Cultura segundo os padrões socialistas

03/18/2007

(NOTA: Estes links contêm fotos chocantes, de cariz pornográfico)

Militantes do PSOE, Abnóxio e outros excrementos de aparência humana

O candidato a alcaide socialista de Badajoz, Francisco Muñoz Ramirez, patrocinou a edição de um álbum de fotografias de J.A.M. Montoya onde se retratam figuras religiosas (Cristo, a Virgem Maria, São Roque) com os órgãos genitais e seios à mostra, os homens de pénis erectos, simulando actos sexuais. Trata-se, diz o folheto da exposição, de um fotógrafo de rara sensibilidade. Tudo isto, pago com o dinheiro dos contribuintes. Um pulhazeco que se chamará Ademar Santos, autor do Abnóxio, arrota alarvamente perante tais fotos: “Descobri hoje as imagens de “Sanctorum”, do fotógrafo espanhol José Antonio M.Montoya. Devo a descoberta ao PP. Que deus os abençoe!”


Um socialista abastado

02/08/2007

José Magalhães tem fazenda no Brasil

O dirigente socialista, membro do Governo e ex-membro do PCP José Magalhães tem uma fazenda de cacau no Brasil. Que, por caso, fica perto de outra fazenda, esta do empresário Américo Amorim. Eis aqui o que se chama um socialista abastado. Assim também eu. Os agradecimentos ao venenoso Marcelo rebelo de Sousa, que revelou a costela brasileira do camarada José Magalhães na sua crónica no semanário Sol.


Zita Seabra, a estalinista arrependida

01/15/2007

Do PCP a Wall Street em 10 lições

zita-seabra.jpg

Como se passa de dirigente do mais estalinista Partido Comunista para uma liberal que elogia desmesuradamente o capitalismo selvagem, ao ponto de propor a extinção do Ministério da Economia e deixar as empresas trabalhar? Como se chega aos trinta anos, já numa democracia, e não se percebem os horrores do estalinismo? Leiam a entrevista de Zita Seabra ao último Expresso, onde se compreende como a ambição ultrapassa a coerência política ou as crenças ideológicas. E fiquem na dúvida se ela está a gozar conosco ou se está a ser sincera. Ressalvo uma nota de humor: para Zita Seabra, o Bloco de Esquerda é um partido de “Peter Pans”! E o Francisco Louçã – digo eu… – deve fazer o papel da fada Sininho…


Assassínios políticos de Esquerda

01/15/2007

Bailarina perseguida apenas por ser de Direita

Simone Clarke enfrenta uma violenta campanha hostil, em Inglaterra, apenas devido ao facto de estar filiada num partido político. A campanha tem como objectivo principal obrigá-la a demitir-se do lugar de primeira-bailarina da companhia de ballet nacional inglesa. Simone Clarke é militante do British National Party, um partido devidamente legalizado e cujas actividades, na Grã-Bretanha, são rigorosamente vigiadas pelas autoridades, devido à atitude persecutória da Comunicação Social de Esquerda. Este é um episódio marcante, por destacar duas características fundamentais da Esquerda actual: a histeria política e a intolerância cega. No primeiro caso, a regra a aplicar é simples: tudo o que não for de Esquerda é fascista/nazi. No segundo caso, quem for fascista/nazi tem que ser liquidado politicamente, profissionalmente e enquanto ser humano. Se acontecer ser liquidado fisicamente, também – não obstante isso constituir um crime – ter-se-ão sempre em conta as circunstâncias atenuantes de se ter tratado da liquidação de um ser que não estaria exactamente dentro daquilo que é a definição de ser humano, para a Esquerda (e que inclui, obviamente, o ser de Esquerda, como prova evidente da condição humana)