diversas obras de carácter “pedagógico”. Entre elas o livro “Como o Terrorismo Israelita e a Traição à América Causaram o Ataque de 11 de Setembro” de David Duke, ex-líder do Ku Klux Klan e presidente do European-American Unity and Right Organisation (curiosamente, a Biblioteca de Beja também oferece aos seus leitores duas obras do mesmo David Duke, ambas traduzidas para português e editadas em Portugal pelo sr. Tiossuf Adamgy)

Com muçulmanos moderados como o sr. Yiossuf Adamgy e jornalistas tansos como o sr. Augusto Freitas de Sousa, que “engole” todas as tretas que lhe põem à frente sem questionar nada, Portugal e os Portugueses bem podem limpar as mãos à parede…

PS: Já temos quase 740 mil visitas a este blogue. Quando chegarmos às 800, vamos fazer um post especial, com excertos dos artigos mais visitados e comentados…

7 respostas a Um jornalista tanso, Augusto Freitas de Sousa, e uma pergunta racista: Será que os judeus são dotados de humanidade?

  1. Anónimo diz:

    esse tal jornalista o digno seguidor do metodo Joseph Goegbles, que através da mentira, e intoxicação dos midia manipulam a opinião publica. Esse Jornaleto é de esquerda, fascista, racista, heterofobico, cristanofobico, gayzado e anti familia.
    Hoje é sabido que a estrategia da esquerda para se perpetuar no poder, visto que todos os outros chavões já estão gastos esta a aliar-se aos muçulmanos. Estão a alimentar o lobo que os vai comer———–

  2. Anónimo diz:

    Obrigado pelos elogios. É sempre bom ver o trabalho reconhecido. AFS

  3. Anónimo diz:

    Ainda há “muitos ignorantes e a prova disso é quando olham para os muçulmanos como imigrantes, quando na realidade, a maior parte são portugueses oriundos de ex-colónias de Portugal”, refere.

    “o olhar é diferente nos países não islâmicos, apesar da integração em Portugal ser natural, uma vez que a maioria provém das ex-colónias portuguesas”.

    Já no resto da Europa, sustenta, “é diferente”. Por exemplo, em França, os muçulmanos são de Marrocos, da Argélia e da Tunísia, tudo ex-colónias “onde os franceses não ficaram, não se integraram, ao contrário dos portugueses”.

    TAQIYA!

  4. Anonymous diz:

    MEMRI:

    Sheik Ahmad Abu Quddum of the Jordanian Tahrir Party, Discusses Jihad against Germany, Vows to Annihilate Israel, and Pledges to Impose the Jizya Poll Tax on Non-Muslims

    Following are excerpts from an interview with Sheik Ahmad Abu Quddum of the Jordanian Tahrir Party, which aired on JoSat TV on December 8, 2011:

    Interviewer: Should the Muslims fight the People of the Book [i.e., Jews and Christians], in order to force them to pay the jizya poll tax? Should the Muslims fight all the People of the Book worldwide?

    Sheik Ahmad Abu Quddum: This fighting is in order to remove obstacles. It is waged against countries, not against individuals. When we declare Jihad against Germany, for instance, it is declared against the German state, for refusing to allow Islam to spread to the people of Germany. We give them a choice: Either to convert to Islam, or to pay the jizya and submit to the laws of Islam. The jizya is the only tax paid by non-Muslims, whereas the Muslims pay the zakkat, the kharraj, and the rikkaz, as well as other taxes, if there is not enough money for the army…

    Interviewer: So why does it come as a surprise that the Europeans fear you, when you say that we should fight them all…

    Sheik Ahmad Abu Quddum: We should fight the states and the armies, not the people…

    Interviewer: Exactly, you want to fight the states…

    Sheik Ahmad Abu Quddum: We will not fight the people, we will not kill the people, but if a certain state insists on preventing the spreading of Islam on its soil, we will fight that state.

    Interviewer: So Samuel Huntington’s book The Clash of Civilizations, and even before that, Fokoyama, who predicted that the next conflict would be between Islam and the West… What you are saying means that they were right…

    Sheik Ahmad Abu Quddum: There is indeed a clash of civilizations. They brought colonialism to us… If not for Jihad, Islam would not have reached us and all the other places. Within a quarter of a century, Islam reached most of the ancient world by means of Jihad. The common people want Islam. Anyone who doesn’t can stick to his own religion. Here in the Levant, most of our forefathers were not Muslims, but they converted to Islam because of its goodness and justice. The small minority in the Muslim countries that remained…

    Interviewer: Fine. Let me just ask you an important question. So, we are commanded to fight in order to spread the religion of Allah…

    Sheik Ahmad Abu Quddum: Yes, this is Islam’s way of spreading.

    […]

    Interviewer: If you come to power, will you liberate Palestine?

    Sheik Ahmad Abu Quddum: Yes, yes. Jihad should be declared in order to annihilate Israel. This is a monstrous entity that must be eradicated.

    Interviewer: Would you agree to a Christian becoming finance minister, for example?

    Sheik Ahmad Abu Quddum: No, I wouldn’t. For starters, there are no ministries in Islam. There is an official who is empowered [by the imam]. This is one of the ruling positions, which are exclusively for Muslims. Anyone who is part of the rule – the head of state, who is the Caliph, the empowered official, the executive official, the wali, or the governor – must be a Muslim. Moreover, he must be a man.

    […]

    European countries live in prehistoric, prehuman times. Gay marriage – women with women and men with men… Is that your secularism??!

    Political activist Omar Abu Rassa: Is that all you’ve seen in the West?!

    Sheik Ahmad Abu Quddum: The millions who took to Wall Street shouted: “The people want to topple the regime.” Don’t you cut me off.

    Omar Abu Rassa: The only thing you saw in the West was homosexuals? That’s the West for you?

    Sheik Ahmad Abu Quddum: What else do they have?

    Omar Abu Rassa: Scientific accomplishments, freedom of thought…

    Sheik Ahmad Abu Quddum: What scientific accomplishments?! We [Muslims] brought them there.

    […]

    The future belongs to Islam. The Islamic caliphate is bound to come, as was foretold by our Prophet Muhammad. That there will be a caliphate following the path of the Prophet Muhammad.

    […]

  5. Anonymous diz:

    O que dá o Multiculturalismo (Islamófilo):

    Islão conquista a Europa
    (França é a primeira região já consagrada na Eurábia)

    Quando o assunto começa a fazer parte das preocupações do periódico Nouvel Obsesvateur, nestes termos, então é porque a coisa está a atingir patamares de extrema gravidade.

    – Sabia que as jovens mulheres muçulmanas exigiram ser isentas das aulas de Biologia e Desporto, não sendo penalizadas nas suas notas finais? (Fonte: Nouvel Obs).
    – Sabia que os muçulmanos têm horários próprios que lhes são reservados exclusivamente para as piscinas? (Fonte: Análise da Política).
    – Sabia que as estudantes muçulmanas, no exame, conseguiram que legalmente possam ser acompanhadas por seus maridos e examinadas por uma mulher? (Fonte: Nouvel Obs).
    – Sabia que uma associação de muçulmanos, na Universidade de Paris, põe em causa o direito de um professor de “cultura ocidental” para julgar o trabalho de um estudante muçulmano? (Fonte Express).
    – Sabia que os muçulmanos estão a lutar por conseguir a abolição do Natal, em algumas escolas primárias?
    – Sabia que os estudantes muçulmanos, usando como desculpa a lei da laicidade, pedem a remoção de árvores de Natal em várias escolas, mesmo nos jardins de infância? (Fonte: Le Parisien).
    – Sabia que os muçulmanos procuram obter a proibição de comer carne nas escolas francesas, onde eles são maioria?
    – Sabia que os muçulmanos estão a exigir licença adicional, para as suas férias islâmicas?
    – Sabia que os muçulmanos exigem salas de oração nas nossas escolas, nos liceus, ginásios e universidades?
    – Sabia que os muçulmanos estão a exigir a amenização dos seus horários nas escolas, universidades e locais de trabalho, para a prática das suas cinco orações diárias?
    – Sabia que os muçulmanos exigem uma revisão dos nossos livros de história, para incluir a história do seu país e da sua religião? (Fonte: Nouvel Obs).
    – Sabia que nos nossos livros didácticos, serão excluídas todas as referências a Charles Martel ou à Joana d? Arc, a fim de não ofender os muçulmanos franceses?
    – Sabia que os funcionários públicos muçulmanos exigem trabalhar com um chador?
    – Acredita que médicas e estudantes de medicina muçulmanas exigem apenas tratar as mulheres? (Fonte: Le Monde, Le Figaro).
    Sabia que os médicos são espancados se tratarem as mulheres muçulmanas, sem o consentimento de seus maridos? (Fonte Le Monde, Le Figaro).
    – Sabia que nas faculdades, predominantemente franco-africanas do Magrebe, existem inscrições: “Morte aos Judeus”, “Morte aos cristãos” ou “Viva o Bin Laden?
    – Sabia que durante as manifestações contra a guerra no Iraque, alguns “pacifistas” muçulmanos exibiam retratos de Bin Laden ou Saddam? (Fonte: As Verdades 4).
    – Sabia que o selvagem chamado Djamel, que queimou viva a jovem Sohane, foi aclamado na sua cidade de Val de Marne, durante a sua presença na reconstituição dos factos? (Fonte: JT de France 2).
    – Sabia que os jovens negros e muçulmanos que queimaram vivo um guarda de segurança branco, num supermercado em Nantes (2002), não sentiram remorsos e mostraram-se orgulhosos? (Fonte: Depoimento de advogado).
    – Sabia que um manual de boas condutas ” lícitas e ilícitas no Islão”, vendido em França durante 10 anos, explica como um bom muçulmano deve bater na sua esposa: ‘com a mão’, ‘chicote’ ou ‘pedaço de madeira?” (Fonte: L’Express).
    – Sabia que patrulhas de milícias islâmicas andaram nas ruas de Antuérpia e noutros lados para “monitorar maus policiais” e “racistas brancos” e aplicar a sua própria lei? (Fonte: Libération).
    – Sabia que a islâmica Turquia (o Cavalo de Tróia da Europa) quer extraditar e sentenciar, pela sua lei, a sharia, a duquesa Sarah Ferguson, só porque esta foi lá, conseguindo-se infiltrar e filmar instituições islâmicas, desumanas e sadomasoquistas, autênticos antros profissionais de maus tratos a crianças deficientes? (Fonte: BBC News).
    – Sabia que a nova legislação exigirá que a polícia, o exército e o serviço civil em geral, contratem com prioridade jovens imigrantes, tendo assinado com 35 empresas na França, (Televisão, Peugeot, grupos de alimentos e Casinos), um acordo para contratarem preferencialmente pessoal estrangeiro? (Fonte: Governo e Sindicatos).
    – Sabia que nas escolas secundárias as muçulmanas vestem as túnicas antes de ir para o quadro, para não despertarem qualquer desejo?
    – Sabia que nas escolas primárias os pais muçulmanos recusaram deixar as suas filhas na classe de um professor substituto, devendo ser uma mulher a substituir a outra mulher professora? Que a escola teve que criar um compartimento sem janelas, para reconhecer as mães, cobertas da cabeça aos pés, antes de lhes entregarem os seus filhos? (Fonte: Le Monde, 09/07/04).
    – Sabia que nas escolas primárias, os alunos têm dois banheiros e torneiras separados, sendo uma reservada para ‘muçulmano’, e outra para ‘francês’ ou um funcionário local? Exigem que haja vestiários separados nos ginásios, porque, segundo eles, um circuncisado não pode despir-se ao lado de um impuro? (Fonte: Le Monde, 09/07/04).
    – Segundo estudos sérios, se nada mudar e não houver um movimento forte e sério, estaremos, completamente islamizados…..

    Já pensaram se alguma destas situações era possível nos países deles?

    Eles estão aí…e nós abrimos-lhes as portas,

    Os políticos cretinos que temos na Europa é que são os verdadeiros e principais culpados desta situação horrível. Esses idiotas úteis cobardes têm permitido activamente encher a Europa de islâmicos. A continuarem a dar-lhes ouzio, logo verão o que deles receberão!

    É humilhante vermos essa “União” Europeia caminhando para o auto-suicídio, todos os dias, no seu declínio económico, industrial, técnico, científico, social (esses apenas os aspectos mais notórios), mas sobretudo afundando-se num assaz declínio moral, onde não preza nem defende os seus valores iluministas intrínsecos, os seus ideais, de democracia, de liberdade e de identidade.
    E a “Europa dos líderes cobardes”, injectados com os virus patogénicos do “politicamente correcto” e do “multiculturalismo”.
    A Europa está a cavar a sua própria sepultura e enquanto isso, vai cada vez mais fazendo a vida negra aos seus cidadãos, quer nos aspectos sociais e económicos, quer nos aspectos morais, culturais, tradicionais, civilizacionais, socio-estruturais e identitários, substituindo-os por nefastos retrocessos que a arrastam e recuam para a Era das Trevas e do Obscurantismo Selvático do Califado.

  6. Anónimo diz:

    Sabia que eu sou cristão e tenho familia muçulmana e vivemos em harmonia sendo que nenhum pediu estatuto especial em lado nenhum(nem nunca o fariam pelos seus principios)?
    Sabia que o ser Humano é dotado de inteligência e vontade propria e uns têm o Q.I maior que os outros?
    Sabia que há pessoas que têm vida propria e ao invés de compilarem dados que não servem de nada senão para alimentar ódios em pessoas com parca capacidade intelectual trabalham e estudam e são uteis para a sociedade?Sabia que essas mesmas pessoas são de váriasraças e religiões?Sabe que eu duvido que você esteja incluido?

  7. Anónimo diz:

    Muito Bem dito Anónimo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: